Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Qual seu tipo de gordura e o que ele diz a seu respeito

Obesidade é um dos problemas mais vistos nos dias atuais. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, mais ou menos 1,9 bilhões de adultos estavam acima do peso no ano de 2014. Isto é quase 40% da papulação de adultos no mundo. Pra piorar, em 2014 também se constatou que 41 milhões de crianças abaixo dos 5 anos de idade estão com sobrepeso.

No entanto, apesar deste cenário aterrorizante, é importante entender que a obesidade se revela de formas diferentes de pessoa para pessoa. Um estudo feito na Inglaterra revela que existem seis tipos de pessoas com obesidade: mulheres jovens e saudáveis, homens com um grande consumo de álcool, pessoas de meia idade com problemas emocionais, pessoas ricas e saudáveis de idade avançada.

Conhecer o seu tipo de obesidade pode te ajudar a descobrir a razão por trás ganho excessivo de peso e ajuda a perdê-lo de forma mais eficiente. Uma mulher de meia idade que sofre de ansiedade dificilmente enfrentará as mesmas questões que um homem com problemas de alcoolismo. As soluções são diferentes, mas ambas certamente incluirão exercícios regulares.

Pesquisadores também apontam ligação entre o estilo de vida da pessoa e a localização de sua gordura corporal. A pesquisa pode revelar a maior razão por de trás do ganho de peso, auxiliando na perda de forma significativa.

1. Gordura no tronco é um sinal de excesso de comida. É necessário que se comece a comer de forma saudável e mais moderada, claro, acompanhado de uma rotina de exercícios. De acordo com uma pesquisa realizada pela Mayo Clinic em 2008 este tipo de obesidade está ligado ao desenvolvimento de diabetes (tipo I e II), hipertensão e outras doenças. Por isso quem possuir este tipo de gordura localizada principalmente no tronco deve tomar medidas urgentemente.

2. Barriga inchada é provavelmente resultado de consumo excessivo de bebida alcoólica. Neste caso deve-se reduzir o consumo de álcool consideravelmente, cogitando a possibilidade de parar de consumir. Em conjunto, alimentação balanceada e exercícios também irão ajudar a colocar a pessoa em forma.

3. Gordura no baixo ventre (parte inferior da barriga) é sinal de ansiedade e depressão. A melhor forma de perder este tipo de gordura é combinando o alívio do stress (ioga, pensamentos positivos, novas atividades e hobbies) com exercícios físicos.

4. Barriga protuberante ou gordura localizada na parte superior das costas são resultado de um estilo de vida sedentário. Possivelmente esta pessoa perderá gordura facilmente após alguns dias de atividades físicas bem executadas. Pessoas com este tipo de obesidade devem controlar o nível de açúcar no sangue e também cogitar uma dieta com menos refeições.

30 ou 40 minutos de exercícios aeróbicos moderado cinco vezes por semana são recomendação comum a todos os pacientes com todos estes tipos de obesidades. Tais exercícios incluem corrida, natação, caminhada e bicicleta. Estes exercícios queimam gordura corporal.

5. Gordura na parte inferior do corpo é mais típica em mulheres do que em homens. Para combater este tipo de gordura, deve-se combinar exercícios de força com exercícios de cardio.

6. Gordura na parte inferior do corpo alcançando até os pés é um tipo comum de se ver em mulheres gestantes. Para combater este tipo de gordura a mulher deve consultar seu médico.

7. A gordura na parte inferior do corpo normalmente conhecida como ginóide, ou formato de pera. Exercícios para coxas e glúteo são efetivos contra este tipo de obesidade, eles queimam calorias rapidamente e reduzir a gordura, além de serem muito bons para o sistema cardiovascular.

Lembre-se que a obesidade é uma doença que só pode ser curada à partir de uma decisão sua, depende de você. Quanto mais cedo você começar a trabalhar para perder a gordura extra, mais rápido ficará saudável para viver sua vida.

Antes de alterar sua dieta ou utilizar qualquer método de perda de peso, seja ele convencional ou não, consulte seu médico.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Saúde
Tag:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*