Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

Delegado Romulo Agradece a todos os codoenses que prestigiaram o primeira o Carnaval do 12,

Agradecemos a Deus e a todos os codoenses que se fizeram presentes e prestigiaram a nossa primeira grande caminhada da vitória no Carnaval do 12, que levou milhares de pessoas as ruas. Obrigado pela presença e por todo carinho de todos em nossa comitiva. Vamos continuar juntos nesta bonita e democrática caminhada até a vitória final. Abraços, Delegado Rômulo.

Zé Francisco continua usando a pandemia para se livrar de condenação que o deixou inelegível e com Ficha Suja

O candidato a prefeito de Codó/MA, Zito Rolim-PDT, vai levar ao Tribunal Regional Eleitoral-TRE o caso do candidato Zé Francisco, que insiste em usar a pandemia para se beneficiar.
Zito se alia assim ao movimento nacional para barrar a candidatura de políticos Ficha Suja que tentam aproveitar a pandemia para escapar de condenação da Justiça.

O candidato a Prefeito Zé Francisco (PSD) foi condenado por decisão do TSE – Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília. Ele tenta aproveitar a mudança do dia das eleições, por causa da pandemia de Covid-19, para limpar seu nome e ser candidato, apesar da condenação por compra de votos e abuso do poder econômico nas eleições de 2012, quando foi candidato a Vice na chapa formada com o atual prefeito de Codó, Francisco Nagib.

Zé Francisco continua tentando entrar pela porta dos fundos da política para disputar o cargo de prefeito de Codó.
Zé Francisco jamais poderia disputar as eleições de 2020, se não fosse a pandemia causada pelo coronavírus.

A pandemia já tirou a vida de mais de um milhão de pessoas em todo o mundo. E já matou mais de 152 mil brasileiros, quase 100 pessoas morreram com a doença somente em nossa Cidade.

Essa catástrofe humanitária e econômica que se abateu sobre o mundo inteiro não pode servir para beneficiar políticos Ficha Suja, que tentam disputar o cargo de prefeito, aproveitando-se desse momento de sofrimento da população.

Causa revolta e indignação saber que existem políticos que estão tentando se aproveitar da pandemia para fugir de condenação aplicada pela justiça.

Existe hoje no Brasil um movimento nacional de resistência contra essas candidaturas que jamais aconteceriam, se não fosse a pandemia.

O Ministério Público Eleitoral encabeça esta luta em defesa de eleições limpas. A sociedade brasileira cobra providências para evitar essa vergonha nacional. Em Codó não pode ser diferente.

Veja o Parecer da Procuradoria-Geral Eleitoral, órgão máximo do Ministério Público, encarregado dos processo no TSE em Brasília, que defende a inelegibilidade desses candidato ficha suja até o final do ano, impedindo assim que tirem proveito da pandemia e do adiamento do dia das eleições municipais: http://www.mpf.mp.br/pgr/documentos/Consulta060114368.2020RBGPRLZ.pdf

Candidato a prefeito acusado de mandar matar o pai no Maranhão

Júnior do Nenzim ao lado do pai na campanha eleitoral de 2016 (Foto: Reprodução/Redes sociais )

Candidato pelo PSC à Prefeitura de Barra do Corda (MA), o empresário Manoel Mariano de Sousa Filho, conhecido como Júnior do Nenzim, é acusado de matar o pai, que já exerceu o cargo de prefeito por três vezes.

Segundo o UOL, o crime teria acontecido em 2017. Júnior do Nenzim foi denunciado pelo homicídio e aguarda em liberdade o julgamento pelo tribunal do júri.

Nas eleições deste ano, ele disputa a prefeitura da cidade com o irmão, o deputado estadual Rigo Teles (PV), que tem a campanha apoiada por um terceiro irmão, Pedro, acusado de assassinar um líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra em 1998.

O apelido usado por Júnior nas urnas é uma referência ao próprio pai, Manoel Mariano de Sousa, que era conhecido como “Nenzim”. O ex-prefeito Manoel, foi assassinado aos 78 anos, em 6 de dezembro de 2017, com um tiro na lateral direita do pescoço. A polícia concluiu que o disparo foi dado à queima-roupa, de uma distância estimada entre 5 cm e 30 cm.

Na sua versão dos fatos, o atual candidato alegou que ele levava o pai em sua caminhonete para uma conversa com um advogado da família. Em determinado momento, o pai pediu que parasse o carro para que ele pudesse urinar. Ao abrir a porta e se deslocar para sair do carro, o ex-prefeito teria sido acertado por um tiro. Júnior do Nenzim diz que não percebeu que o pai tinha sido acertado por um tiro.

“Quando ele se posicionou o quadril dele, […] para virar a cintura dele [e sair do carro], ficou conversando comigo, uns três a quatro minutos, eu escutei, fez, deu uma pancada forte no carro, que seja um pedaço de pau batendo na lataria do carro, ele fez [se mexeu para a frente], ‘Ô, Mariano’…”, disse o candidato em depoimento ao juiz de Barra do Corda no ano passado. Júnior argumentou que não percebeu que seu pai recebera um tiro.

“Eu disse: ‘Pai, você tá passando mal?’ Aí também ele não falou mais. Eu fiquei já sem ação”, disse Júnior. Ele afirmou que telefonou para seu advogado, Luís, para dizer que seu pai estava “passando mal”.

Antes de chegar à casa do advogado, no entanto, Júnior disse que ele viu “um pouquinho de sangue” saindo do ouvido do pai, que também teria vomitado.

Ao chegar na casa do advogado Luis, Júnior passou o volante para ele e seguiram para um posto de gasolina, onde uma quarta pessoa, motorista da família, conduziu a caminhonete.

Eles seguiram para uma Unidade de Pronto Atendimento, onde Júnior também precisou ser atendido porque teria passado mal.

O ex-prefeito foi então transferido para um hospital em outra cidade, a 100 km de Barra do Corda, mas morreu no meio do caminho.

Polícia diz que carro de Júnior foi lavado após o tiro .

O Ministério Público do Maranhão diz que a versão apresentada por Júnior é insustentável, pois a Polícia Civil apontou que houve um intervalo de 40 minutos entre o momento do tiro e a chegada à UPA para atendimento médico. A perícia apontou que a caminhonete passou por uma limpeza completa em um lava-jato.

Ele foi candidato à prefeitura com o apoio do pai em 2016 e recebeu 47,8% dos votos válidos, perdendo a eleição para Eric Costa (PCdoB).

Fonte:A Tribuna

Multidão acompanhou Leda Torres no Carnaval do 12

Durante todo o sábado (17/10) a população de Codó se mobilizou pra mostrar a força do 12 no município e em nome da candidata a vereadora Leda Torres. A demonstração iniciou por volta das 16hs  com a movimentação intensa de populares, As 18 hs iniciou o Arrastão de Leda Torres pelas ruas do Codo Novo ao encontro do candidato Zito Rolim,por onde Leda passava as pessoas saiam de suas casas para abraçar e até mesmo para dançar junto com a candidata, a população acompanhou o maior arrastão da história da cidade.

A candidata a vereadora Leda Torres agradeceu a presença de todos “Ver essas ruas repleta de amigos e companheiros nos motiva e mostra que a vitória está próxima e que Codó terá uma nova história na Câmara, contarei com a esperança que vejo nos olhos de cada um”.

Veja quais as cidades do Maranhão tem mais eleitor que habitantes

O Maranhão tem quatro cidades que possuem mais eleitores do que o número atual de habitantes, sendo elas; Porto Rico do Maranhão, Afonso Cunha, Junco do Maranhão e são Raimundo do Doca Bezerra. Com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre as cidades, Porto Rico do Maranhão é a que tem a maior diferença entre o número de eleitores e o da população. De acordo com o TSE, a cidade possui um excesso de 1.077 eleitores a mais do número de habitantes, que chega a quase 6 mil. A menor diferença é em Afonso Cunha. Com uma população de 6.578 habitantes, o município possui 6.805 eleitores cadastrados e 5.701 pelo sistema de biometria. Com isso, a diferença chega a 227 eleitores. Nos casos em que há muita diferença entre eleitores e habitantes ou que há um aumento da transferência de domicílios, a legislação prevê que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve fazer uma revisão completa do eleitorado. A Resolução 22.586/2007, do TSE, determina que seja feita uma revisão do eleitorado sempre que for constatado que o número de eleitores é maior que 80% da população, que o número de transferências de domicílio eleitoral for 10% maior que no ano anterior, e que o eleitorado for superior ao dobro da população entre 10 e 15 anos, somada à maior de 70 anos no município.meuip.co

Para conter alta de preços, governo decide zerar imposto de importação de soja e milho

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu zerar a alíquota do imposto de importação para soja e milho, informou neste sábado (17) o Ministério da Economia.

Ambas as medidas visam conter a alta de preços no setor de alimentos, informou o governo. Em setembro, a inflação oficial do país foi de 0,64%, a maior para o mês desde 2003, resultado que foi impulsionado por alimentação e bebidas.

No começo de setembro, o governo já havia zerado, até o fim deste ano, a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado.

No caso da soja, informou o governo, a redução da alíquota de importação para zero será válida até 15 de janeiro de 2021 e abrangerá grãos, farelo e óleo de soja. Até então, a alíquota de importação era de:

  • 8% para grãos.
  • 6% para farelo.
  • 10% para óleo de soja;

 

Já o milho foi incluído na Lista Brasileira de Exceções à Tarifa Externa Comum, com redução de 8% para zero, válida até 31 de março de 2021.

Dólar mais alto e estímulo às exportações

 

Nos supermercados, o óleo de soja subiu mais de 30% em setembro, quase o dobro do aumento do arroz, segundo a Associação Paulista de Supermercados.

O Brasil é o maior exportador de soja do mundo e a desvalorização do real nos últimos meses, que torna os produtos brasileiros mais baratos, tem estimulado ainda mais as vendas externas.

Países como China compram muito dos produtores nacionais e sobra menos para o nosso consumo interno.

Além disso, o dólar mais alto – a moeda norte-americana já subiu mais de 30% neste ano – também aumenta a rentabilidade dos exportadores.

No começo do mês passado, o presidente Jair Bolsonaro chegou a fazer um “apelo” a donos de supermercados para conter a alta do preço do arroz.

Zito Rolim realiza a maior caminhada da história política de Codó

A primeira caminhada da Militância 12, ocorrida na noite deste sábado (17), arrastou uma multidão de mais de 10  mil pessoas,  pelas ruas do bairro Codo Novo até o comitê no retorno do zuza. Homens, mulheres, jovens e crianças acompanharam o candidato à prefeito Zito Rolim, num ato de apoio à continuidade do projeto político que vem mudando Codó.

A cada passo, as pessoas entoavam cantos de “É Zito de Novo o Homem esta voltando”. Os militantes se amontoavam em busca de um cumprimento de Zito Rolim. Do alto, a Avenida Santos Dumont ficou tomada pela militância, como um mar de gente.

Fotos:Maquejane

Senador Roberto Rocha assegura Centro de Hemodiálise para Barra do Corda

O município de Barra do Corda irá receber recursos financeiros do Senador Roberto Rocha (PSDB) para a construção de um Centro de Hemodiálise e na aquisição de um carro para transportes dos pacientes renais. O anúncio foi feito nas redes sociais do parlamentar, nesta quinta-feira, 15.

Roberto Rocha atende a uma solicitação da candidata a vereadora Juliana Freitas (PSDB), que lhe enviou um vídeo feito por pacientes renais no município, denunciando as condições precárias no deslocamento das pessoas de Barra do Corda que vão em busca de tratamento nas cidades de Caxias ou Imperatriz.

“Barra do Corda pode contar comigo sempre. A pedido da candidata a vereadora Juliana Freitas, vou conseguir um carro novo para transportar os pacientes renais. Em seguida, vamos implantar um Centro de Hemodiálise em Barra do Corda”, afirmou Roberto Rocha em sua postagem no Instagram.

O parlamentar finalizou dizendo que ficou sensibilizado porque conhece muito bem essa situação, visto que têm pessoas em sua família que são portadoras da doença. “Meu pai fazia hemodiálise e meu irmão faz três vezes por semana”, completou.

A candidata a vereadora Juliana Freitas comemorou a notícia, e agradeceu ao senador Roberto Rocha a destinação dos recursos para o município: “Estamos muito agradecidos ao Senador, porque ele atendeu ao nosso apelo e vai viabilizar recursos para a aquisição de um veículo adequado para o transporte dos pacientes. Além disso, também nos garantiu os recursos para a construção do Centro de Hemodiálise, já a partir do próximo ano”, disse.

Ao longo do seu mandato no Senado, Roberto Rocha se destaca como o parlamentar que mais já conseguiu recursos para o Maranhão.
Para Barra do Corda, ele priorizou junto ao Governo Federal a liberação de cerca de mil residências, que foram entregues em 2019.

Roberto Rocha foi um dos senadores que votou pela aprovação da Cessão Onerosa do Pré-Sal, o que garantiu a município a quantia de R$ 1.835.835,20.

De autoria do senador maranhense, já está em andamento a elaboração do Estudo de Viabilidade Técnica, Economia e Ambiental (EVTA) para implantação/adequação da Travessia Urbana em Barra do Corda (BR-226).