Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Após atingir meta contra rebaixamento, Léo Condé mira acesso do Sampaio Corrêa: “Vamos em busca de um sonho”

SÃO LUÍS – Depois de um início desastroso no Campeonato Brasileiro Série B, o Sampaio Corrêa conseguiu uma reação espetacular e atingiu, no último sábado (5), o primeiro objetivo traçado antes da disputa da competição nacional. Em duelo válido pela 26ª rodada da Segundona e disputado no Estádio Castelão, o Tricolor derrotou o CRB por 3 a 0, chegou aos 44 pontos e garantiu matematicamente a permanência na Série B, depois de amargar dois rebaixamentos nas últimas participações no torneio, em 2016 e 2018.

Em entrevista publicada nas redes sociais do Sampaio Corrêa, o técnico Léo Condé comemorou a permanência da Bolívia Querida na Série B e ressaltou os problemas superados pelo time maranhense durante toda a competição. Além disso, o treinador do Tubarão “virou a chave” e deixou claro que a nova meta tricolor é conquistar o tão sonhado acesso à Série A, torneio que o Sampaio não disputa há 34 anos.

“Estamos muito felizes. A gente tinha duas metas principais na temporada: buscar o título maranhense e a permanência na Série B. Com esses 44 pontos, garantimos o clube na Série B. Só a gente sabe o que vivenciamos nesses meses de dificuldades, de viagens, de desgaste, além de tudo o que passamos na questão da Covid, mas temos um grupo muito determinado, que não se abateu em momento algum e se fortaleceu nesses momentos adversos. Atingimos mais uma meta e agora vamos em busca de um sonho, que é o acesso, mesmo sabendo que é difícil e que outras boas equipes estão na disputa”, afirmou Condé.

Ocupando a terceira posição da Série B, com 44 pontos em 26 jogos, o Sampaio Corrêa volta a campo na noite desta terça-feira (8), às 19h15, em um duelo de tirar o fôlego contra o vice-líder América Mineiro, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. A partida entre o Coelho e o Tubarão, válida pela 27ª rodada da Segundona, terá transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte.

Fonte:GE MA

Flamengo é eliminado da Libertadores após derrota para o Racing nos pênaltis

Após dois empates por 1 a 1, Flamengo e Racing decidiram nos pênaltis a vaga às quartas de final da Libertadores. Com defesa de Arias na cobrança de Arão, os argentinos deixaram o Maracanã festejando a vaga.

Aos 19 da etapa final, Sigali abriu o placar que dava a vitória aos argentinos no tempo normal. Nos acréscimos, Arão, que desperdiçaria sua batida minutos depois, subiu mais alto e deixou tudo igual, levando a disputa para as penalidades. O Fla jogou mais de 30 minutos com 10, já que Rodrigo Caio foi expulso e dificultou a missão rubro-negra.

Eliminado da Copa do Brasil e fora da competição continental, os rubro-negros só têm o Brasileiro como tábua de salvação até o fim da temporada. O novo tropeço irá aumentar a temperatura na Gávea e a pressão por resultados irá crescer. Com o departamento de futebol em xeque, os próximos dias serão de turbulência e discussões sobre o futuro. Agora, a equipe junta os cacos para enfrentar no sábado (5) o Botafogo, às 17h, no Nilton Santos.

Flamengo não aproveita chances

O Flamengo controlou totalmente as ações da partida, mas fez o seu torcedor manter a respiração presa até o fim. A equipe sufocou o adversário desde o seu campo de ataque, mas faltou agredir mais o gol argentino. Apesar das boas tramas criadas, o time não foi efetivo na hora de matar o jogo. Pesou contra os donos da casa a atuação do goleiro Arias, que fez intervenções decisivas. Nos acréscimos e na base do abafa, Arão marcou e renovou as esperanças.

Racing se fecha e quase mata o jogo

O Racing veio ao Maracanã com uma proposta um pouco mais cautelosa e apostou nos espaços deixados pelo Flamengo para contra-atacar, especialmente no primeiro tempo. Os argentinos chamaram o rival para o seu campo de olho em uma retomada rápida e uma bola esticada nas costas da zaga. Na etapa final, os visitantes mantiveram uma postura conservadora, mas se aproveitaram de uma bola parada para marcar.

Vitinho cria e desperdiça

Sem Gabigol e com Pedro voltando de lesão, Vitinho foi o escolhido por Ceni para iniciar o jogo. O camisa 11 auxiliou na recomposição, roubou bolas, criou chances, mas desperdiçou todas elas. O jogador colecionou bonitos dribles e chapéus, porém falhou ao receber passe açucarado de Arrascaeta. Cara a cara com Arias, ele chutou para fora. Ele ainda esteve perto de marcar, mas o goleiro fez defesa difícil após desvio.

De volta após ficar longe do time do Flamengo desde o dia 22 de setembro, quando o Fla bateu o Barcelona (EQU) por 2 a 1, Rodrigo Caio retornou ao time e deu mais solidez ao sistema defensivo. Com uma saída de bola de mais qualidade, o zagueiro foi bem também no combate direto. A atuação do camisa 3, no entanto, foi comprometida com sua expulsão aos 17 minutos da etapa final. No lance seguinte, Sigali fez o gol. Para tentar superar a ausência, Rogério Ceni colocou o jovem João Gomes na vaga de Arrascaeta, enquanto Arão fez as vezes de zagueiro.

Cronologia

Aos 17 minutos do segundo tempo, Rodrigo Caio levou o segundo amarelo e foi expulso. Dois minutos depois, Sigali marcou. Aos 47 da etapa final, Arão empatou.

Pressão do lado de fora

A cada marcação desfavorável em um lance mais perigoso, os dirigentes do Racing que estavam no Maracanã berraram e pressionaram muito o árbitro chileno Roberto Tobar. Os rubro-negros presentes responderam com xingamentos e palavrões.

Chuva forte

O artilheiro Gabigol não se recuperou a tempo do jogão, mas deixou sua mensagem para os companheiros por meio de suas redes sociais. O camisa 9 teve um dia de torcedor e sofreu na frente da televisão.

Tite presente

Acompanhado por César Sampaio e Juninho Paulista, Tite, técnico da seleção brasileira, acompanhou o jogo no Maracanã. Este ano, o treinador já convocou os rubro-negros Rodrigo Caio, Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Pedro.

Homenagens a Maradona

No meio de faixas rubro-negras, duas nos tons da bandeira da Argentina e do Boca Junior se destacavam no Maracanã. Em homenagem a Diego Maradona, a torcida do Fla pendurou faixas com os dizeres “Gracias, Diego” e “Maradona hoy y sempre”.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 (3) X 1 (5) RACING

Competição: Copa Libertadores – Oitavas de final
Data e hora: 1/12/2020 (terça-feira), às 21h30 (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Urrutia (CHI)
VAR: Julio Bascuñán (CHI)
Gols: Sigali, aos 19 minutos do segundo tempo; Willian Arão, aos 47 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Rodrigo Caio (FLA); Sebastián Beccacece, Mena, Fabricio Domínguez (RAC)
Cartões vermelhos: Rodrigo Caio (FLA)

FLAMENGO: Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique (Diego) e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro (Pedro) e Arrascaeta (João Gomes); Bruno Henrique e Vitinho.Técnico: Rogério Ceni

RACING: Arias; Fabricio Domínguez, Sigali, Nery Domínguez, Soto e Mena, Matías Rojas, Miranda e Fértoli (Montoya); Reniero (Alcaraz) e Licha López. Técnico: Sebastián Beccacece

Campeonato Codoense: Parma e Nacional empatam e avançam para a semifinal

Equupe do Nacional

O Campeonato Codoense,competição promovida pela Liga Codoense de Futebol ( LICOF), em parceria com a prefeitura de Codó, prosseguiu no último sábado (28), com a realização de uma partida. No estádio Renê Bayma, o Parma encarou o Nacional, pelo grupo A da competição, e ficou no empate de 3×3.

Equipe do Parma

Com este empate, as duas equipes avançaram para a semifinal da competição.Como terminaram empatados em todos os critérios, a classificação das duas equipes, foi definida atraves do menor numero de cartões recebidos. A equipe do Parma recebeu 4 cartões amarelos e o Nacional recebeu 5 amarelos e um vermelho.

Próximos Jogos

Pelo Grupo B no próximo sábado (5), o São Vicente enfrenta o Sport JR, às 16h no estádio Renê Bayma. As partidas do Campeonato Codoense 2020, estão sendo realizadas com venda de ingressos para os torcedores, com limite de 1000 pessoas por jogo.

Premiação

A equipe vencedora do Campeonato Codoense 2020, será premiada com R$ 10 mil e a segunda colocada, receberá R$ 5 mil.

GRUPO A: Cruzeiro, Parma e Nacional
GRUPO B: Penharol, São Vicente, e Sport JR

Tabela de Jogos

31/10 Cruzeiro 1×1 Parma
07/11 Penharol 1×1 São Vicente
21/11 Nacional 1×1 Cruzeiro
22/11 Sport JR 0x0 Penharol
28/11 Parma 3×3 Nacional
05/12 São Vicente x Sport JR

Cano marca para o Vasco em Buenos Aires e homenageia Maradona: “Para você, Diego

Germán Cano, do Vasco, se juntou à corrente de homenagens a Diego Armando Maradona na noite desta quinta-feira. Depois de marcar o gol que abriu o placar no empate em 1 a 1 com o Defensa y Justicia em Buenos Aires, pelo jogo de ida das oitavas de final da Sul-Americana, o atacante correu para as câmeras e dedicou ao ídolo:

Depois da partida, ele explicou a homenagem ao ex-jogador que morreu na quarta-feira vítima de uma parada cardiorrespiratória e foi enterrado nesta quinta.

– (Dediquei) para Diego Armando Maradona, o líder de todos os argentinos. O gol foi para ele. E também para minha irmã. Fazia um ano que não a via e hoje tive um reencontro com ela.

Cano também festejou o resultado conquistado na casa do adversário. Com o empate em 1 a 1, uma simples vitória em São Januário classifica o Vasco para a próxima fase.

– Tivemos um bom resultado aqui. A equipe funcionou como queríamos. Mas temos que jogar mais 90 minutos. Vai ser na nossa casa e esperamos passar de fase – disse ele.

– (A Argentina) me traz lindas recordações. Já faz mais de 10 anos que não estou no país e poder voltar para Argentina, para mim, é sempre um prazer muito grande – completou.

Vasco e Defensa y Justicia voltam a se enfrentar na quarta-feira da semana que vem, dia 3, às 21h30 (de Brasília), em São Januário.

Campeonato Codoense: Rodada é marcada com dois empates no Renê Bayma

Fim de semana com dois jogos no Campeonato Codoense,competição promovida pela Liga Codoense de Futebol ( LICOF), em parceria com a prefeitura de Codó.

A rodada começou a ser disputada no sábado (21), com a realização de uma partida pelo Grupo A. O Nacional enfrentou a equipe do Cruzeiro, e ficou no empate de 1×1.Os gols da partida, foram marcados por Jarbas, para a equipe do Nacional e Wallisson, para o time do Cruzeiro.

Já no domingo (22), a bola rolou pelo Grupo B da competição. SportJR e Penharol, se enfrentaram no estádio Renê Bayma e empataram em 0x0.

As partidas do Campeonato Codoense 2020, estão sendo realizadas no estádio Renê Bayma, com venda de ingressos para os torcedores, com limite de 1000 pessoas por jogo.

Próximos Jogos

A competição terá prosseguimento no sábado (28), com a realização de uma partida. Pelo Grupo A, o Parma encara o Nacional, às 16h no estádio Renê Bayma. A última rodada da fase classificatória, acontece no dia 05/12, com o confronto entre São Vicente x Sport JR, pelo Grupo B.

Premiação

A equipe vencedora do Campeonato Codoense 2020, será premiada com R$ 10 mil e a segunda colocada, receberá R$ 5 mil.

GRUPO A: Cruzeiro, Parma e Nacional
GRUPO B: Penharol, São Vicente, e Sport JR

Tabela de Jogos

31/10 Cruzeiro 1×1 Parma
07/11 Penharol 1×1 São Vicente
21/11 Nacional 1×1 Cruzeiro
22/11 Sport JR 0x0 Penharol
28/11 Parma x Nacional
05/12 São Vicente x Sport JR

Por Igor Leonardo

Freguesia e classificação: São Paulo 9 x 2 Flamengo, o placar em três jogos

Depois dos 4 a 1 no Maracanã pelo campeonato brasileiro, ainda com Domènec Torrent, 2 a 1 novamente no Rio de Janeiro e 3 a 0 na noite desta quarta-feira, no Morumbi. Placar agregado dos três duelos entre São Paulo e Flamengo, 9 a 2 para o time tricolor, classificado às semifinais da Copa do Brasil de maneira mais do que incontestável. Freguesia! O técnico Rogério Ceni acaba eliminado pelo ex-clube duas vezes no mesmo certame, já que caíra antes, com o Fortaleza.

Aos 29 minutos de jogo o São Paulo errava um passe e a bola saía na lateral do campo pela sexta vez na partida, resultado da marcação feita pelo Flamengo, cortando as opções de passe tricolores e forçando erros seguidos da equipe paulista. Era um cenário muito desconfortável para os comandados de Fernando Diniz, cujo time gosta de ter a bola e trabalhá-la, mas na primeira etapa ficou com ela apenas por 33% do tempo, pelas estatísticas SofaScore.

Mas os rubro-negros ameaçavam muito pouco, era volume de jogo demais para arremates perigosos de menos, foram oito antes do intervalo, três no alvo, mas nenhum deles capaz de forçar Tiago Volpi a ter dificuldades. Contudo, os visitantes eram melhores, corriam poucos riscos e conseguiam impor aos são-paulinos um ritmo indesejável, a ponto de Diniz gritar muito à beira do gramado. Do outro lado, Rogério Ceni parecia incomodado, pois seus jogadores não feriam o rival.

Após retardar várias vezes a reposição de bola em arremessos laterais e cobranças em tiro de meta, o São Paulo demorou tanto a voltar para o segundo tempo que a arbitragem foi chamar os tricolores no vestiário. Na volta a campo, encontraram um adversário com importante mudança. Depois de atuar o jogo inteiro no Uruguai pela seleção brasileira terça-feira, Everton Ribeiro saiu do banco após o intervalo, em substituição a Michael. Ceni jogava uma cartada pesada para vencer.

Mas a entrada do capitão do time e camisa 10 do time cebeefiano não surtiu efeito algum. Outro 10, o tricolor, desequilibrou ao se livrar facilmente de Arrascaeta e colocar Luciano em condições de abrir o placar aos dois minutos do segundo tempo. Aos 11, cruzamento de Reinaldo, livre, para o camisa 11 marcar mais um, totalmente à vontade no meio da defesa rubro-negra. Jogo resolvido e classificação assegurada. O Flamengo estava batido após domínio estéril nos primeiros 45 minutos.

Ainda houve uma chance de a equipe carioca voltar a sonhar, mas Vitinho bateu pênalti para fora. A ridícula cobrança se soma às perdidas por Bruno Henrique e Pedro na derrota por 4 a 1 pela Série A. Pablo ainda ampliou em lance que teve falta de Daniel Alves em Willian Arão na origem. O VAR não se manifestou, mas quem ligou? O Flamengo se acostumou a levar gols do São Paulo e a vaga estava definida. Segue o sonho tricolor para sair da fila de títulos. Ceni pelo menos terá tempo para arrumar seu time. Trabalho não falta.

 

Sampaio Corrêa 2 x 1 Náutico – Artilheiro coloca Bolívia Querida na vice-liderança

São Luis, MA, 17 (AFI) – Em jogo atrasado da 11ª rodada do Brasileiro da Série B, o Sampaio Corrêa contou com um gol do artilheiro Caio Dantas aos 52 minutos do segundo tempo para ganhar do Náutico, por 2 a 1, no Castelão, e assumir a vice-liderança.

A quarta vitória nos últimos cinco jogos colocou o Sampaio Corrêa com os mesmos 37 pontos de América-MG e Cuiabá, mas na frente no número de vitórias (11 contra 10). Por outro lado, o Náutico perdeu a segunda seguida e segue na zona de rebaixamento, em 17º lugar, com 20 pontos.

O 14º gol de Caio Dantas no campeonato – artilheiro isolado – pode ter decretado a última partida de Gilson Kleina no comando do Náutico. Ele já estava balançando no cargo e a situação fica ainda mais complicada após mais um tropeço.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS

 

 

SEM GOLS
Até de forma surpreendente, o Náutico começou melhor o jogo em São Luis e quase abriu o placar aos 14 minutos. Daniel Felipe recuou mal para Gustavo e Kieza por muito pouco não conseguiu chegar antes do goleiro, que precisou deixar a área de carrinho.

Depois do susto, o Sampaio Corrêa acordou e passou a dominar o jogo, levando perigo em chutes de Caio Dantas e Roney. O Náutico, porém, não estava morto.

Aos 30, Bustamente rolou e Dudu finalizou de primeiro rente a trave de Gustavo. A partida ficou aberta nos minutos finais, mas nada de bola na rede.

SAMPAIO NA FRENTE
Logo aos três minutos do segundo tempo, Robson Duarte fez grande jogada individual e cruzou na medida para Roney desviar de cabeça.

A bola ainda tocou na trave antes de morrer no fundo das redes do Náutico. A resposta alvirrubra veio em chute cruzado de Bustamante.

O empate quase veio aos 26. Bryan cobrou falta e Ronaldo Alves cabeceou na trave de Gustavo. Na sequência, Ruy cruzou e Camutanga desviou de cabeça para grande defesa do goleiro maranhense. O Náutico pressionava em busca do gol.

EMPATOU, MAS VACILOU
E ele saiu aos 33. Ruy acertou uma bomba de fora da área, sem chances para Gustavo. No finalzinho, Daniel Felipe subiu livre e cabeceou rente a trave. Quase o Sampaio Corrêa voltou a ficar na frente do placar.

Já nos acréscimos, Joazi se desentendeu com Kieza, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Mesmo com um a menos, o Sampaio Corrêa conseguiu a vitória aos 52 minutos. Marcinho cruzou rasteiro e Caio Dantas bateu de primeira para o fundo das redes.

PRÓXIMOS JOGOS
O Sampaio Corrêa volta a campo na sexta-feira, contra a líder Chapecoense, às 19h15, novamente no Castelão, em São Luis. No sábado, o Náutico enfrenta o CRB, às 19 horas, no Rei Pelé, em Maceió. Os jogos são válidos pela 22ª rodada.

Veja análises dos rivais dos times brasileiros na segunda fase da Copa Sul-Americana

A Conmebol sorteou nesta sexta-feira os confrontos da segunda fase da Copa Sul-Americana. Vasco, São Paulo e Bahia seguem na disputa pelo título.

ge mostra abaixo uma análise detalhada dos rivais das equipes brasileiras no mata-mata do torneio sul-americano. Clique nos confrontos para saber tudo sobre o rival do seu time:

 

A competição retorna já na próxima semana, com os jogos de ida acontecendo entre terça-feira (27) e quinta-feira (29), enquanto as partidas de volta serão na semana seguinte, também entre terça e quinta. Bahia e Vasco podem vir a se enfrentar nas quartas de final. Já o São Paulo só poderá encarar uma equipe brasileira numa possível final.

Sampaio Corrêa 3 x 0 Figueirense – Campeonato Brasileiro Série B rodada

TUBARÃO FAMINTO!

Em jogo atrasado da quarta rodada da Série B do Brasileiro, o Sampaio Correâ recebeu o Figueirense, no Castelão, e confirmou a boa fase que vem vivendo no campeonato, batendo o Alvinegro por 3 a 0 na tarde desta quarta-feira, em São Luís. Os gols foram marcados por Flávio Boaventura, Caio Dantas e Jackson a favor da Bolívia Querida.

Primeiro tempo

Os primeiros 20 minutos não tiveram muitas emoções, com ambos os times se estudando, mas foi o Sampaio que tomou à frente das ações. Aos 25, Roney fez boa finta em Patrick, em jogada de escanteio curto, e finalizou. No rebote, Flávio Boaventura apareceu livre na área para abrir o placar. O Alvinegro tentou responder, mas foi acuado pelo Tricolor, que ainda chegou a colocar duas bolas na trave no fim da primeira etapa.

Segundo tempo

A Bolívia Querida voltou com a mesma intensidade da reta final do primeiro tempo, buscando ampliar o placar, mas esbarrou em uma postura mais sólida e reativa do Figueira. No entanto, o comportamento mais seguro foi estancado por um pênalti, logo aos nove minutos, com Pereira derrubando Caio Dantas na área. O artilheiro tricolor não perdou e converteu com tranquilidade para aumentar a vantagem do Sampaio na partida. No apagar das luzes, ainda deu tempo de Jackson, que entrou no lugar de Caio Dantas, fechar a conta no Castelão.

Como fica?

Com a vitória, o Sampaio figura pela primeira vez entre os 10 primeiros colocados da tabela, com 20 pontos e na nona colocação. O clube ainda aguarda o jogo do CRB contra a Chapecoense, às 19h15, para confirmar a posição. Já o Figueirense se mantém entre os quatro últimos colocados, na 18ª colocação, com 14 pontos.

Olho na agenda

Na próxima rodada, o Sampaio visita o Paraná no Durival Britto, às 20h30 (de Brasília) de domingo. O Figueirense encara o Brasil de Pelotas no sábado, às 18h30 (de Brasília), no Bento Freitas.