TSE nega novo pedido das Forças Armadas para as eleições. Será porquê?

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu rejeitar novas sugestões apresentadas pelas Forças Armadas para o segundo turno das eleições, que ocorrem neste domingo (30). Os militares pediram uma mudança no teste de integridade das urnas eletrônicas com biometria.

No documento enviado à Corte, o Ministério da Defesa sugeriu que fossem abordados todos os eleitores em estados onde fossem realizados os testes de biometria. A ideia era obter “conclusões mais precisas quanto à fiscalização”.

Ao negar a solicitação, no entanto, o TSE apontou que a medida já é realizada e afirmou ainda que testes de checagem “evidenciam o pleno sucesso e completo êxito do teste de integridade, inclusive do Projeto-Piloto com Biometria”.

Além disso, o presidente da Corte, ministro Alexandre de Moraes, afirmou que “as sugestões recebidas do Ministério da Defesa serão analisadas assim que esta Corte Superior venha a receber o relatório final das Forças Armadas acerca do assunto”.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *