Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

SINTRAP denuncia irregularidades no concurso público de Caxias

Historicamente o Município de Caxias tem violado a obrigatoriedade de realização de concurso público para o preenchimento dos cargos e empregos públicos. Assim, tanto o governo atual quanto os que o antecederam mantiveram a prática ilegal de contratar seu curral eleitoral. Os trabalhadores contratados, na maioria das vezes são ainda mais expostos a todo tipo de humilhação, assédio moral e constrangimento.

Quanto à realização do concurso em curso, não há motivos a se alegrar vez que a quantidade de vagas disponibilizadas não preenche a necessidade do serviço público, e a empresa realizadora do concurso: Instituto Machado de Assis, além de ter arrecadado cerca de 4 milhões de reais somente de inscrições no concurso de Caxias e não ter prestado contas da destinação do dinheiro, tem demonstrado incompetência técnica para a realização da seleção, sem falar a enorme imoralidade desta empresa, que já se encontra envolvida em inúmeros casos de denúncia de fraude em outro concursos.

Desde o processo licitatório, que se deu em modalidade incompatível com o serviço a ser executado, o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado vem questionando as irregularidades do certame, no entanto, a prefeitura vem escorregando por meio de suas influências lobistas políticas e jurídicas.

Assim, apesar de todos esses questionamentos, as provas aconteceram, e infelizmente sem surpresas a lista de aprovados é mais um indício de tratar-se de um concurso de faixada. Em Caxias toda comenta-se sobre a grande quantidade de aprovados com laços de parentesco, que são assessores muito próximos, funcionários da antiga Policlinica (família Gentil) hoje Hospital Geral.

Com isso, demonstra-se o total desrespeito da gestão com a legislação, com o Tribunal de Contas, com a população caxiense, e com os candidatos que além das despesas, empenharam tempo e dedicação na tentativa de realizar o sonho de alçar um cargo público.

Nesse sentido, o SINTRAP que tem todo o interesse que se realize o concurso público, todavia de forma transparente, moral e legal manifesta e exige a imediata suspensão de qualquer ato homologatório e a posterior ANULAÇÃO do concurso.

Caxias-MA, 19 de julho de 2018 – SINTRAP

Fonte:Caxias on line

Categoria: Estado
Tag:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*