Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Luis Fernando apresenta pendências na Justiça e TJ não emite certidão autorizando sua candidatura

luis-fernando-01O pré-candidato a prefeito pelo PSDB, Luis Fernando Silva, não possui, pelo menos até o momento, autorização da Justiça que balize ou legitime o seu projeto de disputar o comando da prefeitura de São José de Ribamar nas eleições de outubro.
Em consulta feita ao site do Tribunal de Justiça do Maranhão, comprovou-se que, quando solicitada certidão de nada consta com o nome do tucano (Luis Fernando Moura da Silva), o pré-candidato recebe da Justiça o ultimato de comparecer a unidade jurisdicional para obter maiores informações sobre a sua situação política.
A informação oficial obtida junto a Justiça maranhense tem razão de ser.
Luis Fernando enfrenta sérias dificuldades e responde a três ações por ato de improbidade administrativa e um processo criminal, cuja pena é de quatro anos de reclusão.
As ações e o processo foram propostos pelo Ministério Público Estadual, que detectou irregularidades e possíveis atos de corrupção na gestão do tucano, quando este governou São José de Ribamar.
Uma das ações tem como objeto convênio, firmado entre o governo do estado e a prefeitura, em 2010, no valor de R$ 5 milhões, recursos estes que deveriam ter sido utilizados integralmente para pavimentação de vias do município.
Segundo o MPE, foi verificada uma lista de 21 ilegalidades no convênio. As investigações apontam indícios de favorecimento da empresa Ires Engenharia, Comércio Ltda na licitação do convênio. Também foi verificado que somente 39% dos serviços referentes ao contrato teriam sido de fato realizados.
Ainda, a assinatura do convênio não foi informada à Câmara Municipal pelo ex-prefeito Luís Fernando Silva. À época, o Ministério Público solicitou o bloqueio dos bens de LF.
Plano B 
Diante da possibilidade real de ser considerado inelegível e, por conta disso, não poder disputar a eleição majoritária de outubro, Picolé de Chuchu já prepara um chamado plano B. E o mesmo passa pela figura do atual-vice prefeito, Eudes Sampaio (PTB).
Sampaio, com o total apoio de LF, já havia se viabilizado para ser o seu companheiro de chapa. No entanto, poderá ter a difícil missão de ser o cabeça de chapa, em substituição ao tucano.
Ocorre que Eudes não é, nem de longe, um nome bem quisto junto a classe política da cidade e, principalmente, perante a população.
O vice-prefeito é taxado como oportunista e que está exercendo o cargo apenas para boicotar àqueles que não rezam na cartilha luisfernandista.
Na última quinta-feira, o vereador Teté Vieira (PV), aliado do tucano, publicizou, durante sessão da Câmara Municipal, o sentimento da classe política por Sampaio.
“Nestes quase quatro anos ele [Eudes] nunca me ligou. Está ligando agora para mim e para outros vereadores porque quer se viabilizar como vice. Isso é oportunismo”, disparou Vieira.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Estado
Tag:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*