Codó teve 130 Admissões contra 68 Demissões no mês de Abril, diz Caged

O mercado de trabalho formal em Codó fechou o mês de Abril de 2018 com 130 vagas abertas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) .

Na comparação com o mês de Março de 2018 onde  município registrou apenas 58 vagas de empregos, tivemos uma aumento de 70,65% de vagas criadas em Abril.

Se comparar com o mês de Março onde o comercio registrou apenas  34 trabalhadores e demitiu 117, o mês de Abril o Comércio e registrou admissão de 111 trabalhadores e demitiu 34 trabalhadores no mês de Abril deste ano.Maranhão fecha o mês de abril com 1.332 novos empregos formais

O mês de abril fechou com saldo positivo no emprego formal no Maranhão. Foram criadas 1.332 vagas, resultado de 11.965 admissões e 10.633 desligamentos. A diferença representou um acréscimo de +0,29% no número de empregos em relação a março.

O desempenho foi o terceiro melhor do Nordeste. Os dados estão no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho na última sexta-feira (18).

O setor que mais contribuiu para este resultado foi o de Serviços, que gerou 683 postos no último mês, seguido do Comércio, que abriu 584 vagas,sendo 111 dessas vagas em Codó.

O salário de admissão no MA também cresceu no último mês. Passou de R$ 1.278,93 em março para R$ 1.303,18 em abril, uma variação de 1,90%.

Desempenho Nacional

 No Brasil, o saldo de empregos ficou positivo pelo quarto mês consecutivo. Abril fechou com 115.898 postos de trabalho a mais do que em março, que já há havia apresentado números positivos. O resultado foi decorrente de 1.305.225 admissões e 1.189.327 desligamentos. Com isso, 2018 chegou ao final do primeiro quadrimestre com saldo de 336.855 empregos criados.

O quadro também é otimista se avaliados os últimos 12 meses. Entre maio de 2017 e abril de 2018 houve um crescimento de 283.118 postos de trabalho, um aumento de +0,75%. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apresentados pelo Ministério do Trabalho sexta-feira (18).