Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

PM resgata primeira-dama e professora de Buriticupu

Policiais militares e civis de Buriticupu e Açailândia conseguiram descobrir, no início da madrugada desta quinta-feira (3), o cativeiro onde estavam a primeira-dama Bete Gomes e a professora Raimunda Gomes da Costa, sequestradas na tarde de quarta-feira (2). As duas foram resgatadas e um dos sequestradores, Dhones Rodrigues Silva, mentor do sequestro e filho do caseiro da chácara, foi preso no local.

Os policiais continuam as operações para tentar localizar outros dois envolvidos no crime. Eles conseguiram escapar ao cerco policial feito na casa usada como cativeiro. No local, foi apreendido do veículo gol, de propriedade de Bete Gomes, usado na ação criminosa. Os dois revólveres e a espinguarda também foram apreendidos.

De acordo com o tenente coronel Nelson Pereira da Silva Júnior, comandante da PM em Buriticupu, que estava auxiliando os trabalhos das equipes em Açailândia, a localização do esconderijo somente foi possível por conta do rastreamento de uma ligação telefônica feita por um dos sequestradores.

Em contato com alguém da família da primeira-dama o sequestrador pedia R$ 50 mil para liberar as duas mulheres. A pessoa foi orientada a esticar a conversar para que o serviço de inteligência tivesse tempo de completar o rastreamento do sinal telefônico.

Com a exata localização da origem do telefonema, os policiais chegaram de surpresa, não dando tempo a nenhuma possível reação dos sequestradores, que poderiam tentar usar as mulheres como escudo.

Neste momento, o sequestrador preso e as armas apreendidas estão sendo apresentados na Delegacia de Açailândia.

As duas mulheres, segundo informações do tenente coronel Nelson, estavam abaladas e devem ter sido levadas a uma unidade de saúde.

O sequestro

A primeira-dama de Buriticupu, Betel Gomes, esposa do prefeito José Gomes, e a professora Raimunda Gomes da Costa, foram sequestradas por volta de 15h30 de quarta-feira (2) quando se encontravam em uma chácara.

O mentor da ação criminosa foi Dhones Rodrigues Silva, que trabalhava na chácara do prefeito, e estava em Buriticupu desde novembro de 2017. Ele residia em Uberlândia e fugiu da cidade por ter praticado um crime, segundo informações do tenente coronel Nelson, comando da PM em Buriticupu.

Fonte: Jo Fernandes

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Polícia
Tag: