Torra Torra do Zé: R$ 500.293.671,94 + 80% de tudo isso, é o que Zé Francisco está pedindo de autorização aos vereadores para usar na gestão em 2024

Para o primeiro ano de governo, os vereadores aprovaram orçamento anual para 2021 da ordem de R$ 377.000.000,00 (Trezentos e setenta e sete milhões de reais).

Já para  seu terceiro ano a frente da prefeitura de Codó, Zé recebeu autorização legislativa para gastar R$ 476.000.000,00 (Quatrocentos e setenta e seis milhões de reais) com suplementação de 100%, conforme chegou à Casa por meio, naquela época, do projeto de lei Nº 09/2022.

Do primeiro para o terceiro ano de administração ele, o gestor,  evoluiu em R$ 99 milhões autorizados pelos vereadores para o orçamento anual, mas em termos de entrega de resultados para a população a única coisa que conseguiu foi um pico de rejeição popular que nunca fica abaixo de 72% nas pesquisas mais recentes.

PARA 2024

O projeto Nº 17/2023 que foi recebido pelos vereadores em 28 de setembro de 2023 é ainda mais audaciosos em termos de receitas e despesas para o ano de 2024.

Zé quer autorização para usar ano que vem nada mais, nada menos que R$ 500.293.671,94, mais a autorização para abrir créditos adicionais na casa de 80% deste valor (OU SEJA, QUER MAIS R$ 400.234.936,80 PARA COBRIR DESPESAS NÃO FIXADAS  OU  QUE FORAM FIXADAS EM VALOR INSUFICIENTE NA PREVISÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA QUE VAI SER VOTADA PARA 2024).

Se fosse um governo que tivesse provado em 2 anos e 9 meses que tem competência para investir bem cada centavo destes recursos nada aqui teríamos a dizer, mas o caos que vemos todos os dias na zona rural e na cidade nos autoriza a dizer que cada centavo deste será mal aplicado e que nós, codoenses,  pouco teremos a comemorar , com exceção daqueles que servirão para pagar salários de servidores que, realmente, trabalham.

Zé não nasceu para ser prefeito, é médico e só.

Teve 4 anos para aprender a ser gestor público e nunca mais terá uma nova chance pra nada nesta área, até seu apoio político no futuro nada significará para quem ousar aceitá-lo.

DESPONTA PARA O ANONIMATO

É por isso que de 2021 a 2024, os números dos orçamentos anuais aprovados pelos vereadores mostram uma evolução mínima de 75,35%,  para mais, em termos de recursos autorizados e, em vez de aproveitar isso para se tornar uma lenda administrativa, vem usando de modo a despontar para o anonimato, a aprontar um quarto luxuoso na casa dos futuros esquecidos, no templo onde vive o panteão dos piores, dos que viverão, para sempre,  à margem das lembranças do seu próprio povo.

Zé  é um erro dentro da  história política de Codó que será corrigido em 2024.

Por Acelio Trindade

Raimundo Coelho

OS Codoenses, não podem pagar mais essa conta, se o prefeito não trabalhou todos esses anos que esteve a frente da Prefeitura, não vai ser no final de mandato, a população espera que os vereadores, hajam, coma razão e não por interesse pessoal, pode ser um golpe.

O seu endereço de e-mail não será publicado.