FPM: Codó recebe cerca de R$ 3.068.912,41 no primeiro repasse de novembro

Real-Moeda Nacional

As prefeituras de todo o país partilham cerca de R$ 7,3 bilhões do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), nesta quinta-feira (10). O valor corresponde ao repasse do primeiro decêndio de novembro. Ao se levar em conta a inflação de 7,17% medida pelo IPCA nos últimos 12 meses, a transferência terá um aumento real de apenas 0,45% em relação ao mesmo período do ano passado, quando os cofres municipais embolsaram quase R$ 6,8 bilhões.

A cidade de Codó vai receber R$;3.068.912,41, no primeiro repasse de novembro muito dinheiro e nada vemos sendo feita em Codó, onde em todas as áreas a situação está precária.

Já para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) serão destinados cerca de R$ 1,8 bilhão para os municípios.

O especialista em orçamento público Cesar Lima explica que a sensível alta no repasse se deve à alta da arrecadação da União com o Imposto de Renda (IR), mitigada pela queda do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

“Tivemos um tímido aumento do FPM em relação ao mesmo decêndio do ano passado. Quando descontada a inflação dá menos de 0,5% de aumento. O que segurou, ainda, esse viés de alta do FPM foi o aumento da arrecadação de IR, que teve um aumento de 10%, enquanto o IPI teve uma queda de 17% na sua arrecadação”.

“O FPM tem uma suma importância ao município de Acaraú. Eu acho que não só para Acaraú como para todas as cidades do Brasil. O FPM é um fundo que não só serve para pagar servidores, a gente utiliza também para pagar fornecedores, compra de insumos, em síntese, dá um incentivo grandioso à educação. Eu acho que sem ele a educação não funcionaria no Brasil”, explica.

Fonte: Brasil 61

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *