Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Como escolher um vereador?

codonoticiasNinguém escolheria uma pessoa tímida para ser vendedor em sua loja. Tampouco contrataria um funcionário que tem dificuldade em fazer contas para tomar conta do caixa. Do mesmo modo, não podemos nos aventurar a escolher um vereador sem saber quais sãos suas funções e o que ele não pode fazer!

Escolher um vereador não é uma tarefa simples que possa ser resolvida em poucos minutos. Podemos e devemos avaliar os programas de todos os candidatos a prefeito. No entanto, para escolher um vereador, esta empreitada é inviável.Por isso vamos apresentar para você, eleitor, algumas dicas para a escolha do seu candidato.
O vereador é eleito pelo sistema proporcional de votos para ser membro do Poder Legislativo Municipal, a Câmara Municipal, para um período de 4 anos.

As principais funções do vereador são:

1. legislar:
– aprimorar as leis na esfera municipal
– votar projetos de leis
2. fiscalizar
– fiscalizar os gastos públicos, inclusive os do prefeito e seus secretários
– encaminhar denúncias
– participar de CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito)
3. representar a população
– servir como ponte entre as demandas da população e a prefeitura
saiba mais aqui.

Vereador não tem competência para:

1. Realizar obras e serviços.  Como, por exemplo:
– Asfaltamento de ruas, tapagem de buracos;
– Construção, reforma ou modificações de quadras esportivas;
– Saneamento básico (distribuição de água encanada, esgoto);
– Construção de escolas, creches, hospitais, casas populares;
– Distribuição de cestas-básicas;
– Iluminação de ruas, praças, avenidas;
– Abertura de novas ruas;
– Segurança pública, sua ampliação ou modificação administrativa.
 

Dicas para escolher seu candidato:

  1. Escolha primeiramente um partido político. Eles tem grande peso e importância no processo eleitoral. Saiba mais aqui.
  2. Analise as ideias desse partido e as coligações que ele fez.
  3. Faça uma lista de candidatos e verifique as propostas. Priorize aqueles que apresentam programas com informações objetivas e quantitativas, que possibilitem uma cobrança efetiva das promessas feitas;
  4. Se ele estiver prometendo o que não pode cumprir (promessas fora das competências legais), risque o candidato da sua lista;
  5. Busque os antecedentes, mas não se coloque no papel de juiz. Julgamentos tramitados em primeira instância podem ter algo a dizer;
  6. Se ele já foi vereador, informe-se sobre seu desempenho no último mandato;
  7. Cuidado com políticos que mudam de partido no meio do mandato e não abandonam o cargo. Eles dependem do apoio do partido para serem eleitos e estão sendo infiéis à confiança depositada nas eleições;
  8. Evite escolher candidatos apenas porque ele é bonito(a), famoso(a) nem faça o voto de “protesto”. Esse tipo de voto pode arrastar anônimos e indesejáveis para nos representar na câmara.
  9. Votos nulos ou em branco não anulam a eleição, apenas reduzem o quociente eleitoral facilitando a eleição dos mais votados.

Usando os critérios sugeridos você poderá separar minimamente os candidatos entre os mais e os menos aptos. Será necessário depurar ainda mais a lista para escolher o candidato mais preparado para lhe representar. Depois de escolhido o candidato, aproveite e faça uma cola para o dia das eleições!
Vamos deixar nossas cidades em ótimas mãos! Boa escolha!

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Estado
Tag:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*