Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Mano Brown faz críticas ao PT em comício de Haddad no Rio

Em meio ao clima festivo no comício de Fernando Haddad na noite desta terça-feira, 23, no Rio de Janeiro, o rapper Mano Brown usou seu discurso para criticar a campanha do PT. Segundo o artista, se o partido “não conseguiu falar a língua do povo, tem que perder mesmo”.

“Vim apenas me representar. Não gosto do clima de festa. A cegueira que atinge lá, atinge aqui também. Isso é perigoso. Não tá tendo clima pra comemorar”, declarou o cantor, que participou do ato ao lado de artistas como Chico Buarque e Caetano Veloso.

“Tá tendo quase 30 milhões de votos pra tirar. Não estou pessimista. Sou realista. Não consigo acreditar pessoas que me tratavam com carinho, se transformaram em monstros. Se algum momento a comunicação falhou aqui, vai pagar o preço. A comunicação é alma. Se não conseguir falar a língua do povo, vai perder mesmo. Falar bem do PT para torcida do PT é fácil. Tem uma multidão que precisa ser conquistada ou vamos cair no precipício. Tinha jurado não subir no palanque de mais ninguém”, disse o rapper.

Assista ao vídeo:

Durante sua fala, Brown chegou a ser vaiado por parte do público, mas não desistiu.

“Não vim aqui ganhar voto. Acho que já tá decidido. Se errou, tem que pagar mesmo. Não gosto do clima de festa. O que mata a gente é o fanatismo e a cegueira. Deixou de entender o povão já era. Se somos o Partido dos Trabalhadores tem que entender o que o povo quer. Se não sabe, volta pra base e vai procurar entender. As minhas ideias são essas. Fechou”, acrescentou.

Quando o público começou a vaiar as declarações do artista, Caetano Veloso saiu em defesa do rapper. Para ele, o discurso representa a complexidade do momento. O cantor afirmou que o país vive a “imbecilização da sociedade” e concordou que não seria hora de festa.

Chico Buarque também disse que entende o sentimento de Brown, mas ressaltou que ainda acredita na vitória de Haddad no segundo turno das eleições. De acordo com ele, pode ocorrer de pessoas que votaram em Bolsonaro no primeiro turno se sensibilizarem com os discursos agressivos do candidato e com os episódios recentes de violência política.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Nacional