Sampaio Corrêa vence o Independente e avança à segunda fase da Copa do Brasil

TUCURUÍ – Depois de estrear na Copa do Nordeste e no Campeonato Maranhense com bons resultados, o Sampaio Corrêa iniciou, na noite desta quarta-feira (31), a sua décima participação consecutiva na Copa do Brasil. Atuando fora de casa, no Estádio Navegantão, em Tucuruí, a Bolívia Querida precisava apenas de um empate diante do Independente para se classificar, mas fez até mais do que o necessário: seguro na defesa e preciso no ataque, o Tricolor derrotou o Galo Elétrico por 1 a 0 e confirmou, pela quinta vez seguida, a presença na segunda fase da competição nacional.

Empurrado pela torcida, o Independente tentou sufocar o Sampaio Corrêa nos primeiros minutos, mas o Tricolor, com um meio-campo fechado, não deu muitos espaços e segurou a pressão dos mandantes. Com muita concentração e aplicação tática, o Bolivão abriu o placar aos 47 minutos do primeiro tempo, com Marlon, que aproveitou rebote do goleiro Dida em finalização de Uilliam e empurrou a bola para o fundo das redes. Na etapa final, o Independente continuou atacando, sem sucesso, enquanto o Sampaio administrou o resultado e garantiu a classificação.

Na segunda fase da Copa do Brasil, o Sampaio Corrêa enfrentará o vencedor da série entre URT (MG) e Paraná, que se enfrentam nesta quinta-feira (1º), no Estádio Zama Maciel, em Patos de Minas. Se avançar novamente, o time maranhense iguala a sua melhor campanha na competição, registrada em 2017, quando foi eliminado na terceira fase pelo Internacional, após passar por São José (RS) e Guarani de Juazeiro (CE).

Depois de garantir a classificação na Copa do Brasil, a equipe do Sampaio Corrêa volta as suas atenções para o Campeonato Maranhense. O Tricolor encara o rival Moto Club em um Superclássico neste sábado (3), às 18h, no Estádio Castelão, com cobertura completa do Imirante Esporte e da rádio Mirante AM. Já o Independente volta a campo no domingo (4), para enfrentar o Castanhal, no Estádio Navegantão, pela quinta rodada do Campeonato Paraense.

O jogo

A partida no Estádio Navegantão começou em um ritmo alucinante. Na primeira jogada do Sampaio Corrêa, James arriscou o chute, para grande defesa de Dida. Pouco depois, aos seis minutos, o Independente respondeu com Chaveirinho, que parou nas mãos de Andrey. James, aos 12, teve uma nova chance de gol diante de Dida, mas o goleiro do Galo Elétrico salvou sua equipe mais uma vez.

Depois da pressão inicial, o Sampaio Corrêa diminuiu o ritmo e fechou os espaços, tentando utilizar a euforia do Independente a seu favor. Os paraenses só levaram perigo novamente aos 43 minutos, com Chaveirinho, que fez grande jogada individual e chutou para fora. Depois disso, o Sampaio foi ao ataque: aos 45, Bruno Moura bateu colocado e acertou a trave do Independente. Já nos acréscimos, aos 47, o Tricolor abriu o placar com Marlon, aproveitando rebote de Dida em chute de Uilliam.

Precisando da virada, o Independente começou o segundo tempo no ataque, mais na base do desespero do que da organização, diante de um Sampaio fechado e tranquilo. Aos 16 minutos, Fabrício arriscou de longe, Andrey deu rebote, e Joécio afastou o perigo pelo Tricolor.

Depois disso, o Independente não teve mais grandes chances e o Sampaio quase fez o segundo gol, com Wellington Rato, que tentou surpreender Dida com um chute por cobertura aos 50 minutos, mas a bola foi para fora. O gol, entretanto, não fez falta, e o Tubarão festejou a classificação em terras paraenses.

FICHA TÉCNICA

INDEPENDENTE: Dida; Léo Rosa, Charles, Ezequias e Mocajuba; Alexandre Pinho (Alexandre Santana), Leandrinho, Chicão e Fabrício; Feijão (Ray Gol) e Chaveirinho (Cabecinha). Treinador: Júnior Amorim

SAMPAIO CORRÊA: Andrey; Junio Rocha, Joécio, Maracás e James (Fernando Sobral); César Sampaio (Odair), Yuri, Silva, Bruno Moura (Wellington Rato) e Marlon; Uilliam. Treinador: Francisco Diá

Sobre Jeferson Abreu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *