MPMA investiga licitações que somam R$ 12 milhões em Codó

O Ministério Público do Maranhão abriu uma investigação, no dia 29 de dezembro de 2022, para apurar possíveis irregularidades em 02 (dois) processos licitatórios realizados pela Prefeitura de Codó, que juntos somam mais de R$ 12 milhões.

A investigação teve início a partir de uma Representação protocolada na 1ª Promotoria de Justiça de Codó, noticiando possíveis irregularidades nos Processos Licitatórios Pregão Eletrônico nº 60/2021, Processo Administrativo nº 7407/2021, e Pregão Eletrônico nº 52/2022, Processo Administrativo 4242/2022, ambos realizados pelo Poder Executivo Municipal.

Segundo informações apuradas pela equipe do Diário Codoense, os processos licitatórios tinham como objeto o registro de preços para compra de materiais permanentes e equipamentos eletroeletrônicos, sendo o Pregão Eletrônico nº 60/2021 destinado à Secretaria Municipal de Educação (SEMECTI), e o Pregão Eletrônico nº 52/2022 destinado à Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS).

Somando os valores dos dois processos licitatórios, a Prefeitura de Codó estimou um gasto de R$ 12.113.865,27 (doze milhões, cento e treze mil, oitocentos e sessenta e cinco reais e vinte e sete centavos).

Considerando a necessidade de instrução do feito para apuração dos fatos, bem como a ocorrência de irregularidades e eventual improbidade administrativa, o titular da 1ª Promotoria de Justiça de Codó, Carlos Augusto Soares, determinou a instauração do inquérito civil.

FONTE: DIÁRIO CODOENSE 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *