Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

“Ausência do Estado atinge diretamente os trabalhadores das classes mais humildes”, diz Vereador Leonel Filho.

leo11 - CópiaEm entrevista concedida à mídia digital, o vereador Leonel Filho (PTN) externou sua preocupação sobre a atual situação dos trabalhadores codoenses. O líder do governo na câmara de Codó falou sobre os pontos abordados no parlamento municipal e do atual panorama das classes menos abastadas no município que, em meio à crise financeira federal e a ausência do governo estadual, são os primeiros a sentir os efeitos das mudanças abruptas pelas quais passa o país.
Tolerância com o trabalhador nas blitz de Codó
Na opinião do edil, a classe de trabalhadores mais humildes está sentindo demasiadamente o peso da alta dos preços e do custo de vida. Um exemplo dado pelo vereador foi sobre o que vem acontecendo nas blitz da cidade, onde muitas pessoas que precisam do transporte para sobrevivência estão tendo seus veículos apreendidos por algumas irregularidades, e que na visão do vereador, poderiam ser toleradas.
“De forma alguma somos contra as blitz. Muito pelo contrário, apoiamos e somos favoráveis a todos que cumpram as leis. No entanto, nós temos uma realidade social muito difícil no município de Codó. Além dessa realidade social, ainda existe a crise que vem assolando os trabalhadores mais humildes desde o ano passado, principalmente. E essa crise chega bem, mais forte no cidadão mais humilde. São pessoas que nem a energia estão tendo mais condições de pagar. Mas as blitz são fundamentais para pegar os infratores e criminosos”, lembrou Leonel.
Olhar com mais sensibilidade
Leonel Filho pediu que as autoridades e as forças de segurança olhassem com mais sensibilidade na hora das abordagens, para se fazer a distinção entre os que estão sendo negligentes e aqueles que realmente ainda não se regularizaram por motivos financeiros, e que perderiam sua ferramenta de subsistência caso perdessem seus veículos. “Na grande maioria das vezes, os horários em que são feitas as blitz são os horários de circulação da classe trabalhadora, são pais de família e pessoas que vão deixar os filhos no colégio e precisam desse transporte. São pessoas que usam esse único veículo para ir para o trabalho, ir para a zona rural, pessoas de bem do nosso município que realmente precisam para sobreviver”, ponderou.
O vereador lembrou que a classe trabalhadora enfrenta dificuldades até para manter o veículo e que na realidade de hoje não estariam em condições para se regularizar. “Com a crise tudo ficou mais difícil para os trabalhadores. O alto preço dos combustíveis, das peças, pneus, manutenção, serviços está apertando essas pessoas. São pessoas que lutam em cima de uma moto para levar alimento e sustento a sua família e que se tiver seu veículo retido não terá condições de pagar as altíssimas multas, a documentação, taxas etc. Então eles são obrigados deixar as motos nos pátios e o governo do Estado levar para leilão, por não terem condições.
Incentivo insuficiente
O parlamentar também comentou que o incentivo anunciado pelo Governo do Estado para que os mais humildes pudessem tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). “O Estado garantiu que iria dar um incentivo para a retirada da carteira de habilitação, mas 2.200 incentivos é muito pouco para um Estado que possui mais de cinco milhões de habitantes. Não está sendo suficiente, igual está acontecendo com o Bolsa Escola. Estamos testemunhando filas enormes e um valor muito insuficiente. Acho que isso teria que ser todo mês e não por ano. Com um abono grande. Então isso não é cumprir compromisso. Temos que agir com a verdade. O governo tem que realmente fazer força e tomar medidas para defender os cidadãos das classes mais humildes, seja na saúde, educação ou serviços públicos.
O vereador encerrou sua entrevista elogiando o trabalho da polícia militar na segurança do carnaval e a prefeitura de Codó pela organização, a Secretaria Municipal de Agricultura pela realização do Dia do Campo na Vila Fomento, mas continuou cobrando a presença do governador no município de Codó, onde a população já o espera por mais de quinhentos dias.
“Ainda acreditamos no governador, e que ele terá grandes oportunidades para fazer pelo povo de nossa cidade, só estamos cobrando o que o povo demanda, e precisa da presença do governador em nossa cidade”
Ascom

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Local
Tag:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*