Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Governo Federal inclui 2,7 milhões e zera fila do Auxílio Brasil

O governo informou nesta 3ª feira (4.jan.2021) que zerou a fila de espera do ano de 2021 para o Auxílio Brasil, o programa substituto do Bolsa Família. Foram incluídas 2,7 milhões de famílias. Com isso, o total atinge 17,2 milhões de famílias beneficiadas. O valor médio pago pelo programa é de R$ 409 por mês. Antes, era na faixa de R$ 200.

Os candidatos ao programa podem verificar se tiveram o registro aprovado consultando a inscrição no CadÚnico (Cadastro Único), no site. Ou pelo CPF, no aplicativo Auxílio Brasil. Em nota, o Ministério da Cidadania afirmou que o programa tem ingresso recorrente de novos beneficiários.

Ou seja, uma nova inscrição para receber o benefício não resulta no imediato repasse de dinheiro. A concessão está condicionada à disponibilidade de recurso no Orçamento. O governo pretende gastar R$ 90 bilhões com o Auxílio Brasil em 2022.

O calendário de pagamentos já foi divulgado. As parcelas mensais ficam  disponíveis para saque por 120 dias depois da data indicada no calendário. Os beneficiários podem conferir no extrato de pagamento a “Mensagem Auxílio Brasil”, com o valor do benefício.

O Auxílio Brasil entrou em operação em novembro do ano passado. Foram contemplados pelo programa, em 2021, cerca de 14,5 milhões de famílias, num desembolso da ordem de R$ 9,1 bilhões em 2 meses (novembro e dezembro).

O governo havia prometido pagar um ticket médio de R$ 400 por mês a partir da sua entrada em vigor. Porém, por falta de dinheiro no Orçamento e de uma demora para aprovar uma proposta que parcelaria dívidas judiciais (precatórios), o benefício médio em novembro foi de R$ 217,18.

O ministro João Roma (Cidadania) estudou a possibilidade de pagar em dezembro diferença de R$ 400 do Auxílio Brasil que não foi paga em novembro. A ideia não decolou.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Nacional