Codó Notícias | O melhor e mais completo site da Região dos Cocais - Blog do Jeferson Abreu, Notícias de Codó e Região.

Seduc abre inscrições para seletivos de professores da rede estadual com 9 vagas para as Cidades de Alto Alegre e Coroatá

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que foram abertas, nesta quarta-feira (20), as inscrições para os processos seletivos simplificados para contratação temporária de professores do Ensino Médio das zonas urbanas e rurais que apresentam carências extremas de docentes. Os interessados poderão se inscrever até as 23h59 desta sexta-feira (22). Para a *URE de Codó*, são ofertadas 09 vagas para os municípios de *Alto Alegre e Coroatá.*

As inscrições são gratuitas e realizadas, exclusivamente, pelo endereço eletrônico disponibilizado no site da Seduc. Os seletivos serão realizados em 14 Unidades Regionais de Educação (URES).

No total, serão oferecidas 609 vagas imediatas, distribuídas em 64 municípios, além de formação de Cadastro de Reserva. Os aprovados e convocados serão contratados em regime de 20 horas de trabalho semanais.

A divulgação do resultado parcial está prevista para o dia 26 de março e a contratação para os dias 02 e 03 de abril.

ASCOM

Sociedade codoense volta a se reunir para a Revisão do Plano Diretor 2018

Servidores da prefeitura de Codó, autoridades parlamentares e a sociedade codoense voltaram a se reunir nesta quarta-feira (20) para a revisão do Plano Diretor 2018, que guiará o planejamento de políticas públicas e programas de governo para os próximos 10 anos. Na oportunidade foram discutidos os cinco eixos temáticos: Social, Territorial, Maio Ambiente, Mobilidade Urbana e Saneamento Básico.
A finalidade do encontro foi avaliar o último plano, feito em 2007, e propor novas ações de política urbana e programas, organizando o crescimento e bom funcionamento do município. Para a revisão do Plano Diretor 2018 ‘Avançando Juntos’ a gestão municipal, por meio da Secretaria de Governo, espera contar com a colaboração dos moradores e das representações da sociedade nas diversas localidades por onde irá realizar audiências públicas.
“Já foi cumprido um cronograma dentro das comunidades, ouvindo as demandas dos moradores. E o Plano Diretor é um bom instrumento de planejamento estratégico, que alinhada com outros Instrumentos, como LDO e o Plano Pluri Anual, fará com que a administração pública possa identificar as demandas e destinar recursos para resolver as necessidades da cidade e nossa população, nas mais diversas áreas, como espaços públicos, moradia, transporte, desenvolvimento econômico, geração de emprego e renda, preservação do meio ambiente, entre outros temas”, explicou o vereador Pastor Max.
O Plano Municipal de Saneamento Básico também será incluído no novo Plano Diretor, que se tornará projeto de Lei e passará pela aprovação da Câmara Municipal. “O Plano Diretor é fundamental e irá guiar as ações e melhorias que o governo fará para a nossa cidade pelos próximos dez anos. Por isso a participação das comunidades é imprescindível”, afirmou o secretário municipal de governo, João dos Plásticos.
Ascom PMC

Mulher reage a tentativa de estupro e mata Sansão a facadas

A ocorrência foi registrada por volta das 15h00 desta terça-feira (19), em Santa Luzia do Paruá. De acordo com informações oficiais Elizabete Costa Gonçalves havia acionado a guarnição policial muito antes de cometer o crime. No relato, a mulher afirmava que um homem identificado como Ilsomar Rodrigues Ribeiro vulgo “Sansão” estaria tentando estuprá-la. A mulher que afirmava que o homem estava armado, cravou uma faca no peito do acusado, segundo esta no intuito de se defender e logo em seguida se entregou à polícia. O “Sansão” da vida real assim como no da Bíblia se deu mal ao cruzar com uma mulher. De acordo com a polícia, o homem tinha varias passagens inclusive por assédio sexual. A mulher foi conduzida por suspeita de homicídio.

Jornalista Valdenor Pereira – Registro 0084745/SP

Duas mulheres são presas suspeitas de esquartejar um homem

Duas mulheres foram presas suspeitas de participar do homicídio e esquartejamento de um homem, em Campos Belos, região norte de Goiás. Segundo a Polícia Civil, um homem, também envolvido na ocorrência, foi morto durante confronto com a PM. Eles foram localizados depois que um vídeo e fotos do assassinato começaram a circular nas redes sociais. A disputa por pontos de tráfico de drogas na cidade teria motivado o crime, que segundo as investigações, foi ordenado por um detento membro de uma facção criminosa.

As detenções ocorreram na noite de terça-feira (19). As mulheres presas são Paloma Vitória da Silva Lopes e Brenda de Souza Cavalcante. Com elas, foi localizado um revólver calibre 38 e 15 munições. De acordo com a polícia, elas confessaram o crime e ainda não têm advogado.

Já o suspeito foi identificado como Carlos Vinícius dos Santos Rocha. Após trocar tiros com a PM, ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Com ele, foi localizado uma pistola 9 milímetros importada, munições e uma pequena porção de crack. Ele portava um documento de identidade falso.

“Ele tentou fugir se escondendo em um matagal, mas nós o perseguimos e o localizamos. Ao fazer a abordagem, ele atirou e nós tivemos de revidar”, disse o tenente da PM Dieison Cândido Ribeiro do Carmo.

A ação de culminou com a prisão foi realizada em conjunto com as polícias Civil e Militar. De acordo com o delegado Carlos Eduardo Florentino Cruz, a corporação foi informada no último sábado (16) do sumiço de um homem, identificado como Claiber Eduardo Marques de Jesus. Três dias depois, descobriram se tratar da vítima esquartejada.

“Começamos as investigações para localizá-lo e, na terça-feira [19], começaram a circular nas redes sociais imagens do esquartejamento com um facão. Em uma das fotos foi possível identificar uma tatuagem do autor, que segurava a cabeça em uma mão e uma pistola na outra”, disse o delegado ao G1.

A polícia ainda tenta localizar os restos mortais da vítima.

OUTROS CRIMES

A polícia começou a apurar o caso a partir de outros dois homicídios ocorridos na cidade, sendo uma mulher no dia 12, e outro homem no dia 14. Neste segundo caso, a vítima teve uma orelha e um braço cortados.

A partir da apuração, o delegado descobriu motivação e que o mandante dos crimes é um detento, cujo nome ele preferiu não revelar para não atrapalhar as investigações.

“Chegamos a conclusão que eles foram mandados para a cidade por um detento, recolhido no Presídio de Posse, que comanda o tráfico de drogas na região e é líder de uma facção criminosa. Ele teria ordenado os crimes por conta de uma disputa pela liderança de territórios do tráfico”, explica.

Cruz disse que já está confirmada a participação do trio nos dois últimos homicídios. Já em relação à morte da mulher, eles ainda não investigados e não, portanto, evidências suficientes para acusá-los. Todas as vítimas também já tinham passagens criminais.

As duas mulheres devem ser indiciadas por posse de arma de fogo de uso permitido, de munição de uso restrito, tráfico de drogas e associação criminosa, além do homicídio. Paloma já tem passagem por roubo.

Já Carlos, que morreu no confronto com a PM, também tinha vasta ficha criminal, tendo respondido por latrocínio, posse de arma e roubo.

Fonte: G1

Sobrevivente de Mariana (MG) é encontrado entre as vítimas da Vale

O corpo do soldador contratado por uma empresa terceirizada da Vale, Erídio Dias, de 32 anos, foi identificado pelo IML (Instituto Médico Legal) de Minas Gerais conforme informações de familiares. Dias escapou do rompimento da barragem da Samarco, empresa controlada pela Vale e BHP Billiton, em Mariana, em 2015, e estava desaparecido depois da tragédia em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, também com represa de rejeitos da Vale, em 25 de janeiro de 2019.

O soldador estava na região da barragem que se rompeu em Mariana e escapou da tragédia porque foi almoçar em área distante da atingida pela lama, conforme relatou a familiares à época. Desta vez, em Brumadinho, Erídio Dias estava no refeitório da empresa, um dos primeiros locais atingidos.

“É com o coração partido que estou compartilhando com meus amigos a notícia que nos abalou desde o dia 25 de Janeiro. O desaparecimento de Eridio Dias. Vivemos os piores dias de angústia. Depois de tanta tristeza a esperança era de dar a ele um enterro digno e que o que restou dele pudesse ficar perto de nós. Hoje recebemos a notícia que o corpo foi encontrado. Não importa o que foi encontrado, mesmo que seja um fio de cabelo… ,mas a alma é perfeita e vamos poder se (sic) despedir dele amanhã na Igreja em São Bartolomeu”, disse a tia do soldador, Luzia Aparecida Felipe, em uma rede social.

A Defesa Civil de Minas Gerais informou nesta terça-feira (19) que o número de mortos pelo rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão,em Brumadinho, subiu para 209. Ainda segundo a corporação, 97 pessoas ainda estão desaparecidas e 395 foram localizadas.

Fonte:R7

Roberto Rocha projeta Alcântara e a Zona de Exportação do Maranhão a investidores estrangeiros nos EUA

Senador maranhense aceitou convite para proferir palestra na Câmara de Comércio, em Washington, para falar sobre potencialidades do Maranhão

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA) participou, nesta segunda-feira (18), de uma conferência internacional promovida pela Câmara de Comércio dos Estados Unidos, em Washington. Um dos assuntos debatidos são as reformas econômicas em curso no Brasil, as oportunidades de negócios, investimentos existentes e as áreas para cooperação aprimoradas em questões bilaterais entre os países.

Em sua fala, o parlamentar maranhense destacou o projeto de sua autoria que cria a Zona de Exportação do Maranhão (ZEMA), transformando a ilha de São Luís em uma área de livre comércio, aproveitando as vantagens logísticas e operacionais do Complexo Portuário do Itaqui.

“O Maranhão terá condições de oferecer incentivos econômicos para empresas que desejarem se instalar na ilha de São Luís, unicamente para promover a exportação de produtos ao mercado internacional. Ou seja, tudo que for produzido será isento de impostos. Em compensação, o Maranhão ganha com desenvolvimento econômico com geração de emprego e renda e reduzindo as desigualdades regionais”, destacou Roberto Rocha.

De frente para o Porto do Itaqui está localizado o Centro de Lançamento de Alcântara, que também está geograficamente na cobertura da ZEMA. No entendimento do senador maranhense, “com o acordo de Salvaguardas entre Brasil-EUA em vigor, empresas internacionais poderão se instalar em território maranhense, produzir bens e materiais para serem exportados, através das facilidades da área de livre comércio da ZEMA”, disse.

O Projeto de Lei 319/215, que cria a Zona de Exportação do Maranhão está em tramitação final na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Por se tratar de matéria terminativa, quando aprovada segue direto para deliberação dos deputados federais.

Prefeito Nagib e primeira-dama entregam kit de equipamentos para Conselho Tutelar em Codó

Nesta quarta-feira (20) o prefeito de Codó, Francisco Nagib e a primeira-dama do município, Agnes Oliveira realizaram a entrega de um Kit de equipamentos para a sede do Conselho Tutelar de Codó. Na ocasião foram entregues equipamentos de informática e mobiliário. A entrega do Kit é a complementação de uma solicitação feita pelo prefeito e a primeira-dama ao então deputado federal e hoje senador, Weverton Rocha, que por meio de emenda parlamentar conseguiu o kit administrativo e um veículo novo.

“Muito feliz por poder contemplar o Conselho Tutela de Codó com o Kit e fazer a entrega de importantes bens para o melhor funcionamento da entidade. Sempre procuramos ir a Brasília em busca de melhorias e coisas boas para nossa cidade. E tivemos a oportunidade de estar no gabinete do então deputado Weverton Rocha e solicitar um kit contendo um veículo, cinco computadores, uma impressora, refrigerador e bebedouro. Quero agradecer a Deus, o apoio do prefeito Nagib e a vontade política do senador Weverton Rocha”, expressou a primeira-dama Agnes Oliveira.

Para o prefeito Nagib, os equipamentos serão um grande reforço para o trabalho dos conselheiros tutelares e uma conquista para todos os cidadãos que se preocupam com a luta pela proteção de crianças e adolescentes em Codó. “Mesmo a prefeitura sempre disponibilizando um veículo para o Conselho Tutelar, nós sempre lutamos para que a entidade conquistasse seu veículo próprio. Feito conquistado com a ajuda do então deputado Weverton Rocha, e que irá melhorar os serviços dessa entidade que cuida e protege nossas crianças, que precisam de todo carinho e atenção.”, finalizou o prefeito.

Ascom – PMC

Cozinheira que salvou 60 alunos no massacre de Suzano é pastora

A mulher que salvou cerca de 60 adolescentes usando um freezer para impedir a entrada de atiradores no refeitório da Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, passou a ser conhecida como uma heroína.

Antes da tragédia, Silmara Moraes, de 49 anos, era apenas conhecida como “pastora” da Assembleia de Deus e a “tia da merenda” entre os alunos. Hoje ela se tornou a “Silmara Maravilha”, como é lembrada nas redes sociais e até mesmo em um grafite.

Há 10 anos no Raul Brasil, Silmara lembra de todos os alunos que passaram pela escola. No momento do ataque, ela puxou o freezer que tinha rodinhas até a entrada do refeitório. Depois, fez a barricada com uma das mesas, com a ajuda das duas colegas de cozinha, Sandra e Lisete.

“Ainda não caiu a ficha. Eu não vejo por esse lado, como uma heroína. Eu vejo assim, como um coração de amor. Eu faria isso em qualquer lugar que estivesse, acho que seria essa a minha reação, pelo amor que tenho àquele lugar”, disse Silmara ao Estadão.

Na terça-feira (17), na volta dos alunos à escola, a cozinheira foi recebida por muitos abraços de quem nem sabia que tinha salvado. “Segunda não foi bom chegar ali, deu um apertinho no coração. Mas hoje, quando chegaram os alunos, foi bom. Uns vinham, choravam, abraçavam, agradeciam. Foi um momento muito bom, saber que vão voltar”, afirma.

No dia do velório, Silmara lembra que viu uma mãe dizendo: “Levanta filho, levanta daí”. “Comecei a chorar muito. Ela levantou a cabeça e perguntou porque não salvei o filho dela. Eu queria ter salvado todos que estavam ao meu alcance, mas não consegui. A gente tinha de agir rápido”, lembra.

Mãe, esposa e pastora

Silmara sempre morou em Guaianases, distrito do extremo leste da cidade de São Paulo. Foi lá que criou os três filhos, entre 18 e 26 anos, fruto de um casamento que já dura 27 anos com um pastor da Assembleia de Deus.

Na igreja, foi voluntária durante 30 anos no departamento infantil, onde foi professora da escola dominical além de ter outras funções. “Até hoje me chamam de Tia Sil. Tenho alunos que já estão casados e que cheguei a dar aula para os filhos”, conta.

Há 10 anos no Raul Brasil, Silmara lembra de todos os alunos que passaram pela escola. No momento do ataque, ela puxou o freezer que tinha rodinhas até a entrada do refeitório. Depois, fez a barricada com uma das mesas, com a ajuda das duas colegas de cozinha, Sandra e Lisete.

“Ainda não caiu a ficha. Eu não vejo por esse lado, como uma heroína. Eu vejo assim, como um coração de amor. Eu faria isso em qualquer lugar que estivesse, acho que seria essa a minha reação, pelo amor que tenho àquele lugar”, disse Silmara ao Estadão.

Na terça-feira (17), na volta dos alunos à escola, a cozinheira foi recebida por muitos abraços de quem nem sabia que tinha salvado. “Segunda não foi bom chegar ali, deu um apertinho no coração. Mas hoje, quando chegaram os alunos, foi bom. Uns vinham, choravam, abraçavam, agradeciam. Foi um momento muito bom, saber que vão voltar”, afirma.

No dia do velório, Silmara lembra que viu uma mãe dizendo: “Levanta filho, levanta daí”. “Comecei a chorar muito. Ela levantou a cabeça e perguntou porque não salvei o filho dela. Eu queria ter salvado todos que estavam ao meu alcance, mas não consegui. A gente tinha de agir rápido”, lembra.

Mãe, esposa e pastora

Silmara sempre morou em Guaianases, distrito do extremo leste da cidade de São Paulo. Foi lá que criou os três filhos, entre 18 e 26 anos, fruto de um casamento que já dura 27 anos com um pastor da Assembleia de Deus.

Na igreja, foi voluntária durante 30 anos no departamento infantil, onde foi professora da escola dominical além de ter outras funções. “Até hoje me chamam de Tia Sil. Tenho alunos que já estão casados e que cheguei a dar aula para os filhos”, conta.

Ela também foi regente do ministério de louvor e atuou na “Obra de Amor”, em que ajudava, por exemplo, a recolher itens para o enxoval de mães carentes. “A mãe tinha bebê e não tinha roupa nem para a saída do hospital”, conta. Hoje, Silmara é evangelista.

Depois de dar à luz o primeiro filho, Marcos Paulo, Silmara deixou o trabalho em uma gráfica e passou a vender coxinhas caseiras e arranjos de flores. “Depois que eles cresceram, decidir fazer o concurso para a Prefeitura [de Suzano]. Tinha terminado o ensino médio fazia muito tempo, então pensei que não iria passar. Fiz em 2006. Demorou, mas me chamaram e comecei em março de 2009 no Raul Brasil”, lembra.

“Determinei que iria entrar como merendeira. Mas o meu objetivo não é morrer como merendeira, é algo mais. A gente vai ficando, se envolvendo”, ela conta. “A gente tem que abrir mão para ajudar os filhos”.

Na escola, a comida de Silmara ficou conhecida pelo tempero. Grande parte da salsa, orégano e outras ervas que usa para cozinhar são compradas com o dinheiro que arrecadam da venda de latas de refrigerante, que são coletadas em uma lixeira perto do refeitório.

Além disso, no ano passado, professores e alunos criaram uma horta do pátio, de onde vem manjericão e outros ingredientes. “Os alunos acham isso fenomenal. Falam: ‘Pô, tia, está da hora, não existe tia melhor’. Pra gente, é o maior prazer, motiva”, destaca.

Muitos alunos que estudam no centro de línguas no período da tarde levam marmitas para o almoço. Em alguns casos, contudo, a comida é insuficiente para as crianças. “A gente vê muito isso, que tem crianças carentes”, conta. “Como o potinho geralmente é transparente. dá para ver. Quando a gente vê que não tem mistura, a gente abre e coloca mistura lá dentro e deixa para a hora que eles vêm comer”.

Agora que já ajudou no casamento de Marcos Paulo e sua outra filha, Aline, está prestes a casar, poderá investir no sonho de fazer uma faculdade de Serviço Social. “Quando você trabalha, vê a necessidade das pessoas. Na assistência social, vou poder ajudar mais gente, ter um número maior para atingir. É a minha cara”.

Fonte: Portal Guia-me