Roberto Jefferson chega à prisão

O ex-deputado Roberto Jefferson chegou ao Presídio de Benfica, na zona norte do Rio, nesta segunda-feira, 24, quase 15 horas depois de receber voz de prisão da Polícia Federal (PF). Jefferson reagiu à ordem judicial expedida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Moraes argumentou que a medida contra Jefferson deu-se em virtude de o ex-congressista ter violado medidas de prisão domiciliar. Depois, o juiz do STF mandou prender Jefferson em flagrante, sob a acusação de tentativa de homicídio. Um dia antes, Jefferson ofendeu a ministra Cármen Lúcia.

Conforme Moraes, Jefferson deu orientações a dirigentes do PTB, usou as redes sociais, recebeu visitas, concedeu entrevista e compartilhou fake news.

Durante a ação da PF para prender Jefferson, o ex-deputado efetuou disparos contra uma viatura, alem de jogar duas granadas de efeito moral. Dois agentes ficaram levemente feridos, em razão de estilhaços de vidro.

O presidente Jair Bolsonaro manifestou-se, após o caso. “Como determinei ao ministro da Justiça, Anderson Torres, Roberto Jefferson acaba de ser preso”, disse o chefe do executivo, em um vídeo publicado nas redes sociais. “O tratamento dispensado a quem atira em policial é o de bandido. Presto minha solidariedade aos policiais.” Bolsonaro criticou ainda o inquérito inconstitucional conduzido por Moraes, o qual tem Jefferson entre os alvos.

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *