Home / Internacional / Família de Schumacher gasta mais de R$ 20 milhões por ano em tratamento

Família de Schumacher gasta mais de R$ 20 milhões por ano em tratamento

2c1m3zej268vad9hudxcxn9trMuito pouco se sabe sobre o estado de saúde de Michael Schumacher e como está sendo feito o seu tratamento em casa. O diário britânico “The Sun”, porém, divulgou que a família do ex-piloto alemão estaria gastando cerca de 135 mil euros por semana com a sua recuperação do acidente de esqui sofrido em 29 de dezembro de 2013, nos Alpes Franceses. Ou seja, R$ 462 mil semanais.

Em outras palavras: por mês, o tratamento de Schumacher custa 540 mil euros (R$ 1,8 milhão) desde quando se acidentou, sendo que anualmente esse valor é de 6,5 milhões de euros, o equivalente a R$ 22,2 milhões. Vale lembrar que ele deixou o hospital em setembro de 2014 e foi para a mansão da família na cidade suíça de Gland, onde é atendido diariamente por uma grande equipe médica.

Em 2013, pouco antes de sofrer o acidente, a fortuna do alemão estava avaliada em cerca de R$ 36,6 bilhões.

As pessoas próximas ao heptacampeão mundial de Fórmula 1 tentam manter sigilo absoluto, a pedido de esposa Corinna e da assessora Sabine Kehm. De acordo Felix Damm, advogado do alemão, os detalhes sobre o estado de saúde dele “são particulares”, mas ele revelou recentemente em em uma audiência na Justiça que Schumacher “não pode andar” e nem se levantar.

O acidente

Michael Schumacher sofreu o grave acidente enquanto esquiava nos Alpes Franceses, mais precisamente na estação de Méribel. O ex-piloto bateu com a cabeça em uma pedra e sofreu um grave traumatismo craniano, sendo resgatado de helicóptero e levado com urgência para o centro médico de Moutier. Em seguida, foi encaminhado ao Hospital de Grenoble, onde seria submetido a cirurgia no cérebro e permaneceria em coma por vários meses.

Polêmicas

Além de todas informações desencontradas sobre o real estado de Schumi, a busca por novidades causou uma polêmica quando alguns prontuários médicos com relatos da saúde do alemão foram roubados. A investigação chegou à empresa Rega, especializada em transportes aéreos via helicóptero e que levou o ex-piloto da França para a Suíça. Um homem não identificado foi preso, acusado de pegar os prontuários, e depois foi encotrado morto enquanto estava detido em Zurique.

No fim de 2016, um homem teria fotografado Michael Schumacher em sua residência e pedido 1 milhão de euros (ou R$ 3,5 milhões) para repassar as imagens à imprensa.

Fonte: IG

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*