Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Aluisio Mendes articula apoio de grupo do Podemos a Jair Bolsonaro

O deputado federal Aluisio Mendes foi um dos principais articuladores do acordo que consolidou, na última terça-feira 16, o apoio de um grupo de deputados federais do Podemos ao candidato à Presidência da República nas eleições de 2018, Jair Bolsonaro (PSL).

A movimentação foi feita a pedido de Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), filho do presidenciável, que fez a proposta por afinidade — Mendes e ele são aliados na Câmara e colegas na Polícia Federal, além de líderes da Frente da Lava Jato no Congresso — em conjunto com o deputado Onyx Lorenzoni (DEM/RS), cotado para assumir a Casa Civil num possível governo de Jair Bolsonaro e também aliado de Mendes na Casa.

“Não estou falando em nome do partido, mas em nome de uma parte significativa de deputados eleitos que resolveram optar pelo apoio a Bolsonaro. Dos deputados eleitos, sete já manifestarem interesse em apoiar o candidato”, declarou Aluísio.

O parlamentar maranhense articulou aliança com o candidato do PSL após a direção do seu partido, que disputou o Palácio do Planalto no 1.ª turno tendo Álvaro Dias como candidato oficial, optar pela neutralidade agora no segundo turno e haver liberado seus filiados para se posicionar ou não em relação a um dos presidenciáveis.

Com o fechamento da aliança, o Podemos representa a primeira bancada na Câmara a declarar apoio de forma explícita a Jair Bolsonaro.

Atualmente, o partido, que deverá também compor a base de Bolsonaro no governo federal em caso de confirmação da eleição do candidato do PSL no próximo dia 28, possui 17 deputados. A partir da próxima legislatura, que tem início em fevereiro, serão 11 parlamentares.

Fonte:Atual 7

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Bolsonaristas’ prometem invadir ruas de Codó mais uma vez neste sábado

Militantes e simpatizantes do candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), prometem realizar mais  um grande ato público neste sábado (20), em Codó.

À partir das 17 horas será a concentração que vai acontecer em frente a Carvalho na avenida primeiro de Maio.

Em seguida, os ‘bolsonaristas’ invadirão às ruas da Codó em MotoCarreata, que vem crescendo a cada evento realizado, já foram realizadas Uma caminhada, duas MotoCarreata e no ultimo domingo uma panfletagem no mercado central.

No segundo turno já esta programada duas MotoCarreatas sendo uma agora dia 20 e a próxima será dia 26.

Os eventos da campanha de Bolsonaro em Codó vem sendo realizado só com ajuda da população e da classe empresarial.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Cid Gomes chama militantes do PT de Babacas em evento do PT

O irmão do candidato derrotado a presidente Ciro Gomes (PDT) e senador recém-eleito pelo Ceará, Cid Gomes (PDT), discutiu com manifestantes durante ato de lançamento da campanha de Fernando Haddad (PT), em Fortaleza, na noite desta segunda-feira (15). Ele disse que o PT vai “perder feio a eleição”, e que isso é merecido pelos erros cometidos pelo partido à frente da Presidência.

“Tem que fazer um mea-culpa, tem pedir desculpa, ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira, é assim”, disse, sendo xingado por um dos participantes.

“Pois tu vai perder a eleição, não admite o mea-culpa. Os erros que cometeram é para perder a eleição (…) porque fizeram muita besteira, porque aparelharam as repartições públicas, porque acharam que eram dono de um país, e o Brasil não aceita ter dono, é um país democrático”, afirmou, sob vaias do público.

Antes de se irritar com os militantes presentes ao hotel de luxo, Cid chegou a falar ao público e foi bastante aplaudido ao elogiar Haddad e dizer que vota nele “com muito prazer.” O problema do irmão de Ciro Gomes com a plateia começou a ocorrer quando ele cobrou um pedido de desculpas do partido e reconhecimento pelos erros cometidos na Presidência.

Cid Gomes foi convidado para ser o primeiro a falar, mas acabou se irritando e “culpou” o PT pelo sucesso de Jair Bolsonaro (PSL).

“Quem criou Bolsonaro foram essas figuras, que se acham donos da verdade, que acham que podem fazer tudo, que acham que os fins justificam os meios. Muito bem, eu me calo numa boa. Não sei porque me pediram para falar antes”, disse,

Após essa fala, a plateia puxou o tradicional grito de olê, olê, ole, olá, Lula, Lula. Nesse momento, Cid voltou a atacar um dos participantes do ato. “O Lula tá preso, babaca. E vai fazer o quê? Babaca, babaca! Isso é o PT, e o PT desse jeito merece perder, só pra rimar. É esse sentimento que vai perder a eleição”, concluiu.

Coligação com o PT no Estado

No Ceará, Cid Gomes liderou a coligação com o PT, que reelegeu em primeiro turno o governador petista Camilo Santana –que teve a maior votação percentual entre todos os candidatos ao governo do país.

Além de Camilo, o PDT apoiou informalmente ainda na chapa o senador Eunício Oliveira (MDB) –que acabou perdendo a reeleição e anunciou aposentadoria da vida pública.

Durante o discurso, Cid chegou a dizer que convidou a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) para ser candidata ao Senado pelo Ceará, mas disse que teve o pedido recusado pelo ex-presidente Lula. Dilma optou pelo domicílio eleitoral em Minas Gerais, mas acabou derrotada.

“Porque ele queria que o Eunício fosse eleito. O Lula, o Lula. Então, vamos relevar mais uma vez, mais uma vez vamos relevar”, falou Cid nesta noite, antes de mandar “beijinho, beijinho, e tchau, tchau” para o público, que o vaiava e o aplaudia ao mesmo tempo.

Logo após a fala, Cid deixou o local cercado de seguranças e aos gritos de “Cid” e muitas vaias de militantes. Ele chegou a conversar com pessoas que reclamaram do discurso, mas deixou o local em seguida sem maiores problemas.

Irmão de Cid, Ciro Gomes terminou o primeiro turno na terceira colocação, e Fernando Haddad já fez diversos acenos para contar com o pedetista no palanque e até em um eventual governo. Ciro, por sua vez, se recusou a manifestar apoio nominal ao petista – o PDT anunciou apoio “crítico” ao candidato – e viajou para a Europa, de onde deve voltar a poucos dias da votação do segundo turno.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Em Bacabal, a ordem de votação será: primeiro presidente, depois prefeito

Paralelo ao segundo turno das eleições 2018, em 28 de outubro, data em que a nação decidirá o novo presidente do país e alguns estados novos governadores, o Maranhão realizará pleito em Bacabal para que a população escolha quem será o novo prefeito da cidade, tendo em vista que o eleito em 2016 (Zé Vieira) teve o registro de candidatura mantido indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral em junho deste ano.

Bacabal fica localizada a 250 km da capital São Luís e o número de eleitores aptos a votar é de 58 mil 494. A condução dos trabalhos no município é do juiz eleitoral Jorge Antonio Sales Leite.

Por telefone, o magistrado explicou que vem promovendo rodadas de conversa com representantes das coligações, partidos e candidatos para que os atos de campanha atendam ao que estabelece a lei, evitando que ilícitos sejam praticados. Informou também que foram protocolodas mais de 50 representações, a maioria já julgadas, entre elas, direitos de respostas.

“Estamos dedicando também especial atenção ao transporte de eleitores e repetiremos a estratégia do primeiro turno que foi cadastrar 8 ônibus escolares cedidos pelo município. Isto é necessário porque Bacabal não possui transporte público regular e muitos eleitores não têm como se deslocar até os locais de votação”, explicou Leite.

Concorrem ao cargo 6 candidatos:

– Cesar Brito (PPS 23) pela coligação “Bacabal vai vencer”;
– Edvan Brandão (PSC 20) pela coligação “Bacabal em primeiro lugar”;
– Giselle Veloso (PR 22) pelo Partido da República;
– Luizinho Padeiro (PSB 40) pelo Partido Socialista Brasileiro;
– e Professor Maninho (PRB 10) pelo Partido Republicano Brasileiro.

Ordem de votação

Em Bacabal, a ordem de votação na urna eletrônica será: primeiro presidente (2 dígitos) e depois prefeito (também 2 dígitos). É importante que os eleitores estejam atentos a isso para evitar que digitem números equivocados e anulem o voto, caso não corrijam antes de apertar a tecla confirma.

Segurança

O comando da Polícia Militar do Maranhão garantiu ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão que irá dedicar efetivo especial para atuar na eleição de Bacabal com vistas à tranquilidade do processo.

Geração de Mídias e Carga e Lacre

As audiências de geração de mídias e de carga e lacre das urnas que serão usadas nas eleições de Bacabal ocorrerão, respectivamente, nos dias 23 e 25 de outubro, a partir das 8h, no Fórum Eleitoral da cidade, situado na Avenida Barão de Capanema, número 65 – Centro.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Paraná Pesquisas: Bolsonaro chega a 69,9% dos votos válidos em São Paulo

Levantamento feito pelo Paraná Pesquisas com eleitores do estado de São Paulo mostra que Jair Bolsonaro (PSL) chega a 69,9% dos votos válidos (aqueles que excluem brancos, nulos e indecisos) no estado. Fernando Haddad (PT), seu adversário no segundo turno, tem apenas 30,1%. O estado é o maior colégio eleitoral do país. Considerando os votos totais, Bolsonaro tem 59,1% e Hadddad, 25,5%. A pesquisa foi feita durante os dias 10 a 14 de outubro, no estado de São Paulo, e tem margem de erro de 2 pontos percentuais.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Aluisio entre os dez com melhor desempenho nas eleições no país

O deputado federal maranhense Aluisio Mendes (PODE) é um dos dez parlamentares reeleitos para mais quatro anos de mandato com melhor desempenho em votação em todo o país, na comparação dos resultados de 2014 e 2018. O levantamento é do G1, que aponta que Aluisio registrou um acréscimo de 108,8% no percentual de votos, em comparação com o pleito de 2014. Na eleição de 2018, ele obteve expressiva votação (105.778 votos) contra 50.658 votos catalogados há quatro anos.

Considerando apenas o cenário estadual, Aluisio é o único parlamentar entre os 10 com melhor desempenho na votação, de acordo com o G1. Além disso, é o único deputado da Região Nordeste na lista de bens sucedidos nas urnas.

A constatação de que Aluisio Mendes elevou sua votação em apenas quatro anos reforça a tese de que o parlamentar cumpriu com grande parte dos compromissos firmados com a população. Entre 2014 até este ano, foram várias ações realizadas nas áreas de saúde, segurança pública, infra-estrutura, esporte, previdência e agricultura familiar. Outro fator que explica o expressivo desempenho foi a capacidade de articulação de Aluisio com as lideranças nas cidades maranhenses.

O deputado do Podemos também foi relator do projeto de lei na Câmara que inclui os guardas municipais entre as instituições de composição da Força Nacional de Segurança Pública. Ele também garantiu o andamento das propostas que dispõem sobre o controle e estoque de explosivos e que inclui a segurança pública na participação dos recursos de exploração do petróleo e gás natural.

Desde 2015, início de seu primeiro mandato, Aluisio fez questão de comparecer a várias regiões do estado do Maranhão. Nos últimos três anos, viabilizou emendas que melhoraram a vida da população. “Este é o meu dever como parlamentar, ou seja, lutar por melhorias para a nossa gente. Como o próprio slogan da nossa campanha enfatizou, nós sempre estamos e estaremos presente com a população, ouvindo reivindicações e viabilizando avanços”, disse.

Aluísio Mendes também ressaltou que, para os próximos quatro anos, uma das metas será consolidar avanços no serviço de telefonia móvel. Outra meta é ampliar a área de cobertura do serviço da previdência, já que em municípios no Maranhão, a demanda coberta pelo INSS ainda é insuficiente. “Além destas duas missões, vamos lutar por melhorias na saúde e educação das pessoas”, finalizou.

Atual7

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Jair Bolsonaro propõe reforma administrativa para cortar gastos

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro disse hoje (12), nas redes sociais, que, caso eleito, pretende fazer uma reforma administrativa para com a reduzir a remanejar “gastos desnecessários”, além de destinar recursos para as áreas essenciais e combater fraudes.

Segundo ele, o corte de gastos passará pela diminuição de estatais e ministério. E irá priorizar nomes técnicos e capacitados para chefiar as pastas, “sem pressões de viés sindicalista”.

“Muito além de fazer, vamos desfazer o sistema falido e corrupto que o PT construiu”, disse.

Bolsonaro afirmou que vai combater as fraudes em programas sociais para garantir maior renda “aos mais necessitados”. “Descentralizando recursos, estados e municípios terão maior autonomia financeira para atender as peculiaridades de cada região do país”.

Em outro post na internet, o candidato disse que “vamos combater o crime organizado e trabalhar para impedir que presos continuem controlando seus empregados de dentro dos presídios”.

Na noite de ontem (11), o candidato confirmou, também redes sociais, a criação de um superministério, que irá fundir Agricultura e Meio Ambiente.

Depois de encontro com empresários e políticos ligados ao agronegócio, Bolsonaro disse que o compromisso foi consolidado. “Tem que ser uma pessoa competente, com autoridade e que tenha iniciativa”, disse o candidato.

Antes, ele já tinha confirmado os nomes de outros integrantes de um eventual ministério. Bolsonaro admitiu também a possibilidade de não participar de debates no segundo turno por questões de estratégia, mesmo que seja liberado pelos médicos na próxima avaliação, no dia 18, para fazer campanha nas ruas e participar de debates na TV.

Visita

O candidato recebeu hoje a visita da atriz Regina Duarte. Uma foto do encontro foi publicada na rede social de Bolsonaro. A atriz já havia declarado apoio ao candidato nas redes e faz críticas ao partido adversário, o PT.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Bolsonaro dispensa voto de quem pratica a violência

O candidato do PSL à presidência, Jair Bolsonaro, usou suas contas nas redes sociais na noite desta quarta-feira (10) para condenar as agressões contra eleitores adversários.

“Dispensamos voto e qualquer aproximação de quem pratica violência contra eleitores que não votam em mim. A este tipo de gente peço que vote nulo ou na oposição por coerência”, afirmou ele em postagens divulgadas no Facebook e Twitter.

O posicionamento de Bolsonaro foi tomado após relatos de casos de violência atribuídas por eleitores adversários a apoiadores do deputado.

Bolsonaro ainda utilizou as redes para pedir que as autoridades “tomem as medidas cabíveis” contra os atos de violência e “caluniadores” que tentam prejudicar a campanha dele.

Dispensamos voto e qualquer aproximação de quem pratica violência contra eleitores que não votam em mim. A este tipo de gente peço que vote nulo ou na oposição por coerência, e que as autoridades tomem as medidas cabíveis, assim como contra caluniadores que tentam nos prejudicar.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Pesquisa: Bolsonaro tem 54% dos votos válidos; Haddad, 46%

Na primeira pesquisa eleitoral do segundo turno, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)lidera a corrida pelo Palácio do Planalto com 54% das intenções de votos válidos. O petista Fernando Haddad tem 46%. O levantamento foi feito pela consultoria de pesquisa Ideia Big Data em parceria com VEJA.

A pesquisa ouviu presencialmente 2.036 eleitores das cinco regiões do país entre a última segunda e esta quarta-feira. A margem de erro é de 2,67% pontos percentuais para mais ou para menos. O número de registro no TSE é BR-09687/2018.

Bolsonaro chegou ao segundo turno com a preferência de 46,03% do eleitorado (ou 49,2 milhões de votos). Haddad teve 29,28% dos votos válidos (31,3 milhões de votos).

Ao considerar as respostas totais dos entrevistados, Bolsonaro tem 48% das intenções dos eleitores, enquanto Haddad, 41%. Votos brancos e nulos somam 7%, enquanto indecisos ou que não responderam atingiram 4%.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.

Aluisio Mendes mais que dobra votação e sai fortalecido das eleições

O deputado federal reeleito Aluisio Mendes (PODE) saiu fortalecido e confirmou a consolidação de seu nome junto ao eleitorado maranhense no pleito deste ano. Com 105.778 votos, ele mais que dobrou a própria votação, se comparado com o total registrado em 2014, quando obteve 50.658 votos. Com o expressivo crescimento, ele saltou do décimo oitavo mais votado há quatro anos para o oitavo representante maranhense na Câmara, nestas eleições, em número de votos.

O saldo positivo é explicável: desde o início do primeiro mandato e durante toda a campanha eleitoral, vários municípios foram visitados pelo parlamentar, sempre reforçando nestes locais o empenho de abraçar bandeiras de serviços essenciais.

Pastor Carlos que foi quem apoiou a reeleição de Aluisio Mendes em Codó

Para o deputado, que é um dos líderes da Bancada da Lava Jato no Congresso Nacional, o resultado obtido nas urnas mostra que o Maranhão acredita em seu trabalho. “Quero agradecer aos mais de 105 mil votos recebidos na eleição deste ano. Essa votação é a prova de que o povo do nosso estado acredita em nosso trabalho. Podem ter certeza de que continuarei trabalhando, sempre em busca de benefícios para toda a população. Esta é a minha obrigação e o meu compromisso. Me dedicarei ao máximo para cumprir com estas metas e para honrar toda essa confiança”, disse.

“Com esta votação tão expressiva nossa responsabilidade aumenta. Se já mostramos ações positivas no primeiro mandato, será necessário mostrar ainda mais nos próximos quatro anos. Não medirei esforços para trazer mais benefícios, assim como fizemos na segurança, infraestrutura, agricultura, previdência, esporte e lazer, saúde e em outros setores”, finalizou Aluisio Mendes.

 
Acompanhe o Codó Notícias também pelo Facebook , YouTube e Instagram.