Delegado que entendeu que Adélio Bispo agiu sozinho ao atacar Bolsonaro terá cargo no governo Lula

O delegado Rodrigo Morais Fernandes terá cargo-chave na Polícia Federal na gestão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foi Fernandes que investigou a facada dada por Adélio Bispo em Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018.

O policial foi escolhido para liderar a diretoria de Inteligência da Polícia Federal. A participação do delegado no novo governo já era dada como certa.

A indicação pode estar ligada com a proximidade entre Fernandes e o futuro diretor da PF, Andrei Passos Rodrigues, o delegado que chefiou a segurança da campanha eleitoral do petista.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *