Presidente da Câmara tentou impedir o parecer da Comissão de Justiça e que foi aprovado

A confusão que impediu mais uma Sessão Ordinária da Câmara Municipal, na qual o presidente toma a força o microfone das mãos do vice-presidente, foi gerada pela tentativa, diga-se de passagem, do presidente Expedito Carneiro em impedir duas questões: a primeira delas foi impedir que os parlamentares apreciassem um parecer da Comissão de Justiça, que ele preside, anulando a aprovação das contas do ex-prefeito, Biné Figueiredo, ocorrida no dia 27 de fevereiro de 2018. Pelo parecer lido pelo vereador Rômulo, Biné passará por novo julgamento podendo se defender na tribuna da Casa oralmente ou se fazer representar. No entanto o parecer não foi apreciado, devido a confusão.

Mesmo com a confusão, os vereadores  conseguiram apreciar o parecer favorável à anulação da rejeição da denúncia feita por Horário Maciel contra Expedito. Neste ritmo, a Câmara não irá conseguir dar sequência a seus trabalhos, caso alguns deles forem contra os interesses do presidente.

Veja o Processo:71768