Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Amazônia Legal em pauta durante Fórum de Secretários de Meio Ambiente

Secretários de Meio Ambiente dos estados, que fazem parte da Amazônia Legal, estiveram reunidos durante dois dias (06 e 07), discutindo temas importantes para a região. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) realizou, em São Luís, a 14ª. Reunião do Fórum de Secretários de Meio Ambiente da Amazônia Legal.

O Fórum tem como missão identificar e estabelecer uma agenda de interesse comum dos órgãos ambientais da região amazônica, servindo com um elo de articulação e diálogo entre a União e os Estados, com vistas a fortalecer a política nacional de meio ambiente.

No último dia, entre outros temas, esteve em debate o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAM). O Secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, aproveitou a oportunidade para comentar que o Maranhão reduziu número de queimadas em 39%, em 2016. “Fizemos ações efetivas de prevenção, controle e educação sobre as queimadas. Foi um trabalho intenso de conscientização, de orientação. Vemos, então, a importância da educação ambiental. A SEMA vem trabalhando firma essa questão e obtendo um bom resultado”, explicou o gestor.

Em pauta, também, a Regulamentação do artigo 41 do Código Florestal – Incentivos econômicos à Conservação Ambiental. O “Código Florestal (Lei 12.651/2012) previu, em seu artigo 41, a possibilidade do Governo Federal estabelecer um programa de apoio e incentivo à conservação do meio ambiente, iniciativa que é considerada estratégica para conciliar desenvolvimento com proteção ambiental. O ainda falta ser regulamentado e instituído pela União”, comentou o Secretário do Pará, Luiz Fernandes, que também é presidente do Fórum.

Em destaque, também, insumos para monitoramento e gestão ambiental, além do Fundo Verde para o Clima (GFC), que leva os estados a obterem um maior investimento na prevenção e combate ao desmatamento.

Outro tema debatido foi o processo de implementação da Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC, na sigla em inglês) brasileira, que implementa políticas e medidas para enfrentar as mudanças do clima. O Fórum irá formalmente submeter seus pareceres e contribuições ao processo de consulta pública da NDC do Brasil, que está aberto para contribuições abertas até o dia 30 de junho de 2017. É de extrema importância o papel e responsabilidade que os estados da Amazônia possuem no cumprimento das metas de redução estabelecidas pela NDC, em particular no que se refere as reduções no setor de uso da terra e florestas, assim como a redução do desmatamento na região.

Além disso, aconteceu um debate em torno do REDD+ no Brasil e perspectivas para os Estados da Amazônia, que é uma estratégia que oferece compensações para aos países em desenvolvimento, produtores rurais, comunidades tradicionais e povos indígenas, que reduzirem as emissões dos gases de efeito estufa, bem como incentiva as práticas de baixo carbono para o uso da terra, considerando o papel da conservação de estoques de carbono florestal e manejo sustentável.

Ao final da reunião um documento, contendo os encaminhamentos e temas debatidos, foi entregue em mãos ao Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho.

A próxima reunião acontecerá em Rondônia, no mês de maio. Fazem parte da Amazônia Legal, 9 estados brasileiros. Além do Maranhão, Pará, Tocantins, Amazonas, Mato Grosso, Acre, Roraima, Rondônia e Amapá.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Estado
Tag:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*