Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Existem alimentos que possam auxiliar na prevenção do coronavírus?

Se antes os empreendedores do setor alimentício se preocupavam com burocracias, atendimento ao cliente, uma máquina de cartão de crédito e boa divulgação, em tempos de crise do coronavírus é preciso ir além.
Esse momento pede medidas para entender como manter o estabelecimento aberto, aumento das regras de higiene e uso da alimentação como aliada à boa saúde.
Existem alguns mitos sobre a alimentação e prevenção do coronavírus e muitas já são as fake news que rodam pelas redes sociais. O que a alimentação tem de fato a ver com a prevenção de uma doença? Confira!
Alimentos e prevenção de doenças
Com a chegada de uma nova doença no país, além de ligar o estado de alerta sobre a prevenção e cuidados, é preciso pensar na alimentação para estar preparado para esse momento em que a saúde está mais fragilizada.
Cuidar do corpo e da mente é essencial para fortalecer o sistema imunológico e estar mais habilitado para enfrentar qualquer tipo de doença, inclusive o Covid-19, o novo coronavírus.
Porém, diferente do que já anda circulando pela rede, não existe nenhum alimento ou nutriente que evite ou seja tratamento do coronavírus. Não são eles que vão resolver problemas de saúde, mas é uma alimentação balanceada aliada a um bom estilo de vida que ajuda o sistema frente às infecções.
Investir em alimentos que fortalecem as células de defesa do corpo humano é essencial, mas não significa que ao consumir determinada comida o indivíduo estará livre de ser contaminado pelo vírus.
É importante ter em mente que não será um suco de laranja que vai melhorar o sistema imunológico, mas sim um estilo de vida saudável, exercícios, bom sono e boa saúde mental que vão fortalecer o sistema imunológico.
Para isso, é importante incluir diversos grupos de alimentos no dia a dia de adultos e crianças, como:
● Proteínas – os alimentos de origem animal, seja carne vermelha ou branca, leite e ovos e leguminosas como feijão, ervilha, grão de bico e soja.
● Zinco – encontrado em carnes de todos os tipos, principalmente a vermelha e derivados de animais e frutos do mar. Também em cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas.
● Vitamina C – o micronutriente mais famoso quando se fala em imunidade é, sem dúvida importante, e pode ser encontrado em frutas cítricas, como laranja, maracujá, limão, abacaxi, acerola, mexerica, kiwi, tomate, entre outros.
● Vitamina A – presente em fontes de gordura, como queijo e gema de ovo e em vegetais de coloração alaranjada como mamão, cenoura ou manga.
● Vitamina D – outro excelente aliado os sistema imunológico, a exposição solar, óleos e peixes são fontes dessa vitamina.
● Ômega 3 – presentes no azeite, salmão e outros peixes.
● Antioxidantes – são encontrados na castanha do Pará, cogumelos, açafrão, aveia, pepino, linhaça por exemplo, e melhoram a imunidade e aceleram a cicatrização do organismo.
Os prebióticos e probióticos também têm sua importância no organismo, promovem a manutenção da flora intestinal saudável, auxiliam na melhora e na redução das infecções e das diarreias agudas causadas pelo uso contínuo remédios.
Além disso, é preciso ter cuidado com frituras, doces e bolos, alimentos industrializados e ultraprocessados no geral. O corpo pede por uma alimentação saudável, com alimentos naturais para trabalhar em perfeitas condições.
Suplementação
Em épocas mais frias, e de gripe e pandemias, a procura por suplementos e vitaminas, principalmente C e D costumam aumentar. Para que o indivíduo tome algum tipo desses produtos é preciso que haja um diagnóstico de que algum desses elementos está em falta no organismo.
Se a alimentação está balanceada e os nutrientes chegam ao organismo por meio dos alimentos, ela é suficiente para manter uma boa performance do sistema.
Além de boa alimentação é preciso manter a hidratação em dia e não esquecer dos copos de água ao longo da rotina diária.
Como ressaltamos, mais do que boa alimentação, mesmo em quarentena e com as pessoas ficando dentro de suas casas, é importante criar uma rotina de atividades físicas e descanso para reforçar o organismo.
E, para aqueles que preparam a comida, é essencial higienizar as mãos, lavar bem os alimentos e cozinhar os alimentos crus. É importante também tomar cuidados com embalagens quando chegar do mercado e manter a boa limpeza dos talheres e pratos da casa.
Apenas um alimento não é capaz de combater o coronavírus, por isso, é importante manter uma série de ações como isolamento social, alimentação adequada, exercícios e constante higienização das mãos e superfícies. Cuide-se!

https://www.azulis.com.br/artigo/point-mini-chip

Esse artigo foi produzido pela jornalista e técnica em nutrição Amanda Barbosa

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Nacional