Mais um caso vergonhoso na saúde da gestão Zé Francisco

Nesta terça-feira (19), uma mãe codoense de iniciais D.C.C. recorreu ao Ministério Público do Maranhão, com o objetivo de garantir o atendimento integral à saúde de sua filha M.V.C.M., de 06 anos de idade, a qual foi diagnosticada como tendo Microcefalia por Zica Vírus, Epilepsia, Paralisia Cerebral e Refluxo.

A criança que se encontra em estado de desnutrição moderada, necessita de assistência para o fornecimento do alimento especial, insumos e materiais essenciais para o seu desenvolvimento. Segundo informações, a mãe teria recorrido à Prefeitura de Codó, mas não obteve sucesso.

Levando em consideração a necessidade de assegurar o atendimento integral à saúde da criança, sobretudo em vista de sua situação especial de saúde, o MPMA encaminhou Ofício à Secretaria Municipal de Saúde de Codó – SEMUS, recomendando que assegure o fornecimento do alimento especial e dos insumos e materiais de que tratam os documentos apresentados pela mãe, e para que informe ao órgão ministerial, no prazo de 05 (cinco) dias as providências efetivamente adoradas no caso em questão.

FONTE: Diário Codoense 

Parlamento de Portugal aprova lei que facilita empregos para brasileiros

O Parlamento de Portugal aprovou nesta quinta-feira, 21, um projeto de lei que facilita a concessão de vistos de trabalho para os cidadãos das Comunidades dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) — organização nacional integrada pelo Brasil e outros nove Estados-Membros.

Com a aprovação da nova medida, brasileiros poderão obter vistos especiais para trabalhar em terras lusitanas. Eles devem ser requeridos diretamente nas embaixadas ou nos consulados de Portugal. A permissão vai valer por um prazo de 120 dias e pode ser renovada por mais 60, para que os imigrantes exerçam profissão no país.

Para entrarem oficialmente em vigor, as novas regras dependem apenas da regulamentação do governo português. Antes da aprovação do Parlamento, conseguir um emprego em Portugal era mais difícil, burocrático e demorado. O processo era feito por meio do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), órgão que têm em análise mais de 160 mil ações de pedidos para trabalhar no país.

A mudança na legislação é uma aposta do governo de Portugal, proposta pelo governo do premiê António Costa (Partido Socialista). A agilidade da aprovação da lei se dá pelo atual cenário econômico do país: existe uma falta de mão de obra, sobretudo nos setores de turismo e serviços, em virtude do rápido processo de envelhecimento da população.

Além de garantir maior facilidade para os brasileiros que buscam emprego em Portugal, o novo projeto de lei também certifica que, caso o imigrante não consiga emprego dentro do prazo estipulado, será obrigado a sair do país. Outro pedido de visto só poderia ser requerido um ano após o fim da validade do documento anterior.

 

Gratidão, carinho e esperança: sentimentos que marcaram a passagem de Weverton Rocha e o Maranhão Mais Feliz em Codó

Na última quarta-feira (20) foi realizada em Codó a 30ª edição do Maranhão Mais Feliz. O encontro, realizado no Espaço Cultural, reuniu lideranças políticas, deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores, além de milhares de pessoas do município e vindas de outras regiões. No evento, promovido pelo PDT, o senador Weverton Rocha, pré-candidato a governador do Maranhão, lembrou de como iniciou sua militância nos movimentos estudantis e sua trajetória ao lado do ex-governador Jackson Lago.

Weverton Rocha também fez um balanço da atual situação do estado e conversou com a população local, lideranças políticas e regionais projetos de desenvolvimento nas áreas de educação, saúde, segurança e infraestrutura. “Eu quero um estado com oportunidades e que essas oportunidades cheguem para a maioria das pessoas, para as famílias maranhenses sem pistolão, para que todos possam ter acesso às políticas públicas de forma correta e inclusiva. Essa nossa frente política é suprapartidária. Nós precisamos Codó, é ter a coragem de debater os problemas, mas também discutir quais são as soluções”.

Levando grande caravana, o pré-candidato a deputado federal, Delegado Rômulo, destacou a grandiosidade do movimento Maranhão Mais Feliz e a importância da união das lideranças e do povo em apoio ao projeto do senador Weverton Rocha. “Nunca paramos de lutar pela causa, a causa de um Maranhão melhor. Quero agradecer aos políticos, a todas as lideranças aqui presentes, a população de Codó e da nossa região, que estão fazendo desta edição do Maranhão Mais feliz grandiosa. Weverton Rocha é um cidadão maranhense de origem humilde, vem do povo, que lutou para se formar, se engajou na luta do movimento estudantil, o que o levou para vida política e as lutas sociais por um Maranhão mais justo para todos”, declarou.

Nesta quinta-feira (21) o senador Weverton Rocha recebeu das mãos do vereador Delegado Rômulo o título de Cidadão Codoense na Câmara Municipal. “Um título mais que merecido. O senador Weverton Rocha há vários anos vem ajudando o município de Codó, com emendas impositivas e iniciativas em benefício na nossa população. Ele realmente nos representa. É um político congruente, coerente, que respeita os seus aliados, tem gratidão pelos amigos e respeita sua história política. Tem um perfil de homem público voltado para o empreendedorismo, visando sempre que o Maranhão cresça”, concluiu a parlamentar.

 

FOTOS! Veja como foi a operação com 18 mortos no Alemão

A Polícia Militar confirmou, no início da noite desta quinta-feira (21), que a operação conjunta das polícias Militar e Civil no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, deixou 18 mortos, sendo 16 suspeitos, um policial e uma moradora. Representantes das secretarias da PC e PM deram entrevista coletiva no início da noite desta quinta.

As vítimas identificadas são o cabo da PM Bruno de Paula Costa, atingido no pescoço, e Letícia Marinho de Sales, baleada dentro do carro.

A ação tinha como alvo uma quadrilha de roubo de veículos. Durante a coletiva, o subsecretário operacional da Polícia Civil, Ronaldo Oliveira, disse que preferia que “eles não tivessem reagido e a gente ter prendido os 15 ou 14, mas infelizmente eles escolheram atingir os policiais”. Posteriormente, foram confirmados os 16 suspeitos mortos.

O comandante do Batalhão de Operações Policiais (Bope), Uirá Nascimento, afirmou que, entre os homens que entraram em confronto com a polícia, estavam criminosos que usavam fardas similares a de policiais civis e militares.

Durante a coletiva, o coordenador da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, Fabrício Oliveira, reclamou do que chamou de “narcoativistas”, isto é, pessoas, segundo ele, usadas por criminosos para fazer “baderna” durante as ações.

– É evidente que se houver críticas e denúncias em relação a ação da polícia elas serão investigadas, porém o que a gente está falando é que os criminosos estão obrigando parte da população para causar uma desordem durante a ação policial – afirmou.

Representantes das duas corporações também lamentaram as mortes do policial Bruno de Paula Costa – que deixa dois filhos autistas – e da moradora Letícia Marinho de Sales, de 50 anos, moradora baleada dentro do carro – segundo parentes, por um policial. A Delegacia de Homicídios investigará as mortes.

RESUMO DA OPERAÇÃO
4 presos na Favela da Galinha;
Apreensões: metralhadora .50 (capaz de derrubar helicóptero), quatro fuzis e duas pistolas;
400 policiais de Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil;
4 helicópteros e 10 veículos blindados usados na ação;
48 motos apreendidas.

Esperar com paciência é uma virtude

Esperar com paciência é uma virtude para os que descansam no tempo kairós, cuja tradução grega se refere ao momento certo ou oportuno para experimentar a intervenção de um Deus que jamais desperdiça tempo. A Bíblia diz em Gálatas 5:23 que a paciência é um dos frutos do espírito e que através deste atributo alcançamos uma vida bem-aventurada.

É certo que o Senhor se inclina para ouvir o nosso clamor, como expressa Salmos 40:1: “Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. Não há dúvidas em sua disposição de nos ouvir e receber as nossas preces, entretanto, ansiedade e angústia nascem nesse ínterim quando tudo o que precisamos fazer é esperar pacientemente.

A espera, naturalmente falando, é um exercício que exige um esforço por saber que nem todas as coisas vão sair conforme desejamos. Há quantos anos a humanidade entendia que entre o plantar e o colher havia o esperar? O tempo do agricultor é diferente do tempo do atleta, por exemplo; Enquanto um, por vezes, leva muito mais tempo para desfrutar de uma colheita abundante, outro, por uma questão de milésimo de segundos pode desperdiçar toda a sua corrida por não conseguir ir adiante do cronometro. Ambos precisam ter paciência no processo, mesmo que em tempos diferentes, pois o resultado poderá surpreendê-lo. Por falar em paciência no processo, é incrível pensar que uma tamareira, por exemplo, demora aproximadamente de 70 a 100 anos para dar os seus primeiros frutos, o que significa, em linhas gerais, que quem a plantou, certamente não desfrutará, e ainda assim precisará exercitar a paciência em cultivá-la até que crie raízes.

“Sede, pois, irmãos, pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia.
Sede vós também pacientes, fortalecei o vosso coração, porque já a vinda do Senhor está próxima. Tiago 5:7,8

Somos a geração mais afetada pelo avanço da tecnologia na história. Em consequência disso, desaprendemos a virtude da paciência no esperar. Mal conseguimos esperar a fila andar, o aplicativo abrir ou o salário chegar, tampouco, plantar árvores que perdurará por tantos anos a depender da chuva na estação oportuna. Acelerados como em nenhuma outra era, nada pode ser demorado demais. Cogitar a ideia de descansar é ir contra o ponteiro do relógio que não para de contar. A sensação de desperdiçar tempo é absurda numa cultura de tanta produtividade, metas e gerenciamento de tempo. Compromissos exorbitantes substituem o lugar de pessoas e sem perceber, deixamo-nos ser afogados por preocupações levianas que não deveriam fazer parte da nossa vida. Substituímos a nossa ocupação com coisas efêmeras ao invés de relacionamentos reais. Somos oprimidos quando as nossas expectativas em Deus não se cumprem conforme determinamos em nossas agendas.

Não permita que a ansiedade pelo imediatismo determine onde você chegará. Cultivar a paciência no processo é nutrir o coração de expectativas para contemplar que, independente da espera, a bondade de Deus me perseguirá todos os dias, pois nele não há espera que não valerá a pena. Não tem a ver com o tanto que eu sou ocupado, é sobre deixar Ele guiar os meus dias. Ansiedade pode te levar de lugar nenhum à lugar nenhum pois nada pode fazer por nós, além de dissipar as energias e frustrar qualquer expectativa. Precisamos nos render, urgentemente, ao fato de que Ele tem o kairós, um tempo específico para realizar e desesperar ou deprimir, não vão acelerar o processo.

Matheus Grismaldi é escritor, missionário e assessor de comunicação e imprensa em Angola, África. Também integra equipe de plantações de Igrejas, dedica-se ao discipulado, apaixonado pelo Evangelho e faz parte da liderança na Igreja Videira, Vinha Angola. É o filho caçula de três irmãos, nascido em lar cristão, natural de São Paulo, carrega o sonho de ver uma geração vivendo a grande comissão e missões transculturais.

Neuzelane Vieira é a aniversariante do dia

Hoje é um dia especial para você, hoje você comemora mais um ano de vida, mais um ano de existência e de experiências. Hoje, as luzes do céu e as bênçãos do Senhor recaem sobre você. É dia de reafirmar a sua missão, a sua fé e o seu compromisso com a vida e com o bem.

Os seus familiares e amigos enviam para você energias e pensamentos positivos. Há boas vibrações para você, há luz e amor ao seu redor. Aproveite este momento mágico da vida e peça a Deus proteção, peça a Deus para lhe guiar e tomar conta dos seus caminhos, peça a Deus para segurar na sua mão enquanto você escreve a sua história.

Aproveite o dia de hoje, viva-o com entusiasmo, alegria e humildade. Você é especial aos olhos de Deus e aos olhos de todos aqueles que lhe amam. Que Deus derrame o seu amor sobre você.

Parabéns e muitas felicidades!

Guilherme Oliveira convida todos para o lançamento da sua pré-candidatura adeputado Federal que acontecerá no dia 23 de julho na União Artistica Operaria Codoense

No dia 23 de julho, a partir das 16:00h é esperado um grande evento na União Artistica e Operária Codoense para o lançamento oficial da Pré-Candidatura do empresário Codoense Guilherme Oliveira, que vai disputar uma das vagas para deputado Federal pelo Maranhão.
São esperadas lideranças de mais de 70 cidades do estado, entre elas, já confirmaram presenças ex- prefeitos, ex -vereadores, vereadores, presidentes de associações, entre outras.

Repórter canta paródia da Xuxa para noticiar morte de bandidos

Júnior Rocha, repórter do Brasil Urgente do Paraná, viralizou nas redes sociais devido à forma inusitada com a qual transmitiu uma notícia policial. Ao falar da morte de três suspeitos de assaltar uma residência em um confronto com a polícia, o repórter da Band parodiou uma música infantil da Xuxa: Cinco Patinhos.

– Rapaz, essa notícia é tão boa, é tão maravilhosa que merece até uma música – iniciou.

Três bandidos foram assaltar uma residência aqui na fronteira. O Choque e a Rocam chegaram e pá, pá, pá e os bandidos estão no inferno a queimar – cantarolou no ritmo da canção de Xuxa.

Em seguida, ainda em tom jocoso, o repórter enalteceu o trabalho da polícia.

– A polícia não dá brecha, e é claro, é pra glorificar de pé. Palmas! Parabéns, Choque! Parabéns, Rocam! Os cavaleiros de aço da Polícia Militar do Estado do Paraná. O bem venceu o mal – exclamou.

Júnior Rocha ainda fez uma comparação com as mortes por Covid-19 e comemorou a morte dos bandidos aos moldes do “CPF cancelado”, bordão do apresentador da RedeTV! Sikêra Jr.

– Eles saíram para meter bronca, só não contavam que a PM já estava de olho, mas é claro supor que eles morreram de Covid, uma variante de 569 mm. Agora o Satanás está mudando os olhos. Tentativa. Esses não assaltam mais!

Confira:

Pleno News

Homem “desaparecido” dentro da própria casa é achado morto

O homem que estava desaparecido desde a última segunda-feira (18) dentro da própria casa, em meio ao entulho acumulado por cerca de 30 anos no local, foi encontrado morto por agentes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil na tarde desta quarta (20). O fato aconteceu na cidade de Piracicaba, em São Paulo.

O corpo do catador de recicláveis Paulo Sérgio Garcia, de 52 anos, foi achado por volta das 13h. As equipes iniciaram a remoção do entulho acumulado no imóvel por volta das 8h desta quarta, mas o trabalho foi dificultado por causa da quantidade de resíduos que bloqueava os acessos à casa.

Imagens do local mostravam entulhos até o teto do imóvel, dificultando a passagem dos agentes. Um balanço da Defesa Civil de Piracicaba apontou que três caminhões cheios de materiais que foram retirados do imóvel deixaram o local até a tarde desta quarta. O órgão acredita que sejam necessários três dias para completar a limpeza.

– Segundo informações de populares e de familiares, ali residia um morador que acumulava recicláveis e outros objetos. Começamos a abrir as portas da casa, que estava cheia de materiais inservíveis até o teto. Localizamos um corpo no fundo do imóvel. Aguardamos a chegada da perícia para dizer o que aconteceu – disse o diretor da Defesa Civil de Piracicaba, Odair Mello.

A polícia esteve no local durante a tarde para isolar a área e uma equipe da perícia também esteve no imóvel. A irmã de Paulo Sérgio disse que mora em Rio Claro (SP) e que não vinha visitá-lo devido ao material acumulado. A mãe dos dois, que morreu há 10 anos, morava no mesmo local.

– A minha mãe ia para minha casa uma vez por ano, ficava lá comigo, mas para cá mesmo eu não vinha, porque ela mesma falava para eu não vir porque não tinha como entrar – afirmou a irmã do homem.

De acordo com os vizinhos, enquanto ainda morava com a mãe, e por um tempo depois disso, Paulo vendia os objetos acumulados e fazia disso sua renda. No entanto, segundo os moradores, atualmente não era mais comum vê-lo realizando as vendas.