Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Ten.Cel.J.Alves, CMT do 17° BPM participou dp lançamento de campanha Maio Amarelo na CIRETRAN de Codó

Na última sexta-feira, o Tenente Coronel J. Alves, comandante do 17º BPM compareceu ao lançamento da “Maio Amarelo”, uma campanha de conscientização sobre a segurança no trânsito.
O evento ocorreu na CIRETRAN de Codó, o objetivo da campanha é discutir o tema segurança no trânsito e diminuir o índice de acidentes e mortes no trânsito.
Sobre a campanha, o comandante do 17º BPM comentou:
“ A campanha Maio Amarelo tem como objetivo falar da responsabilidade nas ações do trânsito e diminuir o número de acidentes e mortes. A Polícia Militar, por meio do 17º BPM apoia esta causa e promoverá ações de apoio dentro de sua responsabilidade “.
Palavras do Comandante do 17º BPM, Tenente Coronel J. Alves.

*17°BPM, SUA SEGURANÇA É NOSSA MISSÃO.*
*⚠️☎️ DISQUE DENÚNCIA: 98857-2397*

Novo Decreto libera realização de eventos com até 100 pessoas em Codó

A Prefeitura de Codó, publicou um novo decreto, neste sábado  (15), que flexibiliza a organização de eventos na cidade a partir do dia 16 de maio.

Com a decisão, a realização de eventos, reuniões e comemorações com até 100 participantes fica liberada.

De acordo com o decreto, a apresentação de música ao vivo também passa a ser permitida, mas os locais continuam impedidos de oferecer pista de dança.

Restaurante Santa Luzia 🍽 Aqui você come bem e barato com o mais alto padrão de qualidade e higiene

*Cardápio* *de* *hoje* :15/05/2021
🧀🍲🍖🍗🍴🍝🍛🍜🍽
* Assado de panela
* Bife ao molho
* Frango frito
* Bisteca suína
* Galinha caipira
* Fílé de frango na Mantega
* Porco ao forno
* Bode ao leite de coco
* Lasanha de carne

✅ Arroz branco , Arroz de macarrão , farofa , feijão , macarrão.

✅Saladas
* Repolho c/cenoura
* Alface c/couve
* Maionese
* pepino
* Cuxa
* Macaxeira frito

Apenas R$ 14,00 reais 💵
Fazemos entrega a domicílio 🛵
(Taxa apenas para os residenciais e outros locais distantes)

📌 Estamos localizados na travessa Colatino Borborema número 56 Centro
Whatsapp 📲 981267087

🛣 Codó-MA

Fórum de Codó funciona em trabalho remoto após contágio de seis colaboradores por Covid

Após quatro servidores e dois estagiários testarem positivo para a Covid-19, nos últimos dias 10 e 11 de maio, o juiz Iran Kurban Filho, diretor do Fórum de Codó, determinou a suspensão da visitação pública e do atendimento presencial do público externo e o estabelecimento do regime de trabalho remoto na unidade, no período de 12 a 21 de maio.

Os prazos processuais dos processos que tramitam em meio físico que devam se iniciar ou se encerrar no período mencionado ficam automaticamente prorrogados para o primeiro dia útil seguinte. Os prazos dos processos judiciais e administrativos que tramitam em meio eletrônico permanecem inalterados.

VIDEOCONFERÊNCIA

O atendimento ao público e os serviços nas três varas comuns e no Juizado Cível e Criminal funcionarão por telefone ou outros meios eletrônicos disponíveis. As audiências já designadas no período da vigência da suspensão serão realizadas por meio do sistema de videoconferência.

As partes e seus procuradores devem solicitar o canal de acesso à sala virtual da unidade, caso não esteja disponível nos próprios autos, por e-mail. As partes ficarão responsáveis pelas condições técnicas dos equipamentos e conexão que venham a utilizar na audiência.

Os atos processuais que eventualmente não puderem ser praticados pelo meio eletrônico ou virtual, por falta de condições técnicas ou práticas apontadas pelos envolvidos no ato, com a devida justificativa, serão certificados pela serventia e encaminhados para decisão fundamentada do juiz.

Permanece em vigor o trabalho remoto dos magistrados, servidores e colaboradores, atendendo ao disposto nas Resoluções n. 313 e 314/2020 (CNJ); Ato da Presidência n. 6/2020 e n. 13/2021 e Resoluções n. 22 e 25/2020 (TJMA) e nas Portarias-Conjuntas n. 14 e n. 16 (TJMA/CGJ-MA).

Essas medidas foram autorizadas pelo juiz na Portaria nº 1750/2021, expedida pelo juiz Iran Kurban, em 12 de maio.

Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça