Sistema Arara Azul – Codó Notícias | O melhor e mais completo site da Região dos Cocais - Blog do Jeferson Abreu, Notícias de Codó e Região.

Acidente agora pouco na MA 026 Timbiras | Codó, ali no famoso riacho do inferno:

acidente garapé do inferno 05Um acidente registrado agora pouco por volta das 14:00h na (MA-026) que liga Timbiras à Codó. Segundo informações do Internauta Misael Silva, as vitimas todas são de Codó, o motorista saiu com algumas lesões, os demais ocupantes tiveram ferimentos também e ambos foram levados pelo Samu.
Ainda não sabemos o real motivo que provocou o capotamento deste Fiat, mais resta lembrar que nesse período chuvoso todo cuidado deve ser redobrado. 
Fonte Blog do Silvio Ramon
VEJAM AS IMAGENS ABAIXO: 
acidente garapé do inferno 02
acidente garapé do inferno 03acidente garapé do inferno 07
acidente garapé do inferno 01

Justiça bloqueia contas do governo do Rio para o pagamento de servidores

4gdp3asc1kdfpy8b6bi4ck8aaA Justiça do Rio determinou nesta sexta-feira (29) o embargo de R$ 265 milhões das contas do governo do Estado do Rio de Janeiro para pagamento dos servidores do Tribunal de Justiça do estado. A medida está sendo cumprida e os servidores do Judiciário fluminense estão recebendo o dinheiro, de acordo com o diretor do Sindicato dos Servidores do Judiciário do Rio Alzimar Andrade.

“O juiz determinou que os valores arrestados não afetassem verbas da Saúde, Educação e Segurança, serviços essenciais pelos quais também lutamos”, explicou Andrade.
A decisão é do juiz Bruno Vinicius Bodart, da 9ª Vara de Fazenda Pública da Capital, e foi concedida em favor do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário. Em seu despacho, o magistrado determinou que os recursos fossem retirados das contas do governo do Estado e da Secretaria Estadual de Fazenda nos bancos do Brasil, Bradesco, Itaú e Caixa Econômica Federal.

No fim do ano passado, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) alterou o calendário de pagamento de todos os servidores públicos para o sétimo dia útil. Até dezembro, os depósitos dos funcionários ativos eram feitos no primeiro dia útil do mês e o dos inativos, no segundo dia útil. Os servidores do Tribunal de Justiça e do Tribunal de Contas do Estado recebiam no último dia útil do mês trabalhado.

TRT manda pagar médicos

Também nesta sexta-feira, o Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região determinou o sequestro de R$ 1,9 milhão das Contas do Estado do Rio de Janeiro para o pagamento dos salários dos médicos contratados pelo Instituto Data Rio (IDR), organização social que administra dez unidades de Pronto Atendimento (UPAs) no Rio de Janeiro.

A decisão favorável à Ação Civil Pública foi proposta pelo Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro. De acordo com a nota divulgada pelo sindicato, a decisão é uma vitória que faz parte da série de ações que a entidade ajuizou e diante das quais obteve êxito contra a crise da saúde estadual. Um exemplo, citado na nota, foi a liminar obtida em dezembro que obrigou o governo do estado a aplicar o mínimo de 12% do Orçamento no setor de saúde.

Créditos de Restituição de ICMS do Programa Nota Legal são liberados

No total foram liberados R$ 7,5 milhões em créditos para os mais de 189 mil cadastrados no programa de estímulo fiscal. Terão direito aos créditos, os consumidores que exigiram notas fiscais com o seu CPF no período de 01 de julho a 31 de dezembro de 2015.
Para utilizar os créditos o consumidor deverá estar cadastrado no programa Nota Legal e converter os valores de ICMS acumulados nos novos benefícios que o programa oferece como o abatimento do IPVA, a troca por vale transporte e, também, transferência para conta corrente, conta poupança ou saque na agência de atendimento do Banco do Brasil.
O consumidor deve acessar a página do programa: notalegal.sefaz.ma.gov.brinformando CPF e senha, clicar em “utilizar créditos” e em seguida marcar a opção “crédito de notas fiscais” onde irá indicar o benefício que deseja utilizar.
Vale transporte
Ao acessar a página do Nota Legal o consumidor, que ainda não tiver cadastrado o cartão de vale transporte, deverá clicar na guia “Configuração”, em seguida “Cadastro de beneficiários” e “Termo de Autorização de Conversão de Crédito para Vale Transporte Eletrônico”, para aceitar os termos e condições de participação.
Após o aceite, o consumidor realiza o cadastro do cartão do beneficiário clicando em “salvar cartões”. Em seguida, clica na guia “Utilizar Créditos” > “Créditos de nota fiscais” > “Crédito em cartão de transporte” > Indica o cartão e o valor do crédito a ser convertido > “Confirma recarga”;
Após a solicitação, o usuário deverá aguardar o prazo de até 10 dias úteis para processamento e disponibilização do valor para uso.
Abatimento do IPVA
Na página do sistema, o usuário deverá clicar em “Utilizar créditos” > “Utilizar Notas”, marcar a opção “Abatimento IPVA”, selecionar o Renavam do veículo já cadastrado no sistema de acordo com o CPF do consumidor e, por fim, informar o valor a ser abatido. Ao clicar em “Confirmar”, o consumidor não poderá cancelar a operação.
O abatimento do valor do IPVA deverá estar disponível, no máximo, em até 48h após o procedimento podendo ser consultado na página do IPVA, menu “IPVA Débitos – 2016 e anteriores”.
Crédito em conta bancária
Ao acessar o sistema do programa com CPF e senha, o consumidor poderá indicar a opção conta corrente, poupança ou saque na boca do caixa do Banco do Brasil para recebimento do crédito.
O valor informado pelo consumidor para resgate deverá ser processado em até 10 dias úteis junto ao banco.
Cálculo dos créditos de restituição de ICMS
Os créditos de ICMS foram concedidos aos consumidores no percentual de 2% do valor do imposto destacado na nota fiscal, e de 3% nas aquisições de mercadorias no comércio de gêneros alimentícios, autopeças e restaurantes.
Não são concedidos créditos nas aquisições de mercadorias não sujeitas à tributação pelo ICMS, sujeitas ao regime de substituição tributária (combustíveis, veículos, pneus, cimento, bebidas alcoólicas, refrigerantes, cigarros, etc), energia elétrica, gás canalizado e na prestação de serviço de comunicação.
Fonte:Oimparcial

Prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, é detido acusado de estupro

IMG_20160129_145308O prefeito de Santa Inês foi transferido agora a pouco para São Luís onde deve ser ouvido. O helicóptero do Grupo Tático Aéreo decolou do Quartel do 7º Batalhão da Polícia Militar, em Pindaré Mirim, por volta das 11h40min.
O prefeito de Santa Inês foi transferido por volta das 11h40min para São Luís onde deve ser ouvido. O helicóptero do Grupo Tático Aéreo decolou do Quartel do 7º Batalhão da Polícia Militar, em Pindaré Mirim.
Ribamar Alves será ouvido na sede da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), em São Luís.
 
MATÉRIA DO G1 MA
O prefeito da cidade de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), foi preso na manhã desta sexta-feira (29) em flagrante por estupro no município de Santa Inês, a 250 km de São Luís. Segundo informações da polícia, a vítima seria uma adolescente de 17 anos.
A informação foi confirmada ao G1 pelo secretário de Segurança Pública Jefferson Portela. Ele adiantou que Ribamar Alves será trazido a São Luís de helicóptero para ser ouvido na sede da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA).
Por telefone, o advogado Ronaldo Ribeiro, que defende Ribamar Alves, confirmou que o prefeito manteve relações sexuais com uma mulher e que esta seria de maior. “Foi tudo consensual”, afirmou.
Do G1 MA

Vereador Leonel Filho solicita ações e soluções para Codó ao Secretário de Saúde do Estado

IMG_20160129_140746Acompanhando o Prefeito Zito Rolim, juntamente com o Presidente da Câmara Municipal Codó, vereador Chiquinho Do Saae, e o Secretário Municipal de Saúde, Ricardo Torres, o vereador Leonel Filho aproveitou o ensejo da Inauguração do Hospital Macrorregional de Caxias para conversar e reivindicar com o Secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, por mais ações e soluções para as demandas do município de Codó.
Na oportunidade, o líder do governo na Câmara Municipal de Codó questionou sobre a falta de recursos destinados a Codó e a ausência do governador Flávio Dino em visitas oficias do Estado no município. “Achamos muito louvável que o governador está trabalhando por Caxias, e ficamos felizes pela população. Com mais este enorme Hospital, Caxias já conta com 5 unidades de saúde públicas para atender a sua população. Ao todo são mais de 20 milhões de reais que já foram investidos na saúde pública de Caxias. Isso é ótimo. No entanto, estamos cobrando e torcendo para que não se esqueça de nossa amada Codó, que tanto precisa da ajuda do Estado, principalmente na área da Saúde e Segurança Publica”.
Conversa com Secretário Marcos Pacheco
O vereador Leonel Filho, em conversa com o secretário Marcos Pacheco também recebeu algumas justificativas para questões que vem afetando a saúde pública no município de Codó. Sobre o Centro de Hemodiálise, o secretário informou que seria feita uma reunião com o setor de controle e avaliação do Governo do Estado e o secretário Municipal de Saúde Ricardo Torres, com o objetivo de adequar os recursos que estão sendo passados e não se perca o serviço. “De fato temos necessidade do serviço para Codó e toda região. Já marquei com secretário Ricardo e faremos essa reunião, pois o serviço precisa permanecer”, afirmou Marcos Pacheco.
Problemas na UPA de Codó
Sobre os problemas recorrentes na UPA de Codó, o secretário respondeu que estão sendo realizadas reuniões semanais com os executivos do instituto que faz a gestão dos hospitais (Corpore), para que não haja mais atrasos com pagamentos e falta de materiais nas unidades de saúde. “Estamos nos reunindo constantemente com eles. Já conseguimos pagar o mês de dezembro e precisamos achar soluções para que esse tipo de problema não aconteça, pois serviços de saúde não pode parar e tem que ter qualidade”.
SAMU
Quando questionado pelo vereador Leonel Filho sobre os atrasos nos recursos para o SAMU de Codó, o secretário assumiu publicamente e ao lado do prefeito Zito Rolim que o estado está em falta com o município, mas que o governo irá superar o “Espírito de Crise” e transformará em Espírito de Criatividade”. “Temos que correr atrás, racionalizar recursos e dar para quem mais precisa”, justificou Pacheco.
Ao fim da conversa, o vereador perguntou ao secretário se a população de Codó também poderia esperar e sonhar com um hospital do porte do recém-inaugurado em Caxias. “Desse porte eu não sei, mas assim que o governo do Estado concluir seu cronograma dos macrorregionais, iremos nos voltar para os hospitais municipais, que são resolutivos e importantes para o sistema de saúde do estado”.
Ascom

Murad critica Dino sobre hospital de Caxias

RicardoMuradO ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad criticou nas redes sociais a inauguração esta semana pelo governador Flávio Dino (PCdoB) do Macrorregional de Caxias, mas rebaixado para Hospital Regional que considera “sem resolutividade”.
“Dá pena o que estamos presenciando na saúde pública do nosso estado. O Programa Saúde é Vida destruído pela incompetência e irresponsabilidade de Flávio Dino, que por vaidade e falta de conhecimento, está inviabilizando um sonho que vinha se tornando realidade no Maranhão: saúde no padrão das mais avançadas do Brasil, quer pública ou particular”, escreveu.
Ricardo Murad reafirmou que Flávio Dino recebeu o hospital pronto da gestão da governadora Roseana Sarney, mas reduziu a sua finalidade.
“Construído para ser referência na alta complexidade para Caxias e todos os municípios de sua macrorregião, Flávio o transforma num simples hospital regional, igual a tantos outros que precisam de uma unidade mais complexa para receber seus pacientes graves e acometidos de enfermidades e que demandam atendimento altamente especializado”.
“No programa de saúde que idealizamos e implantamos durante a nossa gestão à frente da SES, todos são tratados igualmente, numa rede integrada, desde os pequenos hospitais de pronto atendimento municipais, passando pelas UPAS, pelos hospitais regionais de urgência e emergência até os mais avançados que cuidam das UTIS, da alta complexidade e do câncer”, disse.
Foto: Biaman Prado/ O Estado

Sargento do Corpo de Bombeiros é preso com carro roubado

sargem-Bombeiros-e1454015485756Uma equipe da Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira (28) no bairro do Angelim, o sargento Antônio Soares da Silva Netto do Corpo de Bombeiros do Maranhão, 41 anos, com um carro roubado e uma pequena quantidade de cocaína. Uma peruca e uma arma de brinquedo também foram encontrados.
O veículo modelo Corsa, de placa NNL 4455, já vinha sendo monitorado pela polícia, segundo informações do superintendente da Polícia Civil da Capital, Armando Pacheco. O carro foi roubado em julho de 2015 em Santa Catarina e comprado no bairro da Cohab por R$ 10 mil.
De acordo com nota divulgada pelo Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), o comando da Corporação já determinou a apresentação do militar no Quartel do Comando Geral (Bacanga), bem como a adoção de medidas cabíveis para apurar os fatos.
Até a apuração total do caso, o sargento lotado no Batalhão de Bombeiros Marítimo (BBMar) e que está na corporação desde 1994, permanece afastado das atividades operacionais da unidade
Abaixo a nota na íntegra:
O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) informa que está acompanhando os trabalhos de investigação da Polícia Civil no caso envolvendo o 2º sargento Antônio Soares da Silva Neto, 41 anos, lotado no Batalhão de Bombeiros Marítimo (BBMar).
O militar foi preso na manhã desta quinta-feira (28), no Bairro Angelim, em São Luís, e interrogado no 14º Distrito Policial do Bequimão. O comando da Corporação já determinou a apresentação do militar no Quartel do Comando Geral (Bacanga), bem como a adoção de medidas cabíveis para apurar os fatos.
Até a conclusão dos procedimentos legais, o sargento permanecerá afastado das atividades operacionais da unidade. Caso seja confirmado o envolvimento na prática criminosa, serão imputadas as sanções administrativas e penais relativas a conduta do militar.
Fonte:Luís Pablo

Odebrecht fez obra em sítio ligado a Lula, diz fornecedora

16028441A ex-dona de uma loja de materiais de construção e um prestador de serviço de Atibaia (SP) afirmaram àFolha que a empreiteira Odebrecht realizou a maior parte das obras de reforma em um sítio frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus familiares.
A reforma teve início em outubro de 2010, quando Lula estava no fim de seu segundo mandato como presidente.
A Odebrecht disse que, após apuração preliminar, não identificou relaçãoda empresa com as obras. Lula não quis comentar.

A propriedade rural, de 173 mil m² (o equivalente a 24 campos de futebol), está dividida em duas partes. Uma delas está registrada em nome de Fernando Bittar, filho de Jacó Bittar, amigo que fundou o PT com Lula. A outra pertence formalmente ao empresário Jonas Suassuna, sócio, assim como Bittar, de Fábio Luís da Silva, o Lulinha, filho do e­­x-presidente.
A Odebrecht gastou nas obras cerca de R$ 500 mil só em materiais, estima Patrícia Fabiana Melo Nunes, 34, à época proprietária do Depósito Dias, loja que forneceu produtos para a reforma no sítio.
“A gente diluía esse valor total em notas para várias empresas, mas para mim todas elas eram Odebrecht”, diz.
Segundo Patrícia, que não quis ser fotografada, os trabalhos no sítio foram coordenados pelo engenheiro da Odebrecht Frederico Barbosa, que cuidou da construção do Itaquerão, estádio do Corinthians, outra obra da empreiteira.
Em entrevista à Folha, o engenheiroconfirmou que trabalhou na reforma. Disse, porém, que estava de férias da Odebrecht no período, prestou serviços de graça e não sabia que o ex-presidente tinha ligação com o local.
Patrícia afirmou que abriu na loja um cadastro em nome da Odebrecht, mas, a pedido do engenheiro, emitiu notas de compras feitas pela construtora em nome de outras companhias. Parte dos materiais, admitiu ela, foi comercializada sem registro fiscal.
Como compravam muito no depósito e no sítio não havia sinal de internet, Patrícia disse ter cedido uma mesa no estabelecimento para Igenes Irigaray Neto, arquiteto responsável pela reforma. Durante os cerca de dois meses da obra, além do arquiteto, Barbosa também ia praticamente todos os dias à loja, disse Patrícia.
REFORMA
Em área arborizada, o sítio possuía antes da reforma um lago, uma estrada de acesso e uma casa antiga. Depois, ganhou nova edificação com quatro suítes e um espaço de lazer com churrasqueira.
Segundo Patrícia, os pagamentos da construtora eram feitos semanalmente. “Eu lembro que o Quico [apelido do engenheiro] ligava para um outro senhor, que orientava sobre como era para fazer as notas. Eu não tinha o telefone, o endereço, nada desse outro senhor. Só sabia que na sexta-feira às três horas da tarde ele passava lá para pagar. Os pagamentos giravam em torno de R$ 75 mil a 90 mil por semana, em dinheiro vivo”.
“Era uma mala que tinha outros valores também para pagar para os pedreiros, serventes, etc. Ele ia tirando envelopes de papel pardo. Dava para ver que tinha uma organização na mala para ser rápido, pagar o pessoal em ir embora. Ele só fazia isso”, diz.
Segundo Patrícia, algumas empresas já clientes da loja faziam pedidos e determinavam o sítio como local de entrega dos materiais. Ela contou que havia grande pressa para terminar a reforma até 15 de janeiro de 2011, e em certo período a loja trabalhou quase exclusivamente para a obra.
O motorista e marceneiro Antônio Carlos Oliveira Santos, 45, disse ter feito serviços de marcenaria no sítio e afirmou que os trabalhos eram chefiados por um engenheiro chamado Frederico.
“Ele [Frederico] me disse que era da Odebrecht, que a Odebrecht estava comandando aquilo. Fui pago por ele em dinheiro vivo. Me chamou a atenção a abundância de dinheiro na obra”. “Todo mundo comentava que o sítio seria para o Lula, mas o Frederico nunca me disse isso”.
RELAÇÃO COM EMPREITEIRA
Maior empreiteira do Brasil, a Odebrecht se aproximou de Lula quando este chegou ao poder. Durante a gestão do petista, a empreiteira participou de algumas das maiores obras do país, entre elas a construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.
A Odebrecht é acusada pela Operação Lava Jato de envolvimento em desvios na Petrobras que somam R$ 6 bilhões. O ex-presidente do grupo, Marcelo Odebrecht, está preso há sete meses.
Lula é alvo de investigação tocada pelo Ministério Público do Distrito Federal para apurar suposto tráfico de influência praticado por ele junto a políticos de outros países, principalmente da África e da América Latina, para conseguir contratos para a Odebrecht. Lula nega ter cometido irregularidades.
Na entrevista à Folha, Patrícia Nunes disse ainda que, além da Odebrecht, “várias empresas” participaram da construção.
Em abril de 2015, a revista “Veja” informou que o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, que é amigo de Lula e um dos alvos da Lava Jato, pretendia, em uma eventual delação premiada, contar que realizou uma reforma no sítio de Atibaia a pedido de Lula. A Polícia Federal passou a investigar se a OAS beneficiou o ex-presidente.
OUTRO LADO
Questionada pela Folha sobre o fato de fornecedores da obra no sítio em Atibaia terem afirmado que a Odebrecht foi a responsável pela compra de material e realização das obras no local usado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família, a empresa afirmou não ter relação com o terreno.
“Após apuração preliminar, a Construtora Norberto Odebrecht não identificou relação da empresa com a obra”, disse por meio de sua assessoria de imprensa.
Procurado, o Instituto Lula disse que não iria se manifestar sobre o conteúdo da reportagem.
O empresário Fernando Bittar, um dos donos da propriedade rural, e que é sócio de Fábio Luís na Gamecorp, não respondeu a nenhuma das tentativas de contato feitas pela Folha.
A reportagem telefonou diversas vezes para a empresa de Bittar e enviou e-mails, mas não obteve resposta até o fechamento dessa edição.
O empresário Jonas Suassuna, sócio de Fábio Luís, filho mais velho de Lula, informou que a área que ele possui fica ao lado do sítio e não contém nenhuma das benfeitorias descritas na publicação.
“Não sou dono do sítio Santa Bárbara, sou dono do sítio ao lado. No meu terreno não há nenhuma edificação, e ele foi comprado com o meu dinheiro. Não conheço a Odebrecht. Sou só vizinho e isso não me parece crime”, disse.
Nas escrituras, a área de 173 mil m² está dividida em duas partes, uma registrada em nome de Bittar e o outra no nome de Suassuna. Os dois terrenos vizinhos foram comprados em 2010, pouco antes das reformas terem início, do mesmo proprietário.
A Folha não conseguiu localizar o arquiteto Igenes Irigaray Neto.
Frederico Barbosa, engenheiro da Odebrecht que participou das obras, diz que o fez por meio de outra empresa e que seu trabalho foi “apoio informal”

Ranking coloca cinco brasileiros entre os mais valiosos atletas sub-20 do mundo

4r8ymc1tassisqc72j55je28uO futebol brasileiro vive um momento conturbado dentro e fora de campo, mas tem um futuro promissor. De acordo com ranking elaborado pelo jornal italiano Gazzetta dello Sport cinco jogadores do país integram a lista dos vinte jogadores mais valiosos do mundo que ainda não atingiram a idade de 20 anos.

Gerson, atleta formado no Fluminense e que atualmente defende a Roma, é o nono colocado da lista, logo a frente de Kenedy, também cria do Xerem e que hoje se destaca no Chelsea.
A lista segue com Gabriel, atacante do Santos, na 12ª colocação, Danilo, atualmente no Valencia, na 13ª e Gabriel Jesus, xodó da torcida palmeirense, na 18ª.
Confira os 10 primeiros colocados e a presença dos brasileiros no top 20:
1 – Kingsley Coman (França / Bayern de Munique)
2 – Leroy Sané (Alemanha / Schalke)
3 – Yoeri Tielemans (Bélgica / Anderlecht)
4 – Donnarumma (Itália / Milan)
5 – Donald Embolo (Suíça / Basil)
6 – Alen Halilovic (Croácia / Sporting Gijón)
7 – Ruben Neves (Portugal / Porto)
8 – Alli (Inglaterra / Tottenham)
9 – Gerson (Brasil / Roma)
10 – Kenedy (Brasil Chelsea)
12 – Gabigol (Brasil / Santos)
13 – Danilo (Brasil / Valencia)
18 – Gabriel Jesus (Brasil / Palmeiras)