Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Codo se classifica para a proxima fase da I Mostra de Experiências Positivas do SUS nos municípios maranhenses

Aconteceu na ultima quinta-feira (11) na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, a I Mostra de Experiências Positivas relacionadas ao Sistema Único de Saúde, que teve como foco a apresentação de trabalhos visando o fortalecimento e a garantia do direito à saúde nos municípios maranhenses. Os banners com o detalhamento dos projetos estão expostos no hall de entrada da Alema, e as defesas dos trabalhos estão acontecendo no Plenarinho do Legislativo estadual.

Diretora da Atenção Básica Gleyciane e Idenilson Criadores  do Projeto

O evento, que teve como tema “Compartilhando experiências para construir o SUS que queremos”, é uma iniciativa do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Maranhão, e conta com as participações de representantes dos 26 municípios maranhenses, que desenvolveram trabalhos referentes à redução da mortalidade materna em São Luís; filtro sustentável; fisioterapia aquática; assistência farmacêutica; vacinação; programa viva melhor jovem; dentre outros.

Deputado Zito Rolim e o Vereador Milson da Gabriela estavam presentes

Codó foi representado pela diretora da Atenção Básica,Gleyciane Vieira, com sucesso e a nossa cidade foi um dos 50 projetos classificados para a próxima fase.

Codó apresentou o projeto democratização da territorialização na atenção primária, que trata do planejamento das ações de saúde e do uso de tecnologias de georreferenciamento e apoio social na atenção primária.

O principal objetivo da mostra é propiciar o intercâmbio de experiências municipais bem-sucedidas no SUS, estimulando, fortalecendo e divulgando as ações dos municípios, que inovam e visam à garantia do direito à saúde. Também está sendo mostrada a integração entre ensino, serviço e comunidade.

Os expositores não precisam ter experiências inédita, mas devem ter sido efetivamente implementadas e serem consideradas bem-sucedidas, no sentido de estar contribuindo para a gestão do SUS e para a garantia do direito à saúde da população, não sendo possível a submissão do projeto que ainda não tenha sido colocado em prática ou que não esteja vigente.

Trabalhos

Dos 88 trabalhos enviados ao CONSEMS/MA, 55 foram selecionados para serem apresentados na mostra, com sustentação oral sobre as experiências positivas expostas nos banners. Aos expositores cabe a missão de apresentar os trabalhos que podem fazer a diferença na vida das pessoas, bem como projetos que podem mudar, de fato, as suas realidades nos municípios.

Ao final da mostra, dos 55 trabalhos apresentados, 17 serão selecionados pelos avaliadores para a 16ª Mostra “Brasil: Aqui tem SUS”, que ocorrerá no período de 02 a 05 de julho de 2019, em Brasília, durante o 35º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

Dentre os trabalhos apresentados consta o Programa Viva Melhor Sabendo Jovem de São Luís: Enfrentamento pela formação e mobilização de jovens para a prevenção das DST’s, desenvolvido nas escolas públicas estadual e municipal e que teve como expositor o enfermeiro Jadilson Neto. Ele lembrou que é um trabalho pioneiro de iniciativa do Unicef, executado pela sociedade civil, governo e as secretarias municipais de saúde.

“A participação nesta mostra é de grande valia, pois está sendo apresentado um trabalho importante que realizamos junto aos jovens de São Luís. Nós já ganhamos um prêmio de relevância social e eu, como enfermeiro, ganhei do Governo do Estado uma medalha como profissional Amigo da Criança. Então, o trabalho tem um significado muito importante, pois mudou a minha vida como profissional”, afirmou Jadilson Neto.

A fisioterapeuta Verônica Cavalcante Silva Pinheiro apresentou o trabalho sobre Fisioterapia Aquática como Promoção de Saúde, desenvolvido em mulheres do povoado Remanso, no município de Porto Rico. O objetivo do trabalho foi analisar o efeito da fisioterapia aquática através da hidrocinesioterapia, como promoção de saúde, onde as mulheres foram submetidas ao tratamento de dez semanas, com 50 minutos de duração, período que foi feita a avaliação da intensidade da dor na coluna vertebral daquelas mulheres.

Verônica Pinheiro informou que, antes do início do programa, foi feita uma avaliação inicial, onde as mulheres relataram altos índices de intensidade de dor na coluna vertebral. Em seguida, foram submetidas a uma reavaliação, onde relataram a redução da dor. Com isso, chegaram à conclusão de que esses dados são positivos para todos os envolvidos na experiência, porque o tratamento ajudou a reduzir a dor.

“Esse achado é relevante, pois mostra a importância da hidrocinesioterapia. Através desse trabalho, foi possível constatar que ele pode ser utilizado como método de reabilitação e, também, como meio de promoção de saúde para a melhoria da qualidade de vida”, afirmou a fisioterapeuta, acrescentando que estava bastante animada com a mostra. “Nós estamos com uma grande expectativa, porque é uma oportunidade de estarmos apresentando e mostrando para todos os municípios que o Maranhão tem experiências exitosas. Também, em uma segunda etapa, vamos mostrar para todo o Brasil, que nosso Maranhão tem um SUS de qualidade”, finalizou.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Local