Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

COVID-19: Prefeitura de Codó deixa de divulgar boletins epidemiológicos

Ultimo Boletim divulgado pela prefeitura de Codó

A Prefeitura de Codó parou de  divulgar o número diário de numeros de infectados e mortes pela COVID-19,

Desde o dia 30 de abril, os boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde de Codó, omitem essa informação, que era repassada à população desde o início da pandemia do novo coronavírus.

 

Anvisa autoriza testes clínicos de fase 3 da Covaxin

A Anvisa aprovou nesta quinta-feira (13/5) o ensaio clínico da vacina Covaxin, produzida pelo laboratório indiano Bharat Biotech. A solicitação foi feita pela Precisa Medicamentos e os testes serão coordenados pelo Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) e contemplarão as cidades já confirmadas de São Paulo; São José do Rio Preto e Campinas (ambas no interior paulista); Rio de Janeiro (RJ); e Campo Grande (MS). O estudo prevê a aplicação de duas doses, com 28 dias de intervalo. A previsão é de que, no mínimo, 4,5 mil voluntários sejam incluídos no Brasil. O recrutamento será iniciado após a aprovação final pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep). O estudo da vacina também está sendo conduzido na Índia com outros 25,8 mil voluntários, totalizando 30.300 voluntários no estudo global.

O estudo será randomizado, duplo-cego, controlado por placebo e multicêntrico para avaliar a eficácia, a segurança e a imunogenicidade do imunizante contra a COVID-19 em adultos com idade igual ou superior a 18 anos. Para esta autorização, a Anvisa analisou os dados das etapas anteriores de desenvolvimento da vacina, incluindo estudos não clínicos in vitro e em animais, bem como dados clínicos da Fase 2 e 3, e dados preliminares do estudo de Fase 3, já em andamento na Índia. Os resultados obtidos até o momento indicam um perfil de segurança e eficácia satisfatório da vacina candidata.

“O público-alvo no país é composto de voluntários a partir de 18 anos de idade, saudáveis ou mesmo com doenças crônicas estáveis, das mais diversas profissões e que ainda não foram vacinados para a Covid-19”, explica Glaucia Vespa, pesquisadora do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.

Em abril, a Bharat Biotech anunciou os dados da segunda análise interina da Covaxin, que indicou uma eficácia global de 78% contra casos leves a moderados de Covid-19 e de 100% contra casos graves. Ainda foi observada uma eficácia de 70% contra casos assintomáticos de Covid-19, sugerindo uma capacidade potencial desta vacina de reduzir a propagação comunitária do vírus por pessoas infectadas, mas que não apresentam sintomas, o que é extremamente importante para controle da pandemia e redução da sobrecarga do sistema de saúde e da mortalidade. Além disso, ela mostrou capacidade de neutralização contra a maioria das variantes.

Os resultados fazem parte da segunda análise interina de eficácia divulgados com base na fase 3 de desenvolvimento da vacina, que está sendo testada em 25.800 voluntários na Índia. Foram registrados 127 casos de COVID-19 sintomáticos entre os voluntários, resultando em uma estimativa pontual da eficácia da vacina de 78% contra a COVID-19 leve e moderada e de 100% em casos grave. “A eficácia contra o SARS-CoV-2 foi estabelecida. A Covaxin demonstrou um excelente histórico de segurança em testes clínicos em humanos e em uso em situações de emergência. A Covaxin é, agora, uma vacina inovadora global derivada de P&D na Índia”, disse o presidente e diretor administrativo da Bharat Biotech, Krishna Ella.

A eficácia contra a infecção assintomática por COVID-19 foi de 70%, sugerindo diminuição da transmissão nas pessoas imunizadas com as duas doses da vacina. Krishna Ella explicou que os dados de eficácia contra a Covid-19 grave e infecções assintomáticas são altamente significativos, pois ajudam a reduzir as hospitalizações e a transmissão da doença. Os protocolos para fabricação, teste e liberação de vacinas inativadas foram experimentados, testados e validados em várias vacinas da empresa. Estes também atendem aos requisitos da OMS, bem como de órgãos indianos e de outras autoridades regulatórias.

A Covaxin é usada no combate à SARS-CoV-2 em duas doses, a partir de vírus inativado, e desenvolvida pela Bharat Biotech em colaboração com o Conselho Indiano de Pesquisa Médica (ICMR) e o Instituto Nacional de Virologia (NIV) e apoio da Fundação Bill & Melinda Gates. A vacina é apresentada em frascos multidoses e pode ser armazenada em temperaturas que variam de 2ºC a 8ºC.

Assassinos de lavrador e ambientalista em Zé Doca MA são presos no Pará e Tocantins; eles têm parentesco com a vítima

O lavrador e ambientalista Francisco Sales Costa Sousa foi assassinado a tiros em dezembro de 2019
A Polícia Civil do Maranhão conseguiu localizar e prender nos estados do Tocantins e Pará, na quarta-feira (12/05) e nesta quinta-feira (13/05), dois homens suspeitos de serem autores de um homicídio ocorrido dezembro de 2019, na localidade Centro do Totô, no município de Zé Doca.

A vítima foi o lavrador Francisco Sales Costa Sousa, de 60 anos, liderança comunitária e ambientalista com atuação destacada na região, que foi candidato a deputado pelo PSOL em 2018. Ele foi morto a tiros.

Após as investigações apontarem os suspeitos, o Departamento de Feminicídio, responsável pelo caso, representou pelas prisões temporárias e buscas e apreensões.

Na tarde da última quarta-feira (12/05), uma equipe da Superintendência de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP-MA) e da Polícia do Tocantins fizeram a prisão de um dos envolvidos na zona rural de Formosa do Araguaia, em Tocantins.

Já nesta quinta-feira(13/05), outra equipe da SHPP-MA e a Polícia Civil paraense conseguiram prender, em Belém/PA, o segundo envolvido no crime.

Segundo a Polícia Civil do Maranhão, os dois suspeitos têm ligação parental com a vítima e estão sendo interrogados pelas equipes policiais. Inicialmente a motivação do crime seria a desavença sobre imóvel de herança.

O caso segue investigado pelo Departamento/Feminicídio/SHPP/PCMA. Os presos serão levados ao sistema Penitenciário, onde ficarão à disposição da Justiça.

O crime

 

O ambientalista Francisco Sales Costa de Sousa, de 60 anos, foi assassinado, na manhã do dia 18 de dezembro de 2019, em sua residência no povoado Centro do Totô, no município de Zé Doca, a 312 km de São Luís. Ele foi atingido com dois tiros na parte de trás da cabeça. O crime tem características de pistolagem e por encomenda.

Segundo nota do PSOL, Sales vinha recebendo ameaças de morte de políticos locais por sua atuaçao em defesa da preservação da natureza e também por denunciar, nas redes sociais, irregularidades nas administrações municipais de Zé Doca e Araguanã.

Ele estava na linha de frente da defesa de mais de 300 hectares de mata fechada na Floresta Amazônica, conhecida como Mata São Pedro.

Francisco Sales foi candidato a deputado federal nas eleições de 2018 pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), com um discurso simples e convicto de que a base que sustenta este país é a classe trabalhadora e mais especificamente os agricultores rurais.

Toffoli recebeu R$ 3 milhões para alterar voto no TSE, diz revista

De acordo com delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), teria recebido R$ 3 milhões para alterar voto e mais de R$ 1 milhão para conceder liminar a dois prefeitos fluminenses que apresentaram recursos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a cassação dos seus mandatos.

A delação de Cabral foi obtida pela revista Crusoé. No documento, o ex-governador acusa Toffoli de “venda de decisões judiciais”. Foi com base na denúncia de Cabral que o delegado Bernardo Guidali, da Polícia Federal (PF), pediu instauração de inquérito para investigar o ministro do STF.

Em 2015, o TSE rejeitou, por 4 a 3, o recurso do prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto (DEM), contra a cassação do mandato por propaganda irregular em 2012. De acordo com Cabral, Toffoli teria recebido os R$ 3 milhões para reverter a cassação, mudando o voto no julgamento de embargos de declaração que a defesa do democrata ajuizou na Corte como último recurso.

O novo julgamento ocorreu dois meses depois, e o placar foi revertido a favor do prefeito de Volta Redonda, por 4 a 3.

Cabral afirmou que o pagamento foi operacionalizado pela estrutura de recursos ilícitos do então governador Luiz Fernando Pezão, que era coordenada pelo secretário de Obras Hudson Braga.

Em outro caso, o ex-governador disse que a mesma estrutura foi utilizada para pagar R$ 1 milhão ao ministro para concessão de uma liminar para a ex-prefeita de Bom Jesus de Itabapoana Branca Motta, em 2014. O pagamento teria sido feito por meio de uma advogada sócia do escritório de advocacia da esposa de Toffoli, Roberta Rangel.

O ministro do STF nega ter recebido qualquer recurso ilícito.

O pedido da PF para investigação de Toffoli foi enviado ao ministro Edson Fachin, que o encaminhou à Procuradoria-Geral da República (PGR), para emissão de parecer.

Fachin foi quem homologou o acordo fechado com o ex-governador do Rio. A PGR, no entanto, se recusou a assinar a delação e tenta anulá-la. O ministro enviou o pedido de anulação para julgamento no plenário virtual do STF.

Restaurante Santa Luzia 🍽 🍛Aqui você come bem e barato com o mais alto padrão de qualidade e higiene

*Cardápio* *de* *hoje* :13/05/2021
🧀🍲🍖🍗🍴🍝🍛🍜🍽
* Assado de panela
* Bife ao molho
* Frango frito
* Cozidão
* Galinha ao leite de coco
* Filé de frango ao molho
* Porco ao forno
* Bode ao leite de coco
* Torta de bacalhau
* Lasanha de carne

✅ Arroz branco , Arroz de macarrão , farofa , feijão , macarrão.

✅Saladas
* Repolho c/cenoura
* Alface c/couve
* Maionese
* pepino
* Cuxa
* Macaxeira frito

Apenas R$ 14,00 reais 💵
Fazemos entrega a domicílio 🛵
(Taxa apenas para os residenciais e outros locais distantes)

📌 Estamos localizados na travessa Colatino Borborema número 56 Centro
Whatsapp 📲 981267087

🛣 Codó-MA

CPI dos Combustíveis vai ouvir donos de postos sobre indícios de aumentos abusivos

A CPI dos Combustíveis, da Assembleia Legislativa do Maranhão, vai convocar donos de postos e revendedoras para prestar depoimentos sobre indícios de aumentos abusivos constatados em 64% dos 186 postos analisados na Grande Ilha, além de possível prática de cartel.

O levantamento foi produzido por técnicos do Procon maranhense, com base em notas fiscais cedidas pela SEFAZ (Secretaria de Estado da Fazenda), e apresentado aos integrantes do colegiado nessa segunda-feira (11).

Segundo análise preliminar, o aumento do preço nos combustíveis sem justa causa foi observado entre o período de dezembro de 2020 até final de março de 2021.

Os nomes dos empresários que serão convocados para prestar depoimentos ainda não foi tornado público.

Estratégias para o Maranhão sair da crise são apresentadas em live do senador Roberto Rocha

Para debater sobre as oportunidades que o Brasil tem para sair da crise e gerar empregos, o senador Roberto Rocha recebeu o gerente de Política Econômica da Confederação Nacional da Indústria-CNI, economista Mário Sérgio Telles, para a sua live semanal “Roberto Bem Perto”, que aconteceu nesta terça-feira, 11, em sua página no Facebook e canal do Youtube.

Com o tema: economia, quando o Brasil vai sair da crise?, o convidado e o senador responderam perguntas de internautas sobre temas como Reforma Tributária, lockdown, auxílio emergencial, geração de emprego, desenvolvimento econômico, dentre outros assuntos de interesses de todos os brasileiros.

Durante a conversa, Mário Sérgio enfatizou a importância da Reforma Tributária para ajudar o Brasil se desenvolver. Segundo ele, com a reforma, o Maranhão será especialmente beneficiado, uma vez que ela propõe a integral Tributação no Destino, o que aumentará o potencial de arrecadação dos Estados menos desenvolvidos.
“A Reforma Tributária vai trazer um benefício muito grande para o Maranhão, que é a Tributação do Destino. Com ele, os recursos para o Estado e as Prefeituras vão aumentar muito. Porém, é preciso saber aplicar muito bem esses recursos para potencializar o crescimento econômico do Maranhão, seja por meio de exportações, incentivo ao turismo, ou mesmo pela exploração da Base de Alcântara”, afirmou.

O senador Roberto Rocha reforçou a fala do economista e acrescentou que o Maranhão tem a maior alíquota de ICMS do Brasil- Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação.

“Com a ampla Reforma Tributária que estamos promovendo no Congresso Nacional, vamos conseguir desonerar o preço do botijão de gás e de muitos outros produtos e serviço”, disse.

Durante a conversa, Roberto Rocha, mais uma vez enfatizou que o Maranhão não é um estado pobre, mas um estado rico e com muitas possibilidades para se desenvolver.
“O Maranhão é um estado rico, porém com muitos pobres, injusto e desigual. Ele não é pobre, ele é empobrecido. E, para mim, a maior pobreza do Maranhão é a pobreza de espírito público. É a mediocridade da política maranhense que ao longo de tantos anos faz a opção pela exploração política da pobreza. E, nós, queremos fazer, e estamos fazendo, a exploração econômica da riqueza”, disse o senador, citando ainda os muitos ativos econômicos que o Maranhão possui, dentre eles, a Base de Alcântara, o Porto do Itaqui e a ZEMA- Zona de Exportação do Maranhão, projeto de sua autoria, apresentado ainda no início do seu mandato, e que pretende transformar e dinamizar a economia do Estado. Entre outros benefícios, ela vai permitir que empresas nacionais e internacionais recebam incentivos econômicos para se instalar na Ilha de São Luís com a perspectiva de geração de empregos para os maranhenses.

Ao ser indagado por internauta sobre o porquê de o auxílio emergencial estar com valor menor nesta etapa atual, o economista Mário Sérgio respondeu que este ano, o Governo Federal está com mais restrições porque está com mais dificuldades. Ele esclareceu que, só em 2020, foram gastos mais de 300 milhões de reais com este auxílio.

“Diferente do que aconteceu no ano passado, o auxílio emergencial veio menor este ano porque, apesar das dificuldades das famílias brasileiras, as restrições também são menores e alguns membros estão conseguindo gerar renda sem o fechamento total da atividade econômica, como tivemos no ano passado”, esclareceu.

Já o senador Roberto Rocha explicou que só o Programa Bolsa Família gasta, por ano, uma média de 33 bilhões de reais, e o auxílio emergencial custa 40 bilhões de reais por mês. Em sua análise, o Governo Federal não tinha condições de fazer além do que foi feito. Porém, ele apresentou uma alternativa que vai beneficiar os brasileiros com baixa renda.

“Estamos na expectativa de votar o único projeto que eu conheço que cria receita em meio à pandemia. É o projeto que atualiza a avaliação patrimonial do imposto de renda. Esse projeto vai nos propiciar o anúncio de, até o fim do ano, obtermos benefícios para a população mais vulnerável como, por exemplo, a ampliação do Bolsa Família. É esse o desejo do presidente. É esse o nosso desejo”, afirmou.

Ao longo da transmissão ao vivo, Roberto Rocha explicou que já apresentou inúmeros projetos no Senado Federal para ajudar a alavancar a economia maranhense. Entre esses projetos, ele citou o que cria o Fundo de Compensação Social para o Maranhão. O objetivo é assistir — por meio de programas de desenvolvimento econômico — as populações das comunidades quilombolas, de quebradeiras de coco babaçu e dos demais grupos típicos do estado. O fundo vai se abastecer de recursos da lei orçamentária anual; de doações públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras; do rendimento decorrente da aplicação do patrimônio e ainda de 3% da arrecadação da administração federal com o uso do Centro de Lançamento de Alcântara.

“De tudo o que for investido lá, nós vamos tirar 3% para investir no patrimônio material e imaterial de Alcântara e do Maranhão. Vamos investir no nosso povo e fazer com que ele seja sócio das suas riquezas”, disse o senador maranhense.

A live Roberto Bem Perto também foi transmitida por 48 veículos de comunicação entre rádios, TVs e Portais.

A íntegra da transmissão pode ser acessada no Facebook e canal de YouTube do senador Roberto Rocha.

Vereador Evimar Barbosa fala sobre sua Indicação e Projeto para a Eficientização da Iluminação Pública de Codó

Em sua participação na 10ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Codó, que aconteceu na terça-feira, dia 11 de maio, o vereador Evimar Barbosa falou sobre sua Indicação aprovada por unanimidade pelo Parlamento . Pela Indicação Nº 144/2021, o edil solicitou que seja feito, em caráter de urgência o empiçarramento e colocação de massa asfáltica nas entradas de acesso ao Residencial da Trizidela.

“O problema do acesso no Residencial da Trizidela precisa ser resolvido, pois todas as suas entradas e saídas estão sem acessibilidade para seus moradores e visitantes. Então fizemos essa Indicação, que foi aprovada por unanimidade, para a recuperação desses acessos. Esperamos que o governo municipal realize a recuperação com a necessária celeridade”, comentou.

Na tribuna, o parlamentar voltou a falar e cobrar sobre a melhora e a transparência nos serviços de iluminação pública em Codó e afirmou que irá apresentará um Projeto para a Eficientização da Iluminação Pública no município.

“A Agência Nacional de Energia Elétrica, ANEEL, estabelece que seja investido pela concessionária do estado invista um por cento de seu bruto em Eficientização da energia. E este ano este investimento será para iluminação pública. Portanto iremos fazer Indicação e um projeto para que Codó possa ser beneficiada com eficientização da iluminação pública a custo zero para o município”, concluiu.

Ascom