Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Polícia Militar intensifica Operação Bairro Seguro no Residencial Santa Terezinha em Caxias-MA

Nesta terça-feira (28), a Polícia Militar continua intensificando as ações ostensivas durante a Operação Bairro Seguro no Residencial Santa Terezinha, bairro Pirajá, em Caxias-MA.
O policiamento na área foi reforçado e as ações visam prevenir a criminalidade e a violência e garantir a segurança da comunidade.
“A Operação é deflagrada diariamente e são realizadas rondas, incursões e barreiras policiais com abordagens a pessoas, estabelecimentos e fiscalização de veículos. As ações coíbem a ação de criminosos e garantem a tranquilidade dos moradores,” afirmou o Major Ricardo Almeida de Carvalho, Comandante do 2º BPM.

*2º BPM: GUARDIÃO DOS COCAIS!*

*ASCOM/2º BPM*

Prefeito Dr. Júnior e primeira-dama participam de Missa e realizam a 10ª Festa do Dia de São Cosme e Damião com crianças de Peritoró

No último domingo (26) o prefeito de Peritoró, Dr. Júnior, e a primeira-dama, Dra. Samira Raquel, participaram de Missa Solene em homenagem ao Dia de São Cosme e Damião. Também participaram da celebração da Santa Missa o deputado federal André Fufuca, prefeitos de municípios vizinhos, autoridades locais, servidores e a comunidade.

Após a Missa, o prefeito realizou uma grande festa para as crianças de Peritoró, com Parque de diversão, apresentações de palhaços e a tradicional distribuição de presentes e doces. A festa em homenagem ao Dia de São Cosme e Damião para as crianças de Peritoró está em sua 10ª edição e é fruto de uma promessa feita pela mãe do prefeito, a vereadora e presidente da Câmara, Dona Lourdes.

“É um dia que serve para todos nós fortalecermos esses laços de amor ao próximo, laços de humanidade e laços de compromisso. Uma promessa feita pela minha mãe, Dona Lourdes, que nos tempos difíceis e de poucos recursos por qual passamos, se apegou na fé a São Cosme e Damião, pedindo para que não desamparasse seu filho. Para que conseguisse se formar em médico e fazer de sua profissão um instrumento para ajudar aos mais humildes”, declarou o prefeito Dr. Júnior.

Além da promessa feita por sua mãe e por causa da profunda formação cristã que teve, o prefeito Dr. Júnior considera a realização da festa de São Cosme e Damião para as crianças uma missão de vida, por meio da caridade, do amor e da competência. “Além de serem considerados os padroeiros da medicina, dos farmacêuticos e das faculdades da medicina, os santos gêmeos também são os protetores das crianças. Por isso, uma forma de celebrar Cosme e Damião e a proteção deles é distribuir doces, carinho, amor e muita alegria às crianças”, concluiu o prefeito.

Em operação na cidade de Gonçalves Dias, Forças Policiais Militares, prende forte traficante

Na tarde de hoje, 27 de setembro, após a guarnição da força Tática e da guarnição local de Gonçalves Dias suspeitarem de um veículo Golf com placa de Altamira, os policiais realizaram realizaram o acompanhamento até a cidade de Governador Archer, onde, após o apoio da guarnição local, foi possível realizar a abordagem dos indivíduos.

Com os abordados estavam vasta quantidade de entorpecentes do tipo maconha e Crack, além de balança de precisão e grande quantidade de dinheiro.

Os abordados são conhecidos traficantes da região da Patioba, povoado de Gonçalves Dias, e ainda possuem passagens policiais por outros crimes.

Mãe de criança com microcefalia denuncia que sua filha não recebe leite especial há 24 dias do governo de Zé Francisco

Uma senhora nos procurou no sábado à noite para denunciar que a filha dela, vítima de microcefalia, está há 24 dias sem receber o leite especial que é fornecido pela Prefeitura de Codó.

“Boa noite Acélio, quero fazer a denúncia sobre recebimento do leite que minha filha toma. Está atrasado 24 dias e toda semana eu vou na Cibrazen eles falam que a empresa que entrega não responde ele, eles mandam mensagem e não retornam pra saber o motivo”, escreveu

Em áudio ela explica que teve que pedir cartão de crédito emprestado para comprar o leite da marca DANONE FORTINI, 400g, sabor baunilha, que custou R$ 46,99.

Ela está desempregada, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) da criança foi cortado pelo INSS e o pai vive de bico como pedreiro.

Blog do Acelio

Réu por enriquecimento ilícito, Weverton Rocha acelera mudança de lei que pode beneficiá-lo

Relator na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do projeto que altera a Lei de Improbidade Administrativa de modo a tornar ainda mais fácil aos gestores públicos desviarem recursos do erário, o senador Weverton Rocha (PDT-MA) tenta colocar o texto em votação sem que tenha sido feito nenhum debate aprofundado e sem acolher nenhuma das 42 emendas encaminhadas pelos colegas de parlamento.

A proposta, que vem sendo criticada por integrantes do Ministério Público e ativistas anticorrupção por desfigurar completamente a Lei de Improbidade e efetivar uma espécie de licença para roubar, pode ser votada nesta terça-feira (28).

O projeto foi aprovado pelo plenário da Câmara em junho último, numa votação que durou oito minutos. No último dia 13, Weverton foi escolhido relator da matéria no Senado, apresentou seu relatório em 24 horas, e tentou liquidar a fatura ainda na semana passada, sob alegação de que o texto já havia sido debatido nos estados. Só não conseguiu concretizar a artimanha por mobilização de procuradores, membros do Ministério Público e dos senadores Lasier Martins (Podemos-RS) e Álvaro Dias (Podemos-PR).

O pedetista responde a processo de improbidade no qual é acusado pelo MPF, dentre outras suspeitas, de enriquecimento ilícito. As alterações nas regras de punição da lei podem beneficá-lo, inclusive de ser livrado de eventual enquadramento na Lei da Ficha Limpa.

Entre os pontos encaminhados por Weverton está a que barra a perda do cargo em casos em que o acusado não ocupa mais o posto que motivou o processo, excetuando apenas casos “de caráter excepcional”. O senador, por exemplo, se condenado na ação em que é réu na Justiça Federal por improbidade, não perderia o mandato em decorrência de um fato da época em que foi assessor do gabinete de Carlos Lupi no Ministério do Trabalho e Emprego.

Para punir um gestor público por desvio de recursos ou enriquecimento ilícito, se aprovado o malabarismo retórico de Weverton Rocha, passará a ser preciso primeiro provar que as irregularidades foram cometidas com dolo ou má-fé.

Desrespeitar a LAI (Lei de Acesso à Informação), como o pedetista vem fazendo em relação a um pedido feito pelo ATUAL7 ao seu gabinete no Senado, por exemplo, deixará de ter punição, porque não está mais listado como ato ilícito na nova lei.

De acordo com o procurador da República Frederico de Carvalho Paiva, que apresentou os memorais (última manifestação das partes no processo) na ação que corre na 6ª Vara Federal do Distrito Federal (DF), Weverton teria recebido benesse providenciado pelo empresário Adair Antônio de Freitas Meira, de Goiânia (GO), que comandava uma rede de entidades que mantinha R$ 17,3 milhões em convênios firmados com a pasta controlada pelo PDT no governo Dilma Rousseff (PT).

Em 2016, como deputado federal, Weverton Rocha foi o autor do principal destaque ao projeto da lei das “10 Medidas contra a corrupção”. Nele, propôs que magistrados e integrantes do Ministério Público respondam por crime de abuso de autoridade quando atuarem com conduta incompatível com o cargo. Na ocasião, o texto foi considerado uma tentativa de intimidar a Operação Lava Jato, uma das maiores iniciativas de combate à corrupção e lavagem de dinheiro da história recente do Brasil.

Weverton também é réu em outra ação, mas na esfera criminal, por peculato, como é chamado o desvio de recursos públicos por agente público. Indiciado pela Polícia Civil, o pedetista ficou em silêncio durante o interrogatório, segundo ele, como forma de protesto.

Fonte: Atual7

42% dos internautas aprovam o trabalho da atual administração de Codó

O site Codo Noticias realizou uma enquete onde  questionou como os codoenses avalia a administração do atual prefeito de Codo Dr. Zé Francisco.

151 dos internautas afirmaram que esta ótima administração do dr. Zé Francisco,o que indica que 42% dos participantes aprovam seu trabalho até aqui.

135 afirmaram que esta Pessima (38)

38 que esta Bom 11%

32 que esta Ruim 9%

Em Bom Jesus das Selvas,Amarante, Açailândia, Pastos Bons e Balsas foram resgatados15 pessoas de trabalho escravo

Duas operações realizadas em cinco municípios do Maranhão resultaram no resgate de 15 trabalhadores em condições semelhantes à escravidão. Uma criança e um adolescente também foram encontrados em situação de trabalho infantil. A ações com presença do Ministério Público do Trabalho (MPT/MA) ocorreram de 14 a 24 de setembro.

Em Bom Jesus das Selvas ocorreu o maior resgate: 13 trabalhadores estavam em condições degradantes em uma fazenda destinada ao cultivo de grãos. Os empregados foram resgatados por dois auditores-fiscais do Trabalho de Imperatriz, com o apoio da 2ª Companhia da Polícia Militar de Bom Jesus das Selvas e da Promotoria de Justiça de Buriticupu.

Denúncias

O Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM), por sua vez, apurou denúncias de trabalho escravo em propriedades rurais localizadas em outros quatro municípios maranhenses: Amarante, Açailândia, Pastos Bons e Balsas.

De acordo com o procurador do Trabalho do MPT-MA Luciano Aragão, presente na operação do grupo móvel nacional, nas cidades Amarante e Açailândia foram resgatados dois trabalhadores; em Pastos Bons, foram encontradas uma criança de 10 anos e um adolescente de 15 anos de idade em situação de exploração de trabalho infantil. Em Balsas foram identificadas irregularidades numa carvoaria.

Além do MPT-MA, participaram da operação do GEFM o Ministério do Trabalho e Previdência, Ministério Público Federal (MPF), Defensoria Pública da União (DPU) e Policia Federal (PF).

Caso Amarante: Resgatado pagava pelos EPIs e pela energia

Um dos trabalhadores foi resgatado na Fazenda Bom Retiro, em Amarante. Ele fazia o roço de juquira, que consiste na preparação do pasto para o gado. Encontrava-se alojado em um barracão de estrutura comprometida, com instalação elétrica irregular e fiação exposta.

As condições de higiene eram precárias, não havia instalação sanitária. A alimentação era preparada em fogareiros improvisados com lata, tijolos e barro. A água era armazenada em uma caixa fixada no chão, sem nenhum tipo de cobertura ou proteção.

O trabalhador resgatado ainda tinha que comprar o próprio material de trabalho: facas, luvas, botas, foice, lima, esmeralda, entre outros, não tendo recebido nem mesmo equipamento de proteção individual (EPI) para aplicação de agrotóxicos na roça. Ele também precisou pagar ao empregador uma taxa de R$ 180,00 pela energia elétrica consumida no barracão.

Após o resgate, ele foi encaminhado à Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo do Maranhão (Coetrae/MA), para receber assistência social e apoio necessários.

Caso Açailândia: fazenda produtora de soja explorou trabalhador

O outro trabalhador resgatado atuava na Fazenda Agro-Estrela, propriedade produtora de soja, em Açailândia. Ele encontrava-se alojado em um barracão/armazém e vivia em condições degradantes, dividindo o espaço com materiais de trabalho, ferramentas, óleo de motor e vasilhames de agrotóxicos descartados de forma inadequada. Não tinha equipamentos de proteção individual (EPI), salvo máscara para aplicação de agrotóxicos, armazenada de forma inadequada.

Após o resgate, houve a rescisão do contrato de trabalho em razão das condições degradantes. Os empregadores concordaram com o pagamento das verbas rescisórias e do dano moral individual, e assinaram termo de ajuste de conduta (TAC), comprometendo-se a adequar as irregularidades identificadas e a efetuar o pagamento de indenização por dano moral coletivo.

Trabalho infanto-juvenil em Pastos Bons

Uma criança de 10 anos e um adolescente de 15 anos de idade foram encontrados em situação de exploração de trabalho infanto-juvenil na Fazenda Primavera, no povoado do Roçado, em Pastos Bons.

O menino de 10 anos era explorado como carregador de lenha, das 8h às 10h30, e recebia R$ 40,00 por dia. Já o adolescente, além da lenha, carregava cana-de-açúcar. Ele era explorado das 7h às 10h30 e das 13h às 15h30, recebendo R$ 50,00 pela diária.

Na propriedade ainda foram encontrados outros quatro trabalhadores sem registro formal de trabalho. Os mesmos não possuíam EPIs e, no local, não havia material para prestação de primeiros socorros. As instalações elétricas do lugar ofereciam risco de choque e os maquinários estavam sem proteção. Ainda foi constatado o não fornecimento de água e a ausência de instalações sanitárias aos trabalhadores.

Os empregadores, em reunião com a equipe fiscalizadora, efetivaram o pagamento das verbas rescisórias da criança e do adolescente encontrados em situação irregular de trabalho. Eles também assinaram termo de ajuste de conduta (TAC) com o MPT-MA a fim de regularizar o meio ambiente de trabalho.

O imparcial

Série B Maranhense: Tupan e Timon empatam no Nhozinho Santos

Em partida válida pela segunda rodada da Série B do Campeonato Maranhense, o Tupan enfrentou nesta segunda-feira (27, o Timon Esporte Clube, e ficou no empate de 2×2. O duelo foi realizado no estádio Nhozinho Santos, em São Luís.

Os gols da partida, foram marcados por Diogo aos 45 minutos do primeiro tempo e aos 10 minutos do segundo tempo, para a equipe do Tupan, enquanto Emerson Nike, marcou para o Timon aos 47 minutos do primeiro tempo e aos 2 minutos do segundo tempo.

As duas equipes voltam a campo, na próxima quinta-feira (30). O Tupan enfrenta o Cordino, às 15h30 no estádio Leandrão em Barra do Corda, enquanto o Timon, enfrenta fora de casa, o Tuntum.

A terceira rodada da Série B Maranhense, tem inicio nesta quarta-feira (29), com o duelo entre ECV/Codó x Maranhão A.C, às 15h30, no estádio Renê Bayma em Codó.

A fase principal conta com a participação do Maranhão Atlético Clube, Tuntum, Timon, Cordino,Tupan e ECV/Codó O campeão e o vice da Série B Maranhense, garantem vaga na elite do Futebol Maranhense em 2022.