Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Cutrim reclama de secretários de Flávio Dino: “não atendem”

O deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) deu hoje (1º) mais uma mostra de que as coisas não andam nada boas no governo Flávio Dino (PCdoB).

Membro da base aliada, o comunista foi mais um a revelar a guerra interna que a base aliada tem enfrentado, principalmente por conta do início das discussões sobre as eleições de 2018.

Em discurso na Assemleia, Cutrim reclamou de secretários que não atendem deputados e atacou o sistema de segurança do estado.

“A gente liga para o secretário de Saúde e ele nem atende. Faz 90 dias que eu estou querendo marcar uma audiência com ele e não consigo, mais de 90 dias. E isso é uma falta de respeito com o deputado e com o político, porque eu não vou pedir aqui para o presidente da Assembleia intermediar uma fala minha com o secretário, porque ali ele tem uma obrigação de atender todos os 42 deputados. Nós precisamos de uma informação, precisamos levar um pleito de um município, e nós não podemos porque o secretário não atende”, disse.

Segundo ele, o mesmo problema tem sido enfrentado na Secretaria de Segurança.

“Você liga para o secretário de Segurança, ele não atende. Eu larguei de ligar, liguei 10 vezes para marcar, mas deixei porque eu não preciso dele. Eu não preciso de segurança para nada, para quê? Eu fui secretário por quase 12 anos, mas nunca fui chamado para nada, pelo menos para dar uma opinião”, disparou, completando com o que pensa sobre a Segurança no Maranhão.

“A Segurança acabou no estado do Maranhão, não existe. A Segurança no estado do Maranhão está na UTI, não existe, acabou. Falta de credibilidade”.

O deputado também criticou auxiliares e deputados que andam “faturando” com a entrega de amublâncias e o programa Mais Asfalto.

“O governador, agora na reunião com os vereadores, textualmente falou que todos os municípios vão receber ambulâncias, vão receber poços e vão receber mais asfalto, quer dizer, é uma ação de governo, não é ação de deputado A, B ou C, é uma ação do governador do Estado, um compromisso que ele tinha de campanha e que está cumprindo”, comentou.

Por conta dos problemas com os secretários, o parlamentar informou que apresentará na próxima semana um projeto de lei obrigando todos os auxiliares do Executivo a prestar contas ao Legislativo de seis em seis meses.

“Eu estou entrando agora com um projeto para que os secretários sejam obrigados a semestralmente prestar contas de sua pasta perante a comissão ou o plenário. É obrigatório sob, pena de crime de responsabilidade. Porque os deputados, como fiscais do governo, precisam saber o que está acontecendo na pasta”, finalizou.

Fonte: Gilberto Leda

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Estado
Tag:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*