Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Você sabe o que é a previdência complementar? Entenda o que é e como funciona a previdência complementar

O planejamento financeiro a longo prazo é muito importante para manter uma boa administração dos gastos. Desse modo, consegue-se evitar as dívidas e mantém-se o controle da vida financeira, para ter uma aposentadoria mais tranquila.

Quando vivemos um período de crise, como acontece atualmente com a pandemia do novo coronavírus, esse cuidado deve ser ainda maior para não sofrer tanto com o impacto da recessão econômica. E uma forma de fazer essa prevenção é planejando a sua previdência complementarsua previdência complementar, investindo nessa modalidade e garantido uma renda futura.

Mas afinal, o que é a previdência complementar? Trata-se de uma alternativa privada contratada sem vínculo com a previdência social, a qual todo contribuinte tem direito. Isso significa que a pessoa investe em um plano de previdência privada que vai complementar a sua renda futuramente, junto com a aposentadoria que já iria receber do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Essa é uma maneira do trabalhador garantir uma renda a longo prazo, especialmente para o momento que deixar de receber um salário, quando não tiver mais uma atividade remunerada e se aposentar. Sem a fonte de renda habitual do seu emprego, poderá contar com esse investimento realizado ao longo do tempo.Assim será possível manter uma renda segura e estável.

Desse modo, conseguirá ter um futuro mais tranquilo. Por conta disso, a previdência privada pode ser uma alternativa para o investidor considerar. Porém, é preciso lembrar que se trata de uma aplicação de longo prazo. Quer dizer que o investimento está sujeito aos fatores que modificarem a economia durante esse período.
A importância de se planejar a longo prazo
O brasileiro, por falta de uma educação financeira adequada, ainda não possui o hábito de pensar e planejar o seu orçamento a longo prazo.

Assim, temos uma cultura de educação financeira falha, pois não somos orientados nesse sentido, dá importância de poupar para o futuro. Mas, esse planejamento é muito importante e evita diversos problemas muito comuns ao longo do tempo, tais como: dívidas, saldo negativo, empréstimos e multas por atraso de pagamento.

Essa medida de realizar um investimento privado, aliada a uma boa organização e planejamento, permitem que a pessoa tenha o controle sobre suas despesas. Dessa forma, não vai faltar dinheiro mesmo em casos de imprevistos e crises, pois terá a reserva para ajudar.
Porque fazer uma previdência na quarentena
Depois de contribuir pagando o INSS durante o período economicamente ativo de sua vida, o trabalhador tem direito a receber a sua aposentadoria de acordo com os critérios e requisitos determinados pelo Governo Federal.

Porém, muitas vezes esse valor é menor do que o salário que recebia pelo trabalho exercido. Nesse caso, a previdência complementar ajuda a manter um nível de renda seguro para a pessoa ter estabilidade financeira em sua velhice.

Uma vantagem muito importante da previdência privada é que o investidor tem garantida uma renda futura. Esse capital será retirado normalmente após se aposentar, momento em que pode usufruir desse caixa, com todos os ajustes monetários.
Plano individualizado
Ao decidir investir na previdência privada, há uma variedade de planos para se escolher, os quais, variam conforme a necessidade de cada pessoa. Assim, suas características, rendimentos e regulamentos mudam em cada caso.

Por isso, que a pesquisa e avaliação permitem escolher aquele que for mais adequado para a sua demanda. O perfil do investidor também vai ajudar a direcionar a escolha. Nesse caso o consultor financeiro pode orientar nessa decisão.
O resgate do rendimento
Lembrando que esse tipo de investimento é para ser retirado a longo prazo, quando a pessoa encerrar sua vida economicamente ativa. Em certos planos, há alternativas para fazer o saque em outros momentos, só que será cobrada uma taxa para a retirada desse capital.

Então, o investidor precisa observar o período de carência (tempo mínimo de investimento para poder retirar o dinheiro), além de opções de regulamentos que permitem saques planejados.

Com atenção a essas informações a pessoa pode escolher o plano que vai atender melhor às suas necessidades.
Poder de decisão do investidor
Uma característica relevante dessa providência é a autonomia que o investidor possui. Ao contrário da previdência social que tem um regulamento fechado, a previdência particular permite continuar com os serviços de uma instituição ou trocar para outra.

Por isso, é necessário acompanhar com atenção as aplicações e rendimentos. Assim poderá definir se está adequado para o investidor e se o banco cumpre com o que foi estabelecido no contrato.
Organização financeira
Apesar de ser necessário se organizar e garantir uma renda para o futuro, é preciso ter cautela, antes de realizar qualquer investimento.

Desse modo, ao optar por aplicar na previdência privada, a pessoa tem que lembrar que esse é um recurso para longo prazo. Significa que não terá acesso ao dinheiro em curto período e que o seu rendimento pode variar em função dos acontecimentos futuros, assim, um bom planejamento é fundamental. Além disso, informação e conhecimento são essenciais.

É importante conhecer o cenário econômico para tomar as melhores decisões em função do momento atual. Uma consultoria com especialistas vai ajudar a identificar as alternativas e o melhor investimento a ser realizado nesse período delicado que vivemos.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Nacional

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*