Codó uma cidade abandonada à mercê de uma péssima administração

Carece de um prefeito com outro perfil. Alguém que não se preocupe apenas em colocar a guarda municipal na entrada da prefeitura, afastando a população para não reclamar da ausência de políticas e cercado de puxa-sacos oficiais. Alguém que mostre um mínimo de preocupação com a falta de médicos nas UBSS e HGM, com o gosto horrível da água que sai das torneiras nos povoados, com a péssima iluminação publica, com o lixo que se acumula na rua, com as praças sem iluminação e muito lixo.

Nas gestões anteriores dos ex-prefeitos Zito Roli e Francisco Nagib, viamos uma cidade cuidada, onde seu povo era feliz diferente da atualidade de hoje, nosso povo sendo maltratado, abandonados, caos na saúde, ruas escuras onde o MP teve que intervir e pedir explicações sobre a escuridão que toma conta das ruas de nossa cidade, onde lampadas de 150w estão sendo trocadas por 35w,a falta de água que voltou a ser um problema, a falta de transparência onde os vereadores de situação votou contra indicação dos vereadores de oposição que solicitou a transparência nos gastos com o dinheiro da merenda escolar e no seletivo para professores.

Prefeito com sua familia

Desde que Dr. Zé Francisco (PSD), tomou posse como prefeito de Codó, em 01 de janeiro de 2021, a cidade está entregue às traças, ao abandono, à falta de administração comprometida com os reais problemas da cidade. Triste. Cruel. Melancólico. Injusto para um município que já foi reconhecido pela revista EXAME uma cidade em progresso onde muitas empresas se instalaram aqui.  Desagradável para uma Codó que foi reconhecida pelo Ministério da Saúde o primeiro município no maranhão depois da capital São Luis que instalou a Ouvidoria do SUS e o que o atual prefeito fez foi fechar pra não ouvir reclamações dos usuários do SUS.

Hoje, vive em Codó quem não tem opção para fugir para outras cidades, seja por motivos familiares, profissionais ou qualquer outro, porque tudo o que não se encontra em Codó é qualidade de vida. A segurança é caótica, os serviços de capina e varrição deixam muito a desejar, a iluminação pública é insuficiente nas ruas, nas avenidas, nas praças e nos parques.

Prefeito prometeu uma saúde de primeiro mundo em 90 dias, e oque se encontra pela cidade é uma das piores saúde que o povo de Codó esta vivendo, tudo que as duas ultimas gestões fez de bem para a população o Zé esta jogando no lixo, falta de medicamento,postos de saúde com equipamentos quebrados, codoenses tendo que dormir na frente da UBS pra conseguir uma ficha pra fazer alguns exames porque os principais exames o paciente ta tendo que pagar,nossas gravidas estão pagando seus exames gestacional, exame esse que nas gestões de Zito Rolim e Francsico Nagib eram realizados em laboratórios conveniados com o município, mães tendo que ir pra Timbiras ganhar seus filhos prque Codó não tem um obstetra e por ultimo o secretario de saúde Dr. Mario Braga pediu demissão por não ter suporte para trabalhar e que deu lugar a uma enfermeira.

Nunca antes na história a cidade esteve tão mal cuidada, tão suja, tão abandonada, tão às escuras, tão mal administrada, tão jogada às traças. Fico a pensar com meus botões porque uma pessoa, sem as mínimas condições, candidatou-se a um cargo de prefeito. Não consigo encontrar resposta. Talvez a resposta possa ser dada pelos eleitores do atual prefeito de Codó. Mas agora que a cidade está um lixo, parece que sumiram os eleitores e eleitoras do Zé.

Saudades do tempo em que eu tinha orgulho de ter nascido, crescido e de viver em Codó.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Local