Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Lula não usará algemas e ficará em sala especial, determina Moro

O juiz Sérgio Moro determinou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não pode usar algemas em “qualquer hipótese” durante a prisão. Moro também decretou que o petista deve ficar em uma sala reservada na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

A ordem de prisão para o ex-presidente cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de reclusão, em regime fechado, no caso do tríplex do Guarujá (SP), foi expedida na tarde desta quinta-feira (5).

PUBLICIDADE

No despacho, Moro alega que “em razão da dignidade do cargo ocupado”, Lula ficará em uma espécie de Sala de Estado Maior, separado dos demais presos, sem risco para a integridade moral ou física.

Ainda de acordo com o magistrado, os detalhes da apresentação devem ser combinados com a defesa diretamente com o delegado da PF Maurício Valeixo, também superintendente no Paraná.

Moro deu a opção para que Lula que se apresente voluntariamente à sede da PF até as 17h desta sexta-feira (6).

Prisão em segunda instância

A prisão foi determinada um dia após o STF (Supremo Tribunal Federal) negar habeas corpus solicitado pela defesa do ex-presidente, que buscava impedir a prisão de Lula após confirmada a condenação na segunda instância.

Lula foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz Moro (primeira instância) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A condenação foi confirmada pelos desembargadores João Pedro Gebran Neto, Victor Laus e Leandro Paulsen, da 8ª Turma do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), corte de apelação da Lava Jato (segunda instância). A pena foi ampliada para 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado.

Segundo o entendimento dos juízes, Lula foi favorecido pela empreiteira OAS com a reserva e reforma de um apartamento tríplex na orla do Guarujá, litoral de São Paulo. Em troca, o ex-presidente teria ajudado a empresa a obter contratos junto a Petrobras.

Lula nega ter recebido o apartamento como propina e diz ser vítima de perseguição da Justiça Federal e do Ministério Público Federal, com o objetivo de barrá-lo na disputa presidencial de outubro deste ano. O petista lidera todas as pesquisas de intenção de voto.

Fonte :R7

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Nacional
Tag: