Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Hollanda/GHC/M. Nassau/Codó fecha grupo C da Conferência Nordeste Masculina na liderança

Holanda/Codó

Holanda/Codó


Da redação, Santo André (SP) – A noite desta sexta-feira (7) foi de jogos da Conferência Nordeste da Liga Nacional de Handebol. No Ginásio Castelinho, em São Luís (MA), foi finalizada a chave C do naipe masculino.
O Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) bateu o Audax (MA) por 24 a 18 (14 a 7 no primeiro tempo) e as duas equipes passaram para a próxima fase. O time de Codó em primeiro e o de São Luís em segundo. Os artilheiros do jogo foram Euzébio Henrique, do Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA), e Joseph Correa, do Audax (MA), ambos com cinco gols.
No mesmo local, entraram em quadra mais duas equipes maranhenses, mas pelo grupo B feminino. O Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) venceu o Moto Club (MA) por 28 a 25 (15 a 11) e também garantiu vaga na próxima fase da Conferência. A goleadora do jogo foi Silvia Helena, do Moto Club (MA), com nove arremessos certeiros.
Já na Vila Olímpica Parahyba, em João Pessoa (PB), o Handebol Alvinegro/ABC (RN) passou pela APCEF/NewHand (PB) por 26 a 20 (11 a 11) e encaminhou a classificação para a próxima fase da Conferência Nordeste. Edmilson Duarte, da equipe potiguar, foi o artilheiro do duelo com nove bolas na rede. Já o Português/AESO (PE) venceu com tranquilidade o Grêmio/CIEF (PB), por 37 a 26 (20 a 13), garantiu o primeiro lugar do grupo B e a vaga na próxima fase. Os artilheiros da partida foram Gil Pires, do time pernambucano, e Rafael Souza, da equipe paraibana, com dez gols cada.
A Liga Nacional segue neste sábado (8) com jogos das Conferências Sul/Sudeste/Centro e Nordeste Masculina e Feminina, em partidas espalhadas pelo Brasil. Confira a programação do fim de semana abaixo.
Tabela
Liga Nacional Masculina

– Conferência Nordeste – Chave B

Sexta-feira (7)
APCEF/NewHand (PB) 20 x 26 Handebol Alvinegro/ABC (RN)
Grêmio CIEF (PB) 26 x 37 Português/AESO (PE)
Sábado (8)
16h – Português/AESO (PE) x Handebol Alvinegro/ABC (RN)
17h30 – Grêmio CIEF (PB) x Português/AESO (PE)
Domingo (9)
10h – APCEF/NewHand (PB) x Português/AESO (PE)
11h30 – Grêmio CIEF (PB) x Handebol Alvinegro/ABC (RN)
Local: Vila Olímpica Parahyba – Rua Desportista Aurélio da Rocha, s/nº – João Pessoa (PB)

– Conferência Nordeste – Chave C

Sexta-feira (7)
Audax (MA) 18 x 24 Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)
– Conferência Sul/Sudeste/Centro
Sábado (8)
15h – Funel/Acevale/Uberaba (MG) x São Caetano (SP)
Local: Ginásio Cemea Boa Vista – Avenida São Paulo, 1100 – Bairro Amorio Costa – Uberaba (MG)
Liga Nacional Feminina

– Conferência Nordeste – Chave B

Sexta-feira (7)
Moto Club (MA) 25 x 28 Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)
Sábado (8)
16h – Fortaleza/Aracati/Faculdade Ateneu (CE) x Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)
Domingo (9)
11h30 – Moto Club (MA) x Fortaleza/Aracati/Faculdade Ateneu (CE)

– Conferência Sul/Sudeste/Centro

Sábado (8)
15h – São Bernardo/Metodista (SP) x Montes Claros (MG)
Local: Ginásio do Baetão – Avenida Armando Ítalo Setti, s/nº – Bairro Baeta Neves – São Bernardo do Campo (SP)
Fonte:Site CBHb

Handebol codoense em alta:Hollanda/Codó disputará Liga Nacional Masculino e Feminino em São Luís-MA

hollanda-feminino-2016Após a realização do primeiro turno da Conferência Nordeste da Liga Nacional Masculina e Feminina de Handebol, em Codó-MA, chega o momento da disputa do segundo turno, desta vez na capital maranhense, São Luís-MA. Os confrontos deste fim de semana serão decisivos para a classificação das equipes para a próxima etapa regional e prometem ser bem disputados.
Pelo naipe feminino, entram em quadra os times do grupo B. Moto Club (MA), Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) e Fortaleza/Aracati/Faculdade Ateneu (CE) buscam duas vagas para o mata-mata da Conferência Nordeste. As partidas serão no Ginásio do IPEM, em São Luís (MA).
Com duas derrotas na competição, o Moto Club (MA) aposta as fichas na capitã Silvia Helena Pinheiro, atleta que integrou a Seleção Brasileira por 14 anos. “Estou bem realista e sei que a nossa condição é extremamente complicada. Além de vencer, temos que tirar um saldo de gols muito grande de equipes que surpreenderam pela qualidade. Vamos nos entregar ao máximo”, afirmou a atleta de 35 anos.
No mesmo local, mas pela chave C masculina, Audax (MA) e Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) jogam na sexta-feira (7), às 20h, com a tranquilidade de estarem com vaga garantida para a próxima fase.
Sexta-feira (7)
20h – Audax (MA) x Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)
Local: Ginásio do IPEM – Avenida dos Holandeses, s/nº – São Luís (MA)
Liga Nacional Feminina
– Conferência Nordeste – Chave B
Sexta-feira (7)
18h – Moto Club (MA) x Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)
Sábado (8)
16h – Fortaleza/Aracati/Faculdade Ateneu (CE) x Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)

Domingo (9)
11h30 – Moto Club (MA) x Fortaleza/Aracati/Faculdade Ateneu (CE)
Local: Ginásio do IPEM – Avenida dos Holandeses, s/nº – São Luís (MA)
Fonte: Confederação Brasileira de Handebol

Coxa elimina o Belgrano nos pênaltis e consegue vaga inédita

img-20160928-wa0057Depois de vencer o Belgrano no tempo regulamentar por 2 a 1, em pleno estádio Mario Kempes, em Córdoba, o Coritiba foi bem nas penalidades e bateu o adversário por 4 a 3, garantindo sua vaga inédita para as quartas de final da Copa Sul-americana. Na partida de ida, no Alto da Gloria, 2 a 1 para os argentinos.

A festa incrível nas arquibancadas explodiu de fez aos 29 minutos da primeira etapa, quando Bieler aproveitou indecisão de Wilson e, de bicicleta, empurrou para o fundo das redes. Iago, aos 43 minutos de cabeça, deixou tudo igual. Depois do intervalo, aos 20 minutos, Nery Bareiro decretou a virada.

Na próxima fase, o Coritiba vai encarar o Atlético Nacional, com primeiro jogo marcado para o dia 19 de outubro, no Couto Pereira.

O jogo – Com quatro atacante e precisando buscar gols, o Coxa começou pressionando. Logo no primeiro minuto, bola na área para Bareiro, que parou nas mãos de Olave. Aos seis minutos, Leandro fez a jogada, cruzou pra Kazim, mas o turco pegou mal demais na bola, errando o alvo. O time da casa, empurrado pela torcida, esperava em seu campo e apostava no contra-ataque.

O primeiro frisson do torcedor alviceleste aconteceu aos 14 minutos, com Suárez, o craque do time, que recebeu fora da área e emendou uma bicicleta, na rede, mas pelo lado de fora. O Belgrano crescia de produção. Até que, aso 29 minutos cruzamento na área coxa-branca, Wilson são saiu, e Bieler, de bicicleta, empurrou para o fundo das redes para abrir o placar e complicar de vez o Alviverde.

O Coritiba tentou responder rápido, aos 31 minutos, com Alan Santos subindo na área para atestar firme e carimbar a trave. Mas, o empate veio aos 43 minutos, com Iago, reacendendo a esperança da equipe coxa-branca, que anda precisaria de pelo menos um gol para levar a disputa para as penalidades.

Na etapa final, os times voltaram sem alterações. Aos seis minutos, Bareiro vacilou, ficou sem a bola em um lugar perigo, mas Suarez entrou em impedimento na sequência. O Coxa tentava colocar velocidade no jogo, enquanto o adversário se postou na retranca. Aos 10 minutos, Suárez tentou o chute três vezes seguidas e, na última, isolou a bola.

Kazin tentava se esforçar e, aso 13 minutos, foi à linha de fundo, cruzou para Leandro, mas Olave saiu antes para ficar com a bola até que, aos 20 minutos, Juan cobrou escanteio com perfeição, Barerio desviou de cabeça e a bola ainda desviou no travessão antes de morrer no fundo das redes.

O resultado levava a partida para os pênaltis. Aos 29 minutos, cruzamento para Suárez e desta vez Wilson saiu bem para interceptar. Os dois treinadores queimam suas substituições, pensando em uma estocada final, mas também de olho nas penalidades. Aos 39 minutos, cruzamento que passou por todo mundo na área alviverde, Bolatti se esticou todo e quase empurrou para o gol. Apesar da vontade das equipes, poucas chances e ficou nisso, com o Coxa devolvendo o placar do primeiro jogo.

Decisão nas penalidades – O primeiro a bater foi Leandro, que parou nas mãos de Olave. Suárez converteu a primeira cobrança para o Belgrano. Bernardo não desperdiçou a dele. Bieler cobrou bem e também marcou. Juan deixou tudo igual. Lema fez o dele com categoria. González empatou para o Coxa. Luna parou em Wilson. O goleiro foi para cobrança dele e estufou as redes. Álvaro Suarez ficou em Wilson e o Coritiba se classificou.

BELGRANO 1 (3) X (4) 2 CORITIBA

Local: estádio Mario Kempes, em Córdoba (ARG)
Data: 28 de setembro de 2016
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann e Raul Orellana (ambos do Chile)
Cartões amarelos : Farré (Belgrano); João Paulo (Coritiba)

Gols
BELGRANO: Bieler, aos 29 minutos do primeiro tempo
CORITIBA: Iago, aos 43 minutos do primeiro tempo e Bareiro, aos 20 minutos do segundo tempo

BELGRANO: Olave; Luna, Romero, Lema e Rojas; Farre (Bolatti), Lertoria, Luján (Barbieri) e Suarez; Velazques (Alvarez Suarez) e Bieler
Técnico: Esteban González

CORITIBA: Wilson; Benítez, Nery, Juninho e Juan; João Paulo, Alan Santos; Iago (González), Vinícius (Carlinhos), Leandro e Kazim (Bernardo).
Técnico: Paulo César Capergiani

Flamengo perde do Palestino e dá adeus à Sul-Americana

000_gl88t-1024x737Mais uma vez o Flamengo fracassou numa disputa de mata-mata na atual temporada. Depois de ser eliminado na Primeira Liga e Copa do Brasil, a equipe rubro-negra deu adeus ao sonho de brigar pelo título inédito da Copa Sul-Americana. Em partida disputada na noite desta quarta-feira, no estádio Kléber Andrade, em Cariacica, o Flamengo foi derrotado pelo Palestino, do Chile, por 2 a 1.
O adversário da equipe chilena nas quartas-de-final da competição vai sair do duelo entre La Guaíra-VEN e o San Lorenzo, que se enfrentarão nesta quinta-feira na Venezuela. No confronto de ida os argentinos ganharam por 2 a 1 e agora terão a vantagem do empate.
O resultado fez justiça ao Palestino, que foi melhor do que o Flamengo durante os 90 minutos e poderia ter obtido um resultado ainda mais expressivo. O time dirigido por Zé Ricardo não se encontrou em nenhum momento do jogo e não soube manter a vantagem conquistada no jogo em Santiago, quando venceu por 1 a 0. O empate bastaria para a classificação, mas a equipe da Gávea não conseguiu desenvolver um bom futebol.
O jogo – O Flamengo partiu para o ataque e, logo aos dois minutos, Cirino cruzou da direita, Cereceda tentou cortar e quase enganou o goleiro González, mas a bola saiu. Comandado por Alan Patrick, o time carioca se comportava melhor em campo e tentava dar velocidade às ações ofensivas. Aos onze minutos, Fernandinho investiu pela esquerda e cruzou rasteiro, mas Guerrero chegou atrasado para a conclusão.
O Palestino se mostrava muito tímido e quase não aparecia na área rubro-negra. O primeiro chute da equipe chilena só aconteceu aos 19 minutos, em conclusão de Valencia que não levou perigo para o gol de Alex Muralha. O lance animou a equipe visitante, que voltou a incomodar aos 21 minutos em cabeçada de Banegas.
O time chileno começou a gostar do jogo, enquanto o Flamengo passou a errar muitos passes, permitindo que o adversário ficasse mais tempo com a bola. Aos 29 minutos, o Flamengo ameaçou com bom cruzamento de Cirino, mas Chiquinho cabeceou para fora, sem qualquer perigo para o gol de González.
Aos 32 minutos, o Palestino marcou o primeiro gol. Rafael Vaz derrubou Mazurek na entrada da área, Valencia bateu a falta e a bola se chocou com a trave. No rebote, o lateral Cereceda empurrou para as redes.
Depois de sofrer o gol, o time carioca passou a procurar o empate. Aos 37 minutos, após cruzamento de Alan Patrick, Guerrero cabeceou fraco, facilitando a defesa de González.A equipe chilena respondeu com um chute perigoso de Carvajal que encobriu o travessão de Muralha. Aos 43 minutos, o Palestino voltou a ameaçar, quando Mazurek fez boa jogada pela direita e cruzou. A bola encobriu Muralha, mas Pará chegou para aliviar o perigo.
Aos 46 minutos, o Palestino ampliou. O time chileno saiu em contra-ataque após péssima cobrança de falta executada pelo Flamengo e Valencia bateu da entrada da área. Alex Muralha pulou atrasado e a bola morreu nas redes da equipe carioca.
O Flamengo voltou sem modificações para o segundo tempo. E aos cinco minutos, Alan Patrick investiu pela direita e cruzou fechado. O goleiro González saiu com precisão e afastou de soco. O time carioca seguiu atacando e o goleiro González apareceu bem em cruzamento perigoso de Chiquinho. Logo depois, o técnico Zé Ricardo tentou aumentar a força do ataque e trocou o volante Cuéllar pelo meia Mancuello.
Bem diferente do primeiro tempo, o Flamengo assumiu o controle da partida e partiu em busca da reação. O time chileno, muito retraído, tentava manter a vantagem. Apenas o atacante Valencia atuava avançado para ser lançado em velocidade.
A torcida se agitou com a entrada do atacante Emerson Sheik, autor do gol da vitória no jogo de ida, em Santiago. O veterano entrou na vaga do apagado Marcelo Cirino, que saiu muito vaiado. Na sua primeira participação, Sheik encheu o pé e obrigou González a praticar uma defesa difícil. Logo depois, o goleiro do time chileno voltou a brilhar ao defender um chute de Chiquinho.
De tanto pressionar, o Flamengo marcou o primeiro gol aos 20 minutos. Pará foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti, que Alan Patrick converteu com categoria. Empurrado pela torcida, a equipe carioca partiu em busca do gol do empate. Paolo Guerrero também deixou o campo para a entrada de Felipe Vizeu e o peruano deixou o campo bastante aplaudido, apesar da atuação apenas discreta.
Muito retraído, o Palestino só voltou a aparecer na área flamenguista aos 40 minutos, em chute de Benegas que foi defendido, com dificuldade, por Alex Muralha.
Aos 40 minutos, a equipe chilena teve a chance de liquidar a fatura quando Valencia, dentro da área, encheu o pé e a bola se chocou com a trave de Alex Muralha. Logo depois foi a vez de Banegas chutar cruzado, com grande perigo.
Aos 45 minutos, o Palestino desperdiçou outra grande oportunidade. Valencia chutou, a bola bateu na zaga e voltou para Mazurek, que chutou para fora quando tinha tudo para marcar. Mesmo assim, a classificação foi confirmada para os chilenos com o apito final.
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 2 PALESTINO-CHI
Local: Estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES)
Data: 28 de setembro de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Diego Haro (Peru)
Assistentes: Braulio Cornejo (Peru) e Victor Paez (Peru)
Cartões Amarelos: Rafael Vaz., Chiquinho(Fla); Diego Torres(Pal)
GOLS:
FLAMENGO: Alan Patrick, aos 20 minutos do segundo tempo
PALESTINO: Cereceda, aos 32 minutos e Valencia, aos 46 minutos do primeiro tempo;
FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Juan, Rafael Vaz e Chiquinho; Gustavo Cuéllar (Mancuello), Márcio Araújo, Alan Patrick e Fernandinho; Marcelo Cirino (Emerson Sheik) e Guerrero (Felipe Vizeu)
Técnico: Zé Ricardo
PALESTINO: González, Sierralta, Ezequiel Luna, Vidal e Cereceda; Esteban Carvajal, Agustín Farías, Mazurek e Diego Torres; Valencia
(Oyarzún) e Benegas(Paredes)
Técnico: Nicolas Córdova

Norte/Nordeste de Atletismo: Codó é Ouro no 4X100 e Bronze nos 100 mts

13495480_927198824073130_2763142119157042158_o_1_7fjzsrdSe a meta era ser campeão no quadro geral de medalhas do Troféu Norte-Nordeste de atletismo, o sábado de competição dos atletas piauienses no Estádio da Universidade de Fortaleza, Ceará, mostrou que a equipe está no caminho certo. No primeiro dia, o estado abocanhou 16 medalhas, sendo seis delas de ouro, outras sete de prata e três bronzes. Com atletas olímpicos na delegação, o Piauí fez o pódio dos 100m masculino todo ele nas cores verde e amarelo: Bruno Lins, primeiro, Luis Gabriel e José Carlos Moreira, o Codó.
Outro destaque do sábado ficou no revezamento 4x100m. Os times masculino e feminino foram campeões com soberania. Franciele Cerqueira, Genivânia Alves, Lia Raquel dos Santos e Lara Beatriz completaram a prova com 48s16. A equipe cearense, em segundo, fez em 49s96.  Jefferson da Silva, Bruno Lins, Luis Gabriel Pereira e Codó (41s20) formaram a equipe piauiense. whatsapp_image_2016-09-24_at_16-42-56
A competição termina na manhã de domingo com mais 18 provas. O Norte-Nordeste de atletismo reúne 195 atletas de 15 estados das duas regiões e convidados do Distrito Federal. Confira a lista de medalhas dos piauienses no primeiro dia.
Com 3 no pódio dos 100m, PI leva 16 medalhas no 1º dia do Norte-Nordeste

A força individual feminina do Piauí foi tamanha que, em provas de fundo, como os 3.000m com obstáculos, o estado dominou o pódio da prova. As conterrâneas Bárbara Beatriz Costa (12m13s58), Janiela da Silva Rodrigues (13m58s62) e Marcimina Costa (15m53s24) cruzaram a linha de chegada e subiram ao pódio sem chance para as rivais da Bahia e Ceará, que chegaram logo em seguida.

Equipe do Piaui

Equipe do Piaui

– Eu disse que vínhamos com o objetivo de ganhar o título geral, mas manteríamos os pés no chão porque sabemos a competência e força das delegações de Pernambuco e Rio Grande do Norte. Nós tivemos um empate de medalhas com a grande potência que é Pernambuco, cada um com 11 medalhas. No critério de desempate, tivemos uma prata a menos e, com isso, eles levaram o 15º título no geral – declarou Fernando Donatan, diretor técnico da Federação Piauiense de Atletismo.

Com 25 medalhas no total, o Piauí encerrou o Norte/Nordeste atrás apenas de Pernambuco, que acumulou 31, sendo 11 de ouro, nove de prata e 11 de bronze. O principal torneio de atletismo da região reuniu 195 atletas de 15 estados, além de convidados do Distrito Federal.

OURO
Heryca Tayla Braz de Sousa – 1.500m
Genivânia Gabriela Alves Silva – 400m
Bruno Lins Tenorio de Barros – 100m
Suynayra da Silva Gomes – 800m
Revezamento 4x100m masculino
Revezamento 4x100m feminino
PRATA
Maria da Paz dos Santos – lançamento do dardo
Francisco Kaio da Rocha – lançamento do dardo
Marcos Vinicius Silva Moraes – 400m
Lilian Raquel Bandeira Rocha Paulino – arremesso de peso
Luis Gabriel Pereira Silva – 100m
Genivânia Gabriela Alves Silva – 100m com barreira
Lilian Raquel Bandeira Rocha Paulino – lançamento do disco
BRONZE
Franciele da Silva Cerqueira – 100m
Jose Carlos Gomes Moreira(Codó) – 100m
Heryca Tayla Braz de Sousa – 800m
G1 Piaui

Santos empata com o Vasco e se classifica na Copa do Brasil

213196_1O Santos empatou com o Vasco por 2 a 2 nesta quarta-feira, em São Januário, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e deixou o Rio de Janeiro classificado para a próxima fase. Isso porque a equipe santista venceu a partida de ida, na Vila Belmiro, por 3 a 1.
Copete e Rodrigo (contra) marcaram os gols que classificaram o Santos. O Vasco ficou perto de levar a decisão da vaga para os pênaltis ao fazer 2 a 1, mas sofreu gol polêmico de empate no contra-ataque no final da partida.  Agora, o Santos aguarda o sorteio da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) na próxima sexta-feira para saber o seu adversário nas quartas de final da Copa do Brasil.
Pelo Campeonato Brasileiro, o Santos volta a campo no próximo final de semana. Quarta colocada na competição, a equipe santista encara o Sport, sábado, às 18h30 (de Brasília), na Ilha do Retiro, em Pernambuco. O Vasco, por sua vez, entra em campo no mesmo dia, mas pela Série B do Brasileiro. O time carioca enfrente o Atlético-GO, às 16h30 (de Brasília), em São Januário.

Quem foi bem: Campeão olímpico ataca de ‘garçom’ e é decisivo

O volante Thiago Maia, campeão olímpico na Rio-2016 com a seleção brasileira, foi o responsável por uma bela jogada que culminou no gol do Santos, marcado por Copete. Maia puxou contra-ataque no primeiro tempo e cruzou para o colombiano abrir o placar. Além disso, Thiago Maia foi bem na marcação do jogador mais perigoso do Vasco – o meia Nenê.

Quem foi mal: Agressivo e lento, Diguinho é substituído no intervalo

Diguinho correu atrás dos meias do Santos – Lucas e Vitor Bueno – durante todo o primeiro tempo. O volante só parava os santistas fazendo faltas. Em um delas, o vascaíno fez uma falta “digna” de cartão vermelho em Lucas Lima, mas só foi advertido com o cartão amarelo. Preocupado com a atuação do volante, Jorginho o sacou no intervalo de jogo.

Rodrigão ‘erra todas’ e mantém jejum de gols

O atacante Rodrigão chutou com a canela e isolou a bola em poucas oportunidades que teve contra o Vasco. Com isso, o centroavante soma um jejum de gols de mais de dois meses. O último gol de Rodrigão ocorreu na vitória do Santos por 3 a 0 contra a Chapecoense, no dia 3 de julho, pela 13ª rodada da competição. Mal contra o Vasco, ele foi substituído por Joel aos 20 minutos do segundo tempo.

“Cirúrgico”, Santos esfria o Vasco com gol de Copete

O Santos marcou pressão no início do jogo e dificultou a saída de bola do Vasco, que errava muitos passes. Em uma das bolas roubadas, Thiago Maia arranca pela direita e cruza para a grande área, Rodrigão não alcança a bola, mas o goleiro Martín Silva também fura, e a bola sobrou para Copete abrir o marcador. Após o gol, a equipe santista recuou a marcação e só assustou o Vasco em uma cobrança de falta de Lucas Lima. O clube paulista teve a chance de “matar” o duelo no segundo tempo, quando teve quatro atletas contra um do Vasco dentro da área e viu Joel desperdiçar o gol. No contra-ataque, o Vasco fez o segundo gol. Mas Joel se redimiu ao cruzar a bola para Lucas Lima e ver Rodrigo desviar contra para empatar o jogo para o Santos.

Vasco abusa dos lançamentos e aposta tudo em Nenê

O Vasco abusou dos lançamentos para os seus atacantes – Junior Dutra e Ederson. Em um deles, Ederson pegou de primeira e quase fez o gol, acertando a rede pelo lado de fora. Sem criatividade e qualidade na saída de bola, o time carioca apostou tudo em sua “estrela”, o meia-atacante Nenê. Quase deu certo, pois o camisa 10 marcou um belo gol no primeiro tempo. Na segunda etapa, o Vasco aproveitou contra-ataque e marcou o segundo gol com Ederson. No entanto, o Vasco não teve forças para buscar o terceiro gol, que levaria a decisão da vaga para os pênaltis, e sofreu o empate no contra-ataque em jogada polêmica.

Santos mantém jejum de mais de 10 anos em São Januário

Apesar da classificação, o Santos mantém jejum de mais de dez anos sem vencer em São Januário. A última vitória do alvinegro praiano no estádio do Vasco ocorreu no dia 26 de outubro de 2005, quando a equipe santista venceu por 3 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. Depois disso, o Santos empatou apenas duas vezes (com o jogo desta quarta-feira) e perdeu seis partidas em São Januário.

VASCO 2 X 2 SANTOS

Data e hora: 21/09/2016, quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Auxiliares: Leirson Peng Martins e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Público: 17.393
Renda: R$ 469.245,00
Gols: Copete aos dez minutos (Santos), Nenê aos 24 do primeiro tempo (Vasco) e Ederson aos 25 minutos e Rodrigo (contra) aos 38 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Diguinho (Vasco); Rodrigão (Santos).
Cartão vermelho: Andrezinho (Vasco)
Vasco
Martin Silva; Pikachu, Luan, Rodrigo e Julio Cesar (Alan); Diguinho (Madson), Douglas, Andrezinho e Nenê; Júnior Dutra (Thales) e Ederson
Técnico: Jorginho
Santos
Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima e Vitor Bueno; Copete e Rodrigão (Joel).
Técnico: Dorival Júnior

Do UOL, em Santos (SP)

Hollanda Codó/Mauricio de Nassau perde e fica na 2ª colocação no zonal da Liga Nacional de Handebol

dsc_7386_d5a8b485985411974a8527018f5df02d60063ac3

(FOTO: Jailson Soares/5esportes)


As meninas do Hollanda Codó/Mauricio de Nassau voltaram da primeira etapa do Zonal – Liga Nordeste, que aconteceu em Codó – MA, com a segunda colocação do grupo. A estreia foi com vitória diante o Moto Club, por 30 a 22. Na tarde de ontem (11) as atletas encararam o Fortaleza/Aracati e saíram de quadra com uma derrota por 28 a 27. Em jogo parelho, as atletas do Piauí ficaram praticamente toda a partida atrás no placar, mas tiveram boas chances de sair de quadra com uma segunda vitória. Com um time reformulado, as atletas sentiram a falta de entrosamento.
(FOTO: Jailson Soares/5esportes)

(FOTO: Jailson Soares/5esportes)


– Foram muitos erros de finalização, de contra-ataque e acabou que as outras meninas se saíram melhor. Jogo muito bom, jogo parelho, um gol ou dois de diferença no máximo quem venceu a partida foi a união do Fortaleza, pois esse time está a muito tempo junto e elas levaram vantagem nisso. Além disso, nós erramos demais e quem erra muita finalização acaba pagando o preço -, explicou Giuliano Ramos.
dsc_7431_b8456d3927102dc7347dbb11f390b5d9f3748d02

(FOTO: Jailson Soares/5esportes)


Do lado adversário estava a equipe do Fortaleza, que saiu da primeira fase da competição com duas vitorias. O time joga a mais de dois anos juntos e bom entrosamento da equipe fez toda a diferença dentro de quadra. O Fortaleza/Aracati estava com apenas duas atletas no banco, mas foi o suficiente para garantir a vitória.
Hollanda/Codó/Mauricio de Nassau

Hollanda/Codó/Mauricio de Nassau


Já a equipe do Hollanda Codó/Mauricio de Nassau tinha um bom banco, mas em compensação integrou muitas atletas faltando poucos dias para os jogos e o time sentiu a falta de entrosamento. Segundo a jogadora Kilma, para as próximas etapas a tendência são melhores apresentações, pois o grupo tem muita qualidade.
– Não conseguimos finalizar bolas que era para ser finalizada e bolas mais difíceis conseguimos, foi um equilíbrio meio errado, sabe?. Falta de entrosamento, o entrosamento foram dois jogos, já chegamos para a competição, não treinamos juntas. Qualidade nos temos, só falta treinamentos para juntarmos essa qualidade -, declarou Kilma.
HollandaCodó/Mauricio de Nassau

HollandaCodó/Mauricio de Nassau


Com o resultado, as meninas do Hollanda Codó/Mauricio de Nassau ficaram na segunda colocação geral e participam das próximas etapas do zonal. A 2ª etapa da competição no mês de outubro, em São Luís, no Maranhão.
Fortaleza

Fortaleza


Moto Club São Luis

Moto Club São Luis


Por: Pamela Maranhão/5Esportes

Holanda Codó abre competição da Liga Nacional de Handebol batendo no Moto Club por 30 a 22

Holanda/Codó

Holanda/Codó


Está acontecendo em Codó desde ontem, 9, o primeiro turno da chave B, Conferência Nordeste,  pela Liga Nacional de Handebol, em clima de festa por causa da escolha da cidade e pelos visitantes.
“Graças à Deus temos equipes de nomes como o Moto Club, o Fortaleza do Ceará, são equipes já tradicionais no esporte”, disse Márcio Esmero, entusiasta da competição e técnico do time codoense
Em quadra toda a admiração pelos visitantes ficou do lado de fora porque o Holanda Codó desconheceu inteiramente qualquer coisa que o Moto Club, de São Luís, tenha treinado para apresentar aqui. O time da casa esteve com uma defesa atenta e usou de contra-ataques rápidos e certeiros, tanto que o primeiro tempo terminou com um placar  de 19 à 11 e  ainda tinha táticas a acertar na opinião das jogadoras.
“A troca na defesa, na hora da defesa, na troca do pivô a gente tá dando uma pequena vacilada”, disse Sâmira Carvalho, à reportagem do Globo Esporte da TV Mirante.

NO SEGUNDO TEMPO
No intervalo,  técnico e jogadoras do Moto bateram um papo sobre o que estaria acontecendo. Foi de onde saíram novas orientações.
“Novas orientações, perder menos bola, fazer gol porque quem não faz gol leva, é isso, errar menos”, disse a experiente Sílvia Pinheiro.
Moto Club

Moto Club


Voltou com mais vontade, mas ela também era menor que o volume de jogo do Holanda que manteve o domínio e o placar final de 30 a 22. Gleiciane Frazão analisou, pelo Moto Club.
‘faltou um pouco de entrosamento, alguns erros, alguns detalhes contribuíram aí pro resultado”, frisou
Até amanhã domingo, as duas equipes terão que enfrentar o Fortaleza, atual campeão do Nordeste. Quem se sair melhor vai para a etapa de São Luís. Kilma Rodrigues, do Holanda, acha que vai dá pra encarar e ainda melhorar o placar.
“Fazer um conjunto maior pra próxima partida que é bem forte, Fortaleza vem bem forte pra uma vitória com um placar melhor pra nós”, afirmou’img-20160908-wa0083 img-20160908-wa0084
 
Fonte: Blog do Acelio

Codó receberá a Liga Nacional de Handebol Masculino e Feminino

IMG_20160503_154828018Após sediar em maio deste ano, o Campeonato Brasileiro de Handebol Junior, Codó estará a partir desta sexta, 09, até domingo,11 de setembro, sendo sede da Conferência Nordeste da Liga Nacional de Handebol Masculino e Feminino.
O Ginásio Poliesportivo Carlos Fernando, em Codó (MA), será sede dos primeiros jogos do grupo C masculino e da chave B feminina. Entre os homens, Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA), LQHB/Quixadá (CE) e Audax (MA) estarão na disputa. Já entre as mulheres, as equipes Fortaleza/IFCE (CE), Moto Club (MA) e Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) buscam a vaga para a fase mata-mata. Confira a tabela de jogos abaixo.
Para o técnico da equipe masculina do Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA), Giuliano Ramos, o grande objetivo da equipe é se classificar para as quartas de finais da Liga Nacional e, então, enfrentar os times classificados das regiões Norte e Sul/Sudeste/Centro. “Nossa expectativa é a melhor possível. Está sendo uma excelente oportunidade disputar a Liga Nacional pela primeira vez, proporcionada por esse novo formato. Nosso objetivo é passar dessa primeira fase regional para disputar as quartas de finais”, disse.
Para alcançar o resultado que espera, o treinador aposta no entrosamento da equipe. “A grande maioria do nosso grupo já vem disputando competições internacionais e nacionais, como a Copa Brasil e o Brasileiro de Clubes. Por isso, nosso ponto forte é o entrosamento. Os atletas se conhecem já há bastante tempo”, concluiu Giuliano.
Novo formato – A Liga Nacional 2016 terá novo formato e será dividida em três Conferências. Uma que irá abranger os Estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, outra a região Nordeste e mais uma para o Norte. As três regiões jogarão a primeira fase entre si e se cruzarão a partir das quartas de final. Se classificarão para a próxima fase quatro equipes da Conferência Sul/Sudeste/Centro, duas da Conferência Nordeste e mais duas da Conferência Norte. As semifinais e finais serão disputadas em local único, indicado pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb).
Transmissão – A partir da segunda fase da Liga Nacional Masculina e Feminina, a competição será televisionada. Nas quartas de finais, a Bandsports vai transmitir duas partidas de cada naipe. Já as semifinais e finais serão transmitidas pela Band, Bandsports e SporTV.
Tabela – 9 a 11 de setembro
Liga Nacional Masculina
– Conferência Nordeste – Chave C
Sexta-feira (9)
20h – Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) x LQHB/Quixadá (CE)
Sábado (10)
20h – LQHB/Quixadá (CE) x Audax (MA)
Domingo (11)
11h30 – Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) x Audax (MA)
Liga Nacional Feminina
– Conferência Nordeste – Chave B
Sexta-feira (9)
18h30 – Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA) x Moto Club (MA)
Sábado (10)
18h30 – Fortaleza/IFCE (CE) x Moto Club (MA)
Domingo (11)
10h – Fortaleza/IFCE (CE) x Hollanda/GHC/Maurício de Nassau/Codó (MA)
Fonte: Confederação Brasileira de Handebol

Jonas, que já jogou pelo Fabril em Codó,comemora poder jogar a Liga dos Campeões: ‘Agora cheguei à Europa’

14079545_1765687430373265_6824724348851943592_nJonas que passou pelo futebol codoense onde defendeu as cores do time do alto da fabrica o Fabril hoje esta brilhando no futebol da Croacia defendendo o Dínamo Zagreb.
Pela primeira vez na carreira, o volante brasileiro Jonas jogará uma competição internacional. E não será qualquer uma. Depois de ajudar o Dínamo Zagreb a vencer, na prorrogação, o Red Bull Salzburg, fora de casa, por 2 a 1, na última quarta-feira (24), o jogador do time croata terá a oportunidade de disputar a Liga dos Campeões. Isso porque, com o triunfo, a equipe croata se classificou para a fase de grupos da competição mais importante de clubes do planeta.

pela equipe do Fabril

pela equipe do Fabril


Ciente do tamanho do seu feito particular e orgulhoso do sucesso, Jonas comemorou a classificação e garantiu que não faltará empenho para que todos possam, juntos, fazer história na competição:
10398494_1007811299293355_8011905814999927844_n

Jonas ano passado em jogo Beneficente em Codó


“É uma felicidade muito grande. Na verdade, um misto de orgulho e alegria. Só Deus sabe o que passei para chegar até aqui e poder comemorar uma classificação como essa. Agora sim posso dizer que cheguei à Europa! Era um grande objetivo que eu tinha na carreira e sem dúvidas estou concretizando um dos meus maiores sonhos. É importante lembrar da dedicação de todos e da preparação que foi feita por todos no clube, para que pudéssemos alcançar essa vaga na fase de grupos. Agora, precisamos continuar trabalhando para que nossos feitos não parem por aqui”.IMG_20151228_164615761[1]
O Dínamo Zagreb caiu no Grupo H, encabeçado pela Juventus, e que também conta com Sevilla e Lyon. Para o volante brasileiro, é preciso acreditar e sonhar alto sem temer nenhum adversário.1470115_1594420750833268_1882554581995491663_n
“Não dava para esperar um grupo fácil, mas acreditamos demais no nosso time. Não chegamos até aqui à toa e iremos provar isso dentro de campo. Não há o que temer. Temos que entrar em campo e colocar em prática tudo o que treinamos”.Dinamo Zagreb v Salzburg: UEFA Champions League
Aos 24 anos, Jonas foi emprestado ao clube croata por uma temporada. No negócio, oficializado no dia 16 de junho, o Dínamo Zagreb tem a opção de compra do jogador, que pertence ao Flamengo.
Trazendo tudo o que acontece de mais importante no futebol internacional, o Melhor Futebol do Mundo vai ao ar de segunda a sexta, a partir das 10h (horário de Brasília).
11164780_1591496704459006_4865840411089336172_n 11400976_1610303905911619_669397819650387624_n 11737909_1614746735467336_6133840616440408334_n 14079594_1765687443706597_4638009226420898057_n 14102486_1766749370267071_71682625481188824_n