Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Harmonização orofacial, conheça 8 procedimentos tradicionais

A harmonização orofacial, ou estética orofacial, consiste na realização de procedimentos com o intuito de conciliar a saúde bucal, a funcionalidade das estruturas da face e a beleza atribuída ao rosto.

Isso significa que desde um procedimento que visa aprimorar a mastigação como o implante dentario até aqueles que visam devolver a qualidade de vida e bem-estar (em relação à autoestima e socialização) podem ser feitos no consultório odontológico.

Isso só foi possível por conta do desenvolvimento da tecnologia e de diversas técnicas, bem como do entendimento de que a saúde bucal, a estética do sorriso e do rosto são aliados na qualidade de vida do paciente, permitindo a evolução da área conhecida como dentística.

Conheça no decorrer deste artigo a importância desse setor e os 9 procedimentos mais bem quistos da área.

Odontologia estética e harmonização facial

A odontologia estética, ou dentística, é uma especialização da área da odontologia que visa promover a saúde bucal por meio de tratamentos que também são capazes de melhorar a aparência estética dos pacientes. Ou seja, visa ampliar a saúde e a estética.

Para alcançar o objetivo do paciente e atender os incômodos, o profissional deve acompanhar o caso de modo a entender os reais defensores da saúde e orientar quais as opções de tratamento mais indicadas.

Isso porque para alcançar os tão sonhados dentes alinhados e brancos, diversos procedimentos podem ser realizados, como o clareamento consultorio.

Contudo, são as especificidades de cada caso que determinarão aquele que melhor responde às expectativas do paciente enquanto mantém e aprimora a sua saúde.

Com isso, a especialidade é capaz de equilibrar os traços da face e alinhar o sorriso sem comprometer a funcionalidade das estruturas bucais.

Reabilitação e harmonização facial

De modo geral, os tratamentos não são de grande complexidade, mas podem demandar procedimentos cirúrgicos e acompanhamento de pré e pós-operatório. Nesses casos, costuma-se aplicar anestesia local.

Em relação aos procedimentos que podem ser realizados nessa área, é possível dividi-los em duas vertentes: reabilitação facial e harmonização.

No primeiro caso destacam-se os procedimentos que restauram a funcionalidade bucal e amenizam os impactos que podem haver na face.

Dentre eles estão o uso de aparelhos e alinhadores, colocação de implantes, redução de dores, restauração dental e tratamentos relacionados aos efeitos de paralisia.

Já a harmonização, como mencionado, procura proporcionar a ampliação do bem-estar e a saúde de modo geral, visando tratamentos que minimizem os efeitos do tempo e tragam o equilíbrio entre os traços faciais, reduzindo incômodos que o paciente apresenta.

Com isso, os tratamentos visam alcançar a harmonização da estrutura facial e o restabelecimento de funções como a mastigatória e respiratória.

Dentre os principais benefícios de recorrer a esses procedimentos estão:

● Redução de dores nas articulações da face;

● Obtenção da simetria no sorriso e face;

● Regeneração dental e de papilas;

● Redução de agravamentos em síndromes como o bruxismo;

● Estímulo e melhora da respiração;

● Correção de mordida;

● Minimização dos efeito da idade;

● Ajuste na proporção labial.

Confira nos próximos tópicos quais os tratamentos e produtos que apresentam maior índice de procura entre os pacientes e quais as opções para cada necessidade.

Contudo, não esqueça que antes de decidir por qualquer tratamento, a consulta com um profissional da área é imprescindível para verificar as reais necessidades do caso e quais os fatores de risco que demandam atenção ao realizar o procedimento.

1. Aplicação de toxina botulínica

A toxina botulínica é um dos principais elementos considerados pelos pacientes ao abordar os procedimentos estéticos, inclusive quando relacionados à saúde e aparência da estrutura bucal.

Isso ocorre porque a substância é realmente uma grande aliada nos tratamentos de harmonização e alinhamentos faciais.

A assimetria facial e do lábio são exemplos de casos em que a toxina pode ser utilizada. Isso porque a substância age nas células musculares, podendo contraí-las ou relaxá-las, equilibrando os lados da face.

O produto ainda pode ser usado na correção do sorriso gengival, condição em que as gengivas se mostram de forma mais evidente ao sorrir e podem trazer um aspecto de sorriso mais infantil – por conta dos dentes que, geralmente, aparecem menos.

Nesse caso, a substância relaxa os lábios, fazendo com que cubram um espaço maior da gengiva.

Outros tratamentos que podem ser feitos e/ou complementados por meio da toxina botulínica são:

● Bruxismo;

● Dores orofaciais com origem na tensão;

● Eliminação de rugas e sulcos;

● Preenchimento facial;

● Minimiza paralisias.

Contudo, apesar de ser um dos métodos mais utilizados, há diversas opções que podem compor os tratamentos de estética orofacial e serão indicados conforme as necessidades de cada paciente.

Dentre as possibilidades estão tratamentos que envolvem o uso de ácido hialurônico, fios de sustentação, bioestimuladores, fototerapia, microagulhamento e até o uso de plasma. Confira a seguir alguns procedimentos de modo mais detalhado.

2. Ácido hialurônico

Assim como a toxina, o ácido hialurônico é uma substância diretamente relacionada aos procedimentos estéticos.

Na prática, esse elemento é responsável pela hidratação da pele e por garantir sua elasticidade – prevenindo o envelhecimento. Ou seja, é um elemento produzido naturalmente pelo organismo, sustentando seus tecidos.

No entanto, com o tempo a sua produção é reduzida, impactando na estruturação da face.

Por esse motivo, a aplicação do ácido é indicada para manter a pele mais viçosa, proporcionar um melhor contorno facial e redução de rugas e sulcos.

Já em relação à dentística, o produto é utilizado para melhorar o volume do rosto, principalmente na região do maxilar e mandíbula.

Com isso, a harmonização facial e dos lábios pode ser favorecida, realizando o preenchimento e alinhamento adequado das estruturas.

É um tratamento minimamente invasivo, proporcionando melhoria estética e funcional à face e cavidade oral. Contudo, não é definitivo, demandando a manutenção em períodos entre 6 meses e 1 ano.

3. Fios de sustentação

Filamentos produzidos com ácidos que estimulam a produção do colágeno, os fios de sustentação são utilizados para promover a fixação e o rejuvenescimento da pele, amenizando a flacidez.

Na odontologia, o procedimento é indicado para situações como: a correção da flacidez na região orofacial; minimização de sulcos, rugas e linhas de expressão; contorno do lábio leporino; sorriso assimétrico; e melhora no tensionamento dos tecidos.

4. Bichectomia

A remoção das gorduras de bichat, procedimento realizado na bichectomia, é realizada para amenizar o contorno facial – diminuindo as bochechas do paciente.

O procedimento visa proporcionar um melhor bem-estar ao paciente, suavizando o contorno facial e destacando as maçãs do rosto. Isso auxilia, ainda, na redução de aspectos que são relacionados à infantilização do rosto.

Para além da estética, a bichectomia é um tratamento indicado para reduzir feridas na boca, ao minimizar a ocorrência de mordidas nessa região devido ao excesso de gordura.

5. Cirurgia gengival

Além da toxina botulínica para suavizar a evidência das gengivas, cirurgias gengivais podem ser realizadas para modificar seu tamanho e até sua coloração.

No primeiro caso um procedimento cirúrgico pode ser feito para diminuir o tamanho da gengiva, bem como é possível fazer enxertos para torná-la maior.

Já para a coloração, é possível recorrer ao peeling gengival, tratamento no qual pigmentos escurecidos advindos de hábitos como o fumo são removidos pela abrasão superficial desse tecido.

6. Aparelho e alinhadores

O uso de aparelhos ortodônticos e alinhadores é necessário para corrigir a estrutura dental, melhorar a mordida e alinhar os dentes, dentre outras necessidades.

Apesar de não ser um tratamento essencialmente estético, a colocação de aparelho pode impactar diretamente na percepção estética e na autoestima do paciente.

Por esse motivo, o desenvolvimento no setor possibilitou que novas tecnologias fossem aplicadas de modo a minimizar o impacto do tratamento na estética. Além disso, os resultados obtidos por meio do uso de aparelho invisivel preco ou até do modelo fixo estético é crucial para a qualidade na mastigação e aumento da autoestima.

Com a adesão dos modelos estéticos, um agravante em relação à realização do tratamento é amenizado: o receio do aspecto metálico e o quanto isso poderia afetar a imagem/percepção.

Isso ocorria principalmente para as pessoas que lidavam diretamente com o público ou que trabalhavam com a imagem.

Assim, todos os benefícios oferecidos pelo tratamento ortodôntico podem ser alcançados com interferência mínima na estética durante o procedimento.

Cabe ainda dizer que com o alinhamento correto da dentição, demais procedimentos de harmonização podem ser evidenciados.

7. Lente de contato e faceta dental

Tanto a lente de contato quanto a faceta dental são tratamentos que visam melhorar o alinhamento, espaçamento e aparência do sorriso.

Em ambos os tratamentos, as películas são colocadas sobre os dentes, alterando seu tamanho, cor e até diminuindo o vão entre os dentes.

Por esse motivo, são procedimentos indicados para proporcionar a simetria do sorriso, melhorando a estética e autoestima relacionadas ao sorriso.

Contudo, enquanto a lente de contato dental se trata de uma película mais fina/sensível, demandando nenhum ou pouco desgaste do dente para a aplicação; a faceta é encaixada sobre a estrutura, demandando um desgaste maior para a colocação.

Após os procedimentos é necessário ter cautela com os alimentos que serão consumidos, evitando materiais ácidos e com corantes. Nos primeiros dias, produtos muito quentes, gelados ou rígidos também devem ser evitados.

8. Restauração e implantes

Já em casos de quebra ou perda dental, diversos procedimentos podem ser realizados para reabilitar a mastigação e evitar problemas na arcada dentária, bem como para recuperar a estética e saúde mental dos pacientes.

No caso de pequenas lascas, o polimento para alinhar o dente pode ser realizado. Já em quebras com grau pequeno ou médio de gravidade a restauração é o procedimento mais indicado.

Na prática, o processo consiste na “recriação” da parte que foi prejudicada. Para isso, resinas devem ser usadas, preenchendo o espaço da fratura e devolvendo a funcionalidade da mastigação.

Por fim, em casos mais graves ou que por outros agravantes é necessário realizar a extração, a colocação de implantes dentários pode ser feita para restabelecer a mordida.

O implante é um procedimento que consiste na colocação de uma peça na arcada dentária superior ou inferior, que atua como a raiz do dente para a colocação da estrutura que substituirá o dente.

A hormonização orofacial consiste em uma série de tratamentos que visam ampliar a funcionalidade e a beleza da face e do sorriso.

Com isso os pacientes podem adquirir uma melhora na qualidade de vida e nos relacionamentos interpessoais, por conta da recuperação da autoestima.

No entanto, para que os resultados obtidos atendam da melhor forma a saúde bucal e às expectativas do paciente, o acompanhamento profissional é imprescindível.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Nacional