Daniel Alves continuará preso na Espanha sem direito a fiança

A Justiça da Espanha determinou a prisão preventiva sem fiança do lateral-direito Daniel Alves, acusado de agressão sexual contra uma mulher em uma boate de Barcelona na noite de 30 de dezembro. A juíza de instrução do caso aceitou o pedido do Ministério Público e da acusação feita pela denunciante.

A decretação da prisão sem direito ao pagamento de fiança aconteceu por se considerar que há um elevado risco de fuga do jogador, devido ao poder financeiro que ele tem, além do fato de Daniel viver fora da Espanha.

O brasileiro foi detido na manhã desta sexta-feira (20) pela polícia da Catalunha, após ter retornado do México – onde mora por jogar no Pumas. Ainda pela manhã, o lateral prestou depoimento na delegacia de Les Corts, em Barcelona.

O jogador vinha sendo investigado desde que foi denunciado por uma mulher que afirma que Alves a violentou dentro de um banheiro localizado em uma área reservada na boate Sutton, em Barcelona, na noite de 30 para 31 de dezembro, durante a realização de uma festa.

Em depoimento na manhã desta sexta, o brasileiro negou a agressão sexual, mas a juíza do caso entendeu que existem contradições entre a fala do lateral, a investigação realizada pela polícia da Catalunha e os indícios obtidos no local dos acontecimentos.

Desde 2 de janeiro, quando a denunciante formalizou a queixa, agentes da polícia interrogaram várias testemunhas, entre elas, integrantes da equipe de segurança da boate e verificou as imagens das câmeras de segurança locais, além de ter coletado possíveis evidências no estabelecimento.

Todas as buscas, assim como o exame de corpo de delito que a denunciante realizou ao ser atendida no Hospital Clínic de Barcelona, levaram a juíza a concluir que existem provas suficientes de que Daniel Alves cometeu a agressão sexual.

A magistrada lembrou que não existe acordo de extradição do Brasil com a Espanha, o que aumenta o risco de que o lateral-direito tente fugir para se refugiar no país de origem. Daniel Alves já foi levado nesta sexta para a penitenciária Brians 1 de Sant Esteve Sesrovires, em Barcelona, onde aguardará os próximos passos do processo.

*EFE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *