Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Mensagem do Amigo Dr. Wellington à Todas as Mulheres Codoenses.

11899969_861327743943077_4966934935514798944_n-768x432Parabéns a todas as mulheres guerreiras, vitoriosas, batalhadoras e abençoadas!  Que Deus com sua infinita bondade possa continuar abençoando a todas as mulheres de Codó, que representam uma espécie de dom perene e divino, uma fonte inesgotável de amor.
As mulheres codoenses são dignas de todo o nosso respeito e admiração, representam um elemento crucial na solidificação da instituição familiar, instituição mais importante a qual fazemos parte, a vocês mulheres nosso muito obrigado hoje e sempre.IMG_1688-225x300

Prefeito Zito Rolim participa do Lançamento da AGRITEC CODÓ

DSC_0379A Prefeitura de Codó em parceria com o Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria  Municipal de Agricultura realizaram na noite desta segunda-feira (07), a cerimônia de Lançamento da AGRITEC CODÓ 2016. A CDL foi o palco escolhido para sediar o grande evento que contou com diversas autoridades locais e de outros municípios. Estavam presentes o Prefeito de Codó, José Rolim Filho, representando a Câmara, o vereador Pedro Belo, o Secretário de Agricultura, Cordeiro da City, a Gerente Regional do SEBRAE Caxias, Milena Cabral, o Secretário Adjunto de Comercialização e Organização Produtiva da SAF, Chico Sales, produtores rurais, além da sociedade civil.
A AGRITEC CODÓ acontecerá no mês de abril de 2016 e gera uma grande expectativa por parte da organização que afirmam “será a maior feira de agronegócios de todo o Estado do Maranhão”. O evento é de suma importância para o município, uma vez que, integra um conjunto de ações para o desenvolvimento do setor rural em todo o estado e tem o objetivo de criar espaços para troca de experiências e ampliar o conhecimento tecnológico para beneficiar os agricultores familiares do estado.DSC_0396
O Prefeito de Codó, Zito Rolim, mostrou-se muito empolgado com a realização de mais uma AGRITEC no município. “O Governo Federal e toda a equipe da Secretaria de Agricultura tem se empenhado cada vez mais para valorizar o agricultor familiar, possuímos programas importantes que geram renda para essa classe trabalhadora, posso citar o PENAI que hoje é abastecido pela produção da agricultura familiar. Portanto a vinda da AGRITEC para Codó mostra a preocupação e o esforço do governo para com o trabalhador rural, visto que o evento visa beneficiar e qualificar os produtores, através da troca de conhecimento empresarial da economia local e regional, além do contato com as novas tecnologias que com certeza impulsionarão o desenvolvimento da produção, garantindo geração de renda e cidadania. Estarei sempre à disposição da secretaria de Agricultura para o que for necessário, e tenham certeza que continuarei lutando incansavelmente para fazer grandes parcerias e trazer grandes projetos para o nosso povo”, finalizou.DSC_0402
 
Asscom Prefeitura Municipal de Codó
 

Dez anos e 34 recursos depois, Justiça manda prender Luiz Estevão

AAgvolE.imgA Justiça Federal em São Paulo decretou a imediata prisão do ex-senador Luiz Estevão. A ordem é do juiz Alessandro Diaferia, da 1ª Vara Criminal Federal.
Estevão foi condenado a 31 anos de cadeia por desvio de verbas das obras do Fórum Trabalhista de São Paulo, mas pelo caminho dos recursos processuais. A condenação foi imposta em 2006 pelo Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3). Na mesma ação foi condenado o ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, que presidiu o Tribunal Regional do Trabalho da 2.ª Região (TRT2).
Nesses dez anos que se seguiram à condenação, Estevão apresentou 34 recursos aos tribunais superiores. Na mesma decisão, o juiz Alessandro Diaferia mandou prender o empresário Fabio Monteiro de Barros Filho, também condenado pelo desvio de recursos do Fórum. Segundo a Procuradoria da República, em valores atualizados, o rombo seria de 1 bilhão de reais.
Em janeiro, o Ministério Público Federal requereu ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), o início da execução da pena de prisão imposta pelo TRF3.
A petição foi assinada pelo subprocurador-geral da República Edson Oliveira de Almeida, que fez o pedido a Fachin com base na recente decisão do Supremo que determinou o início do cumprimento da pena de condenados já em segunda instância, antes de se esgotar todos os recursos judiciais.
Em 2000, Luiz Estevão teve o mandato cassado em função de sua participação no desvio de verbas públicas destinadas à construção do Fórum Trabalhista de São Paulo. Os crimes, cometidos durante o período de 1992 a 1998, deram origem a sete processos criminais e duas ações civis públicas movidas pelo Ministério Público Federal entre 1998 e 2001.
Somente em um deles ocorreu, às vésperas da prescrição, o trânsito em julgado da decisão condenando Luiz Estevão, pela prática do crime de uso de documento falso. Atualmente o ex-senador cumpre pena de três anos e seis meses em regime aberto.
Várias das condenações impostas aos réus do caso TRT-SP já prescreveram, outras correm risco de prescrição. Em valores atualizados, a cifra desviada pelo esquema criminoso ultrapassa a quantia de 3 bilhões de reais, cobrada pelo Ministério Público Federal em uma das ações cíveis.
(Com Estadão Conteúdo)

Astronauta cresceu 3,81 centímetros após quase 1 ano no espaço

ab65846dacd7fef1fd498e69418ae02bDa: BBC
O astronauta americano Scott Kelly, que retornou do espaço na semana passada depois de passar quase um ano na Estação Espacial Internacional (EEI), diz sentir fortes dores pelo corpo.
Sente tanta dor nos músculos e articulações que mal consegue dizer onde dói.
“Estou surpreendido pela diferença entre como me sinto agora, fisicamente, em comparação com a primeira missão em que estive”, diz em entrevista poucos dias após voltar à Terra.
Kelly passou quase um ano na Estação Espacial Internacional com o cosmonauta russo Mikhail Kornienko. Na outra missão, Kelly ficou no espaço por 159 dias.
O que torna a viagem de Kelly particularmente interessante não são apenas os 340 dias que ele passou na EEI ou as 5.440 voltas que deu ao redor de nosso planeta, mas o fato de seu irmão gêmeo, Mark Kelly, ter ficado na Terra para que fosse estudado o impacto psicológico e fisiológico de uma viagem longa no espaço sobre o corpo humano.
Uma das primeiras mudanças visíveis foi que havia superado seu irmão em altura – tinha 3,81 cm a mais que ele.
Mas poucos dias depois de voltar à Terra – e à força da gravidade -, Scott já tinha voltado ao tamanho normal.
O coração continua bombeando a mesma quantidade de sangue para as extremidades, mas os vasos sanguíneos das pernas não têm que trabalhar tanto para bombear sangue de volta para o coração.
No espaço, os astronautas perdem volume de sangue, razão pela qual Scott recebeu uma transfusão de sangue após o retorno.
Outro problema que os astronautas experimentam é uma inflamação na parte posterior do olho enquanto estão no espaço. Isso causa problemas de visão que podem durar um tempo após o retorno à gravidade.

Mário Macieira sai em defesa de vândalos do PT: “Reação proporcional ao agravo”

mario-macieira-e1443242592780-940x540 (1)O ex-presidente da Seccional maranhense da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Mário Macieira, saiu em defesa de membros do PT que participaram do vandalismo ocorrido no último sábado 5, na Praça Maria Aragão, durante manifestação que ocorria de forma pacífica até a chegada dos petistas.
Em artigo distribuído na internet, Macieira fez jogo de palavras com atos de intolerância religiosa, homofóbica e xenófoba para declarar que a truculência dos petistas contra manifestantes e o desacato aos policiais militares não passou de uma “reação indignada dos militantes do PT”.
“Nesse contexto, a reação indignada dos militantes do PT que rasgaram o ‘pixuleco’ pode se equiparar à reação de um católico, indignado contra o vilipêndio à santa, ou dos nordestinos discriminados por uns poucos racistas do sul”, declarou.
Em outro trecho do artigo, o ex-presidente da Seccional maranhense da OAB-MA defendeu que a agressão dos petistas foi proporcional ao ato pacífico invadido pelos membros do PT, e apoiou a ação contra o boneco inflável do ex-presidente Lula, o Pixuleco, furado e rasgado por pelo menos dois vândalos identificados em vídeos distribuídos em grupos de WhatsApp: Nonato Chocolate e Adriana Oliveira.
“Quando alguém é injustamente agredido ou ameaçado o direito prevê como possível uma reação proporcional ao agravo, imediata e suficiente para fazer cessar a ofensa. Essa é a motivação dos manifestantes que rasgaram o pixuleco, ofensa agressiva aos partidários do ex-presidente, entre os quais, evidentemente, eu me incluo”, defendeu Mário Macieira.
Como o ex-presidente da Ordem leciona Direito Público na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), dá pra imaginar que tipo de formação ele passa para os universitários quando não resolve matar a aula.
A íntegra do artigo de Mário Macieira pode ser conferida no blog de Zaidan de Sousa.

Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão – Agritec, terá sua primeira edição de 2016 no município de Codó

2016-03-07 20.07.47Uma vitrine de potencialidades do campo, geração de renda, oportunidades empresariais, negócios e empreendedorismo rural. Um evento de Agrotecnologia, inovações tecnológicas, informação qualificada, desenvolvimento regional e cidadania.
Com o objetivo de garantir ao agricultor familiar o acesso ao conhecimento e às novas tecnologias, a Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão – Agritec, terá sua primeira edição de 2016 no município de Codó, território dos Cocais. A feira acontecerá entre os dias 28 e 30 de abril e teve seu lançamento oficial feito na noite desta segunda-feira (07) no auditório da câmara dos dirigentes lojistas.
“A existência da Agritec em Codó será uma vitrine para mostrarmos o que temos na agricultura familiar do nosso município, não só uma vitrine, mais também um espaço onde serão discutidos vários temas, para que possa preparar esse agricultor familiar na melhoria da qualidade de seus produtos, e também no aumento de sua produção, e nós não poderíamos deixar de dar total apoio a esse evento que entendo ser de grande importância para nosso município”, afirmou o prefeito Zito Rolim.
Além do prefeito de Codó, Zito Rolim, quem também esteve no evento representando o poder legislativo codoense foi o vereador Pedro Belo, o parlamentar destacou a importância do evento para o município.
“O governador Flavio Dino sabe da importância que o agricultor familiar tem para o crescimento do nosso estado, e por entender assim que ele tem como objetivo fortalecer a agricultura familiar em todo o Maranhão. Por isso ele firmou essa parceria com varias entidades municipais e estaduais para que este importante evento seja realizado em nosso município, e eu estou muito feliz por esta participando do lançamento da Agritec em Codó”, frisou o vereador Pedro Belo.
A Agritec é uma realização do sistema SAF (composto pela secretaria de Estado da Agricultura Familiar – SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão – Agerp e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – Iterma), Embrapa/Cocais, SEBRAE, Prefeitura Municipal de Codó e Movimentos Sociais (ACONERUQ, FETAEMA, FETRAF, MIQCB e MST).
ASCOM 

Corinthians vê risco de não ter como pagar financiamento por arena em abril

Corinthians_Obra-arena-960x600Durante reunião do Conselho Deliberativo do Corinthians nesta segunda, representante do fundo que administra o estádio do clube apresentou detalhes das contas da arena. O valor do contrato com a Odebrecht é de aproximadamente R$ 975 milhões. Juros bancários são responsáveis por mais cerca de R$ 90 milhões. Também foi informado o custo das obras temporárias usadas durante a Copa do Mundo: por volta de R$ 90 milhões.
O cenário descrito é difícil. Se os naming rights e mais Cids (certificados que o comprador pode usar para abater impostos municipais) não forem negociados brevemente, não deve haver dinheiro em  caixa já em abril para pagar a parcela do financiamento de R$ 400 milhões feito junto ao BNDES por intermédio da Caixa Econômica usado para pagar a Odebrecht. A informação foi confirmada ao blog por dois conselheiros.
Andrés Sanchez, porém, fez um discurso otimista sobre os naming rights, mas sem falar em valores. No entanto, Emerson Piovezan, diretor financeiro, afirmou que a necessidade é de R$ 20 milhões anuais com a negociação do nome do estádio.
O clube ainda espera conseguir uma nova carência de 19 meses para pagar o financiamento, o que traria alívio. A negociação para isso se arrasta desde o ano passado com a Caixa. O BNDES também precisa aprovar o acordo.
De acordo com o Blog do Rodrigo Mattos, em caso de inadimplência, a Caixa pode até tirar o Corinthians da operação do estádio.
Ao justificar o quadro atual, o ex-presidente afirmou que a situação do país mudou desde a construção do estádio. Antes, era grande o interesse pela aquisição de camarotes. Hoje, é difícil até vender cadeiras cativas, que o clube chama de PSL. A diretoria admite que negociar assentos do setor oeste, o mais luxuoso, é um problema a ser resolvido.
Outras pedras no sapato são os Cids. A projeção inicial era de que fossem arrecadados R$ 400 milhões com os certificados. Até agora, eles geraram R$ 16 milhões. Uma negociação que vai render mais R$ 15 milhões referentes aos Cids está bem encaminhada. Até agora, os papéis têm sido comprados por consórcios liderados pela Odebrecht.
Para dinamitar parte dos obstáculos, a diretoria  vai colocar em prática um plano de corte de despesas e promover drástica redução dos ingressos cedidos como cortesia nos jogos do time.
Mal acabou o encontro e ele foi apelidado de reunião da verdade, já que detalhes das contas do estádio foram revelados. Ter acesso a essa informação foi a principal cobrança de membros de torcidas organizadas e sócios que protestaram antes e durante a sessão.
Fonte: UOL

Oposição vai acionar Justiça contra visita de Dilma ao ex-presidente Lula

Dilma-vai-a-são-paulo-falar-com-lula-531x264Partidos da oposição criticaram a ida da presidente Dilma Rousseff a São Paulo na tarde do último sábado (5) e, em nota, Democratas (DEM) e Solidariedade já afirmaram que pretendem acionar a Justiça conta a governante.
Ela saiu de Brasília para fazer uma visita de solidariedade ao ex-presidente Lula, conduzido coercitivamente para depor pela 24ª fase da Operação Lava Jato na sexta-feira (4), na casa dele em São Bernardo do Campo.
As lideranças do DEM no Senado e na Câmara avisaram que vão entrar com representação contra a presidente da República e contra o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner na Procuradoria Geral da República (PGR).
A legenda quer calcular o gasto total do uso do avião presidencial no deslocamento até São Paulo, além dos gatos com pessoal ligado à comitiva e dos deslocamentos feitos com helicóptero.
O deputado federal Fernando Francischini (Solidariedade/PR) também questionou o uso de recursos e dinheiro públicos na viagem realizada em solidariedade ao ex-presidente Lula.
O parlamentar disse que vai entrar com uma ação de improbidade administrativa contra Dilma ainda esta semana.
“Vou requerer na Justiça a devolução do dinheiro público utilizado. […] Avião, helicóptero, veículos, funcionários, todos da Presidência, utilizados para fins particulares em pleno sábado”, pontuou Francischini.

Tribunal Regional Federal derruba liminar contra novo ministro da Justiça

1_20160303083148722843e-234735Uma decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da1ª Região (TRF1), desembargador Cândido Ribeiro, permitiu hoje (7) que o novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva, assuma o cargo em substituição ao ex-ministro José Eduardo Cardoso, atual chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), até que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida sobre a questão.
O desembargador atendeu pedido da AGU para suspender a liminar concedida ao DEM, na última sexta-feira (4), pela juíza Solange Salgado de Vasconcelos, da 1ª Vara Federal em Brasília. Ela entendeu que o ministro, por ser membro do Ministério Público da Bahia, não pode exercer o cargo.
Hoje, a AGU recorreu, argumentando que um artigo da Constituição abre a possibilidade de membros do MP desempenharem outros cargos públicos.
Na decisão, o desembargador ressalta que o Supremo Tribunal Federal (STF) vai decidir, na quarta-feira (9), a pedido do PPS, sobre a legalidade de membro do Ministério Público, como é o caso de Wellington César na Bahia, exercer o cargo de Ministro de Estado da Justiça. A ação no STF é relatada pelo ministro Gilmar Mendes.
“Enquanto isso não ocorrer, entendo que a execução da liminar, tem o condão de acarretar grave lesão à ordem pública, a autorizar a concessão da suspensão requerida”, diz o desembargador no texto. A decisão tomada hoje pelo desembargador é válida até que o STF decida sobre o tema.
Na decisão de hoje o desembargador disse que a decisão da juíza “envolve interferência em ato do governo, com subjacente impacto nas condições de governabilidade da chefe do Poder Executivo”.
E completou: “Além do mais, a liminar questionada, como afirma a requerente ‘deixa sem comando, do dia para a noite, um ministério que tem como responsabilidade direta a segurança pública, as garantias constitucionais, a administração penitenciária, entre outros assuntos de extrema relevância’”, diz.