Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Fluminense bate Flamengo nos acréscimos e vai à final da Taça Guanabara

Em um clássico marcado por homenagens às vítimas do incêndio no Ninho do Urubu e com grande carga emocional, o Fluminense marcou nos acréscimos, bateu o Flamengo por 1 a 0 na noite desta quinta, no Maracanã, e se classificou para a final da Taça Guanabara. A decisão será domingo, às 17h, também no Maracanã, contra o Vasco, que na quarta derrotou o Resende por 3 a 0.

Não era um Fla-Flu qualquer. Um confronto entre Flamengo e Fluminense já não é uma partida comum. É um clássico recheado de tradição e rivalidade. Mas nesta quinta havia mais um componente. Emoção, muita emoção, unindo jogadores e os milhares de torcedores, que não seguravam as lágrimas enquanto as homenagens se sucediam – em forma de vídeos no telão, bandeiras nas arquibancadas e nomes nas camisas dos jogadores, além do tradicional minuto de silêncio.

Com a bola rolando, o desafio inicial de lado a lado foi colocar os nervos no lugar. Afinal, ainda era preciso disputar 90 minutos. Era jogo oficial, era jogo decisivo, que valia vaga na final da Taça Guanabara.

O Fluminense tinha mais posse de bola, mas a primeira escapada foi do Flamengo. Gabigol disparou pela esquerda e cruzou rasteiro para Bruno Henrique quase marcar aos 14 minutos.

Aos 30, após escanteio batido da esquerda, Rhodolfo subiu completamente livre e cabeceou forte. Outro Rodolfo, o goleiro tricolor, espalmou para evitar o primeiro gol.

Se não teve gols, o primeiro tempo foi pródigo em discussões e advertências. A todo momento os jogadores se provocavam e pressionavam o árbitro. Foram cinco cartões amarelos nos 45 minutos iniciais.

A segunda etapa começou mais cadenciada, com o Flamengo tentando tomar a iniciativa. Aos 14, porém, o Flu achou espaço para o contra-ataque e Everaldo disparou em velocidade. Ele acionou Yony González, que chutou rasteiro para defesa com os pés de Diego Alves. Em outra boa trama tricolor, Luciano chutou com perigo, na rede pelo lado de fora.

Abel resolveu mexer e trocou o apagado Éverton Ribeiro por Arrascaeta, enquanto Diniz jogou o tricolor para o ataque ao trocar Ezequiel por Marquinhos Calazans.

O clássico virou mais do que nunca um duelo de nervos. Com o empate classificando o Flamengo, o Fluminense se lançou à frente em busca de um gol salvador.

Os espaços apareceram, e o rubro-negro começou a especular perigosamente nos contra-ataques. No mano a mano com a zaga, Gabigol perdeu boa chance ao chutar fraco para defesa de Rhodolfo.

Quando a festa já era rubro-negra, aos 47 minutos, Arrascaeta errou na saída de bola e Luciano não perdoou, marcando o gol da classificação.

FLAMENGO 0 X 1 FLUMINENSE

Flamengo: Diego Alves, Pará, Rhodolfo, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego (Vitinho); Éverton Ribeiro (Arrascaeta), Gabriel e Bruno Henrique (Uribe).

Fluminense: Rodolfo, Ezequiel (Marquinhos Calazans), Digão, Matheus Ferraz e Marlon (Caio Henrique); Airton, Bruno Silva e Daniel (Dodi); Everaldo, Luciano e Yony González.

Gol: 2T: Luciano, aos 47 min.

Juiz: Rodrigo Carvalhaes de Miranda.

Cartões amarelos: Luciano, Cuéllar, Everaldo, Éverton Ribeiro, Gabigol, Digão, Bruno Henrique, Airton, Marquinhos Calazans, Pará, Matheus Ferraz e Vitinho.

Público: 54.544 (50.251 pagantes).

Renda: R$ 1.827.500,00.

Local: Maracanã.

Fonte : O Globo

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.
Categoria: Esporte