Bolsonaro apresenta provas ao TSE de que teve menos inserções

Na noite desta terça-feira (25), a campanha do presidente Jair Bolsonaro entregou, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as provas de que teriam sido exibidas menos inserções de rádio da propaganda eleitoral. De acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, Bolsonaro teve pelo menos 154 mil inserções a menos que a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Os dados foram enviados ao TSE em um relatório. De acordo com o site Metrópoles, um dos documentos cita oito rádios que teriam deixado de reproduzir inserções do candidato à reeleição. Entre elas estão: Bispa FM, de Recife (PE);Hits FM, de Recife (PE);Clube FM, de Santo Antônio de Jesus (BA);Extremo Sul FM, de Itamaraju (BA);Integração FM, de Surubim (PE);Povo FM, de Poções (BA);Povo FM, de Feira de Santana (BA); eViva Voz FM, de Várzea da Roça (BA).

Além disso, o relatório traz os horários que as inserções de Lula teriam aparecido mais vezes do que as inserções de Bolsonaro. Além disso, a campanha de Bolsonaro explicou que levou o caso à Corte “em regime de urgência” e por isso só apresentaram dados parciais para comprovar a denúncia.

“Para que se aquilate a gravidade da irregularidade noticiada, a título exemplificativo, pôde-se comprovar, em pequena amostragem de oito rádios (nominalmente referidas), em apenas uma semana, significativa discrepância de 730 inserções, em desfavor da campanha do candidato peticionário”, aponta trecho do documento.

O TSE agora irá analisar o documento e tomar as devidas providências.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *