Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Refinaria Premium: o feitiço virando contra o feiticeiro

refinariaO Governo Flávio Dino explorou, o máximo que conseguiu, o assunto politicamente. Os comunistas tentaram atribuir ao governo anterior o cancelamento da construção da Refinaria Premium em Bacabeira. Alguns chegaram a dizer que o anúncio da obra foi um estelionato eleitoral do Grupo Sarney, mesmo sabendo que a responsabilidade do insucesso do empreendimento era de exclusividade do Governo Dilma Rousseff.
Entretanto agora o feitiço, virou contra o feiticeiro. Na quarta-feira (24) veio à tona uma nova informação sobre a “finada” Refinaria Premium que trará dor de cabeça ao Governo Flávio Dino e seus asseclas para explicar gastos públicos com uma obra já “sepultada”.
Apesar de a Petrobras ter desistido de instalar a Refinaria Premium, no início de 2015, o Governo Flávio Dino tem, pasmem, usado dinheiro público com vigilância e manutenção do terreno onde ficaria situado o empreendimento – e que placas mostram, ainda hoje, ser de responsabilidade da própria Petrobras.
Por intermédio da Secretaria da Indústria e Comércio, comandada pelo ex-deputado federal Simplício Araújo (SD), o Governo Flávio Dino gastou, sem licitação, R$ 1.431.712,23. Deste montante, R$ 462.803,52 foram destinados à empresa Manancial Segurança Privada Ltda., que presta serviço de segurança motorizada e armada na área; e R$ 968.908,71 para a empresa Ágil Construções e Serviços Ltda., contratada para fazer a manutenção de vias do local. Os dois serviços foram contratados entre outubro e novembro de 2015, em caráter de emergência, o que garantiu a dispensa da concorrência pública.oposicao1
Oposição – Os deputados oposicionistas já confirmaram que irão agir diante do absurdo e cobrarão explicações dos gastos públicos, com dispensa de licitação, do Governo Flávio Dino com a “finada” Refinaria Premium.
“O recurso deveria ter sido investido na construção de um parque industrial. Gastou-se dinheiro sem eficácia ao invés de se aproveitar a terraplanagem do terreno e o potencial da localização”, afirmou Adriano Sarney que protocolará na Mesa Diretora da Assembleia um pedido de informações ao Executivo.
“O governador deveria ter um projeto para aquela área. Poderia tentar trazer grandes fábricas e indústrias deixando viva a esperança de dias melhores para a população que sonhou com o desenvolvimento de toda aquela região. Mas ele fez justamente o contrário. Aumenta impostos e afugenta investidores”, criticou Edilázio Júnior.
“O valor é um absurdo e não se justifica a dispensa de licitação. É preciso investigar se o secretário não está usando essa contratação para tirar vantagens”, questionou Andrea Murad.
“O que causa estranheza é o fato de o contrato nesse valor ter sido feito com dispensa de licitação. O governador foi informado desde 2015 que a Petrobras não tinha mais interesse nesse projeto. Além de não ter lutado pela continuidade, também não deu tempo dele fazer um processo licitatório?”, ponderou Sousa Neto.
Definitivamente o “feitiço” da Refinariam Premium virou contra o feiticeiro, afinal agora é o Governo Flávio Dino e seus asseclas que terão que responder o motivo de gastos públicos e com dispensa de licitação.
fonte: Jorge Aragão

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Estado
Tag:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*