Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Anvisa identifica dois casos da variante Ômicron; Instituto Adolfo Lutz confirma

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta terça-feira (30) que serão enviadas para análise laboratorial confirmatória as amostras de dois brasileiros que, preliminarmente, apresentaram resultado laboratorial positivo para a variante Ômicron da Covid-19, após testagem realizada pelo laboratório Albert Einstein.

Embora a análise da Anvisa fosse preliminar, o secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse à CNN nesta terça-feira (30), que o Instituto Adolfo Lutz confirmou a detecção da variante Ômicron em dois brasileiros que vieram da África do Sul.

“Nesse momento deixou de ser análise preliminar, nós tivemos uma qualidade técnica bastante aguçada do teste realizado – a genotipagem, essa expansão genética do vírus – pelo hospital Albert Einstein, foi mandado para o Instituto Adolfo Lutz, que já confirmou se tratar de duas amostras compatíveis com a Ômicron, ou seja, a nova variante detectada em novembro na África do Sul”, disse Gorinchteyn.

Segundo a Anvisa, a testagem foi feita em um passageiro vindo da África do Sul, que desembarcou no aeroporto de Guarulhos no dia 23, com resultado de exame RT-PCR negativo, com vistas a se preparar para a viagem de regresso à África do Sul, procurou o laboratório localizado no aeroporto no dia 25, para – já na companhia de sua esposa – realizar o teste de RT-PCR requerido para o retorno.

Naquele momento, ambos testaram positivo para a Covid-19 e o fato foi comunicado ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) de São Paulo.

Segundo informações do âncora da CNN Kenzô Machida, o casal já está em isolamento domiciliar, apresenta sintomas leves da Covid-19 e não tem histórico de vacinação.

Após o resultado positivo, o laboratório Albert Einstein realizou o sequenciamento genético das amostras, notificou a Anvisa sobre os resultados e sobre o início dos procedimentos para sequenciamento genético nesta segunda-feira (29).

Segundo a agência, a entrada do passageiro no Brasil ocorreu no dia 23, ou seja, antes da notificação mundial sobre a identificação da nova variante, que foi relatada pela primeira vez à Organização Mundial de Saúde (OMS) pela África do Sul no dia 24.

Na última sexta, diante dos casos mundiais da variante Ômicron, a Anvisa recomendou medidas restritivas para voos e viajantes procedentes da África do Sul, Botsuana, Essuatíni, Lesoto, Namíbia e Zimbábue. No sábado (27), uma portaria interministerial do governo federal proibiu voos com destino ao Brasil que tenham origem ou passagem por estes países.

3º caso em investigação

A investigação de um terceiro caso está em andamento no Instituto Adolfo Lutz. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de SP, o sequenciamento genético se refere a um caso comunicado à Vigilância no domingo (28).

O passageiro veio da Etiópia e não apresentava sintomas, mas, por ter visitado a África do Sul, fez teste no aeroporto de Guarulhos. Ele segue em isolamento e monitoramento desde o desembarque.

Fonte:cnn

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Nacional