Codó Notícias - O melhor e mais completo site da Região dos Cocais

PF prende secretários e assessor especial de Helder Barbalho

A grande operação deflagrada pela PF, pela Polícia Civil de SP e pela CGU nesta terça para desarticular um esquema bilionário de corrupção na área da Saúde do Pará prendeu figuras próximas do governador Helder Barbalho.

Estão na lista de alvos de mandados de prisão temporária expedidos pelo STJ o secretário de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia do Pará, Parsifal de Jesús Pontes, que era chefe da Casa Civil, o secretário de Transportes do Pará, Antonio de Pádua Andrade e Leonardo Maia Nascimento, assessor especial do governador.

Peter Cassol Silveira, ex-secretário adjunto de Gestão Administrativa da Secretaria de Saúde, também está preso. Ele foi o mesmo que foi localizado com 750.000 reais na operação anterior.

Em um dos endereços, relacionados ao suposto operador da organização criminosa, os agentes encontraram euros e dólares escondidos. Ainda não há informação sobre a quantia localizada.

Revista: veja

Instituto com histórico de erros divulgar pesquisa sobre eleições em Codó

Apesar do histórico de pesquisas equivocadas nas costas, o instituto MBO Publicidade e Marketing vai divulgou no ultimo dia 28 de setembro levantamento sobre as eleições em Codó.

O duvidoso “estudo”, que já nasceu com erros gritantes, como o método falho de coleta de dados, que excluiu as maiores cidades do estado de sua amostragem (São Luís, Imperatriz, Santa Inês, Bacabal, Balsas e Timon), foi encomendado por um empresário e por um instituto com um currículo de pesquisas em que os resultados não se confirmaram nas urnas.

Em 2016, pesquisa da MBO apontava vitória nas eleições do município de Timbiras do candidato que terminou em terceiro lugar. No mesmo ano, o instituto também errou ao indicar a vitória de Biné Figueiredo em Codó, mas o candidato acabou perdendo as eleições para o atual prefeito da cidade, Francisco Nagib.

O MBO já foi citado em denúncias de pesquisas eleitorais em Caxias. A divulgação de pesquisa fraudulenta constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa no valor de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00.

Igreja Evangelica Batista Shalom realizou o 1º Encontro de Casais; veja as imagens

Igreja Evangélica Batista Shalom, que tem sua sede em Codó, realizou, no dia 26 de Setembro de 2020, o 1° Encontro de Casais.

O evento contou com uma Palestra, ministrada pelo Pastor da Igreja, David Paz, depois da ministração teve um coffee break, onde tinha uma mesa com frutas, bolos e salgados.

Restaurante Santa Luzia 🍽 🍛Aqui você come bem e barato com o mais alto padrão de qualidade e higiene

*Cacrdápio* *de* *hoje* : 29/09/2020
🧀🍲🍖🍗🍴🍝🍛🍜🍽

* Assado de panela
* Bife acebolado
* Peixe frito
* Galinha caipira
* Frango frito c/banana
* Porco ao forno c/abacaxi
* Bode no leite de coco
* Torta de bacalhau
* Lasanha de carne

✅ Arroz branco,Arroz de macarrão , farofa , feijão e macarrão.

✅Saladas

* Repolho c/cenoura
* Alface c/tomate
* Maionese
* pepino
* Cuxa
* macaxeira frita

Apenas R$ 12,00 reais 💵
Fazemos entrega a domicílio 🛵
(Taxa apenas para os residenciais e outros locais distantes)

📌 Estamos localizados na travessa Colatino Borborema número 56 Centro
Whatsapp 📲 981267087

🛣 Codó-MA

A importância de conhecer o Selo Procel e a etiqueta de eficiência energética dos eletrodomésticos

Todas as dicas de economia de energia são válidas para quem busca um respiro no orçamento no fim do mês. E escolher bem os eletrodomésticos para a casa é uma das principais recomendações, especialmente se queremos utilizar energia com consciência e poupar na fatura de luz. Mas existe uma questão fundamental que deve ser considerada na hora da compra, que vai muito além da estética, preço, funcionalidade e marca: a eficiência energética do produto. E essa informação consta na classificação energética do aparelho e do Selo Procel de Eficiência Energética. 

O que é o Selo Procel e a etiqueta de eficiência energética (INMETRO)?

Em primeiro lugar, o Selo Procel e a etiqueta de eficiência energética são ferramentas de apoio aos consumidores, para que tenham acesso a informação sobre os produtos e seu consumo de energia. A etiqueta apresenta aos consumidores a classificação conforme a eficiência energética dos aparelhos, já o Selo Procel reconhece os aparelhos mais eficientes em cada categoria, em geral os classificados como “A” na etiquetagem. 

Para a maioria dos aparelhos, como geladeiras, fogões e aparelhos de ar-condicionado, as categorias vão de A até E, sendo a letra “A” a indicação do aparelho mais econômico. Essas marcações são definidas pelo desempenho dos produtos. Já para lâmpadas, pela enorme variação do nível de eficiência, a categoria vai até G.   

O líder de operações do PEE, Edmilson Santos, explica que através da etiqueta é possível comparar a eficiência energética entre os equipamentos e tomar uma decisão de compra adequada.  “Por exemplo, você precisa comprar uma geladeira de uma porta e encontra uma com o preço acessível, etiquetada com a classificação ‘C’, com consumo mensal de 46 kWh/mês. Porém, existe outra um pouco mais cara, com as mesmas caraterísticas e com a classificação ‘A’ e Selo Procel com consumo de 21,9 kWh/mês. O aparelho mais barato, nem sempre vai determinar a economia, pois representará um maior consumo no final do mês. Nesse exemplo, o cliente poderá fazer a escolha certa e poderá economizar 54% no final do mês com a conta de energia, o que pode representar muito se levar em consideração a vida útil do equipamento”, conclui. 

Interpretação 

Cada linha de eletrodoméstico possui sua própria etiqueta, mudando de acordo com as características técnicas de cada produto. Porém, existem elementos que são comuns a todas as categorias etiquetadas:  

  1. Tipo de Equipamento; 
  2. Nome do Fabricante; 
  3. Marca comercial ou logomarca 
  4. Indicação do modelo 
  5. Indicação da eficiência energética do equipamento 
  6. Indicação do consumo de energia, em kWh/mês 
  7. Informações adicionais sobre o produto; 
  8. Assinatura do INMETRO e parceiros

União libera R$ 5 bi para financiar MEI, micro e pequena empresa

Os microempreendedores individuais (MEI), as micro e pequenas empresas têm acesso, a partir de hoje (28), à primeira parcela de R$ 5 bilhões do Peac-Maquininhas (Programa Emergencial de Acesso ao Crédito na modalidade de garantia de recebíveis). O programa facilita o acesso ao crédito durante a pandemia da covid-19 para pequenos negócios, que faturam até R$ 4,8 milhões por ano, durante a pandemia de covid-19.

A liberação foi possível depois que o CMN (Conselho Monetário Nacional) ampliou, na semana passada, o escopo e o prazo para as instituições financeiras reduzirem o provisionamento (reserva) de recursos em caixa nas operações de crédito com recursos de programas federais. A medida reduz as travas que as instituições financeiras tinham para começar a emprestar.

Instituído pela Lei 14.042, de 19 de agosto, o Peac-Maquininhas oferecerá R$ 10 bilhões de recursos da União, liberados em duas parcelas de R$ 5 bilhões. Por meio do programa, o MEI, micro e pequeno empresário pode pegar empréstimos, fornecendo como garantia os recursos a receber originados nas máquinas de cartão de crédito e de débito.

O valor do crédito está limitado ao dobro da média mensal das vendas de bens e prestações de serviços recebidos pelas maquininhas de cartão, até o valor máximo de R$ 50 mil. Essa média será calculada com base no período de 1º de março de 2019 e 29 de fevereiro de 2020, no período anterior à pandemia.

Garantia facilitada

O Peac-Maquininhas é financiado integralmente com recursos da União. Além dos recebíveis originados nas maquininhas, as operações de crédito têm garantia do Tesouro Nacional. A instituição financeira está proibida de pedir garantias adicionais, como aval ou fiança do contratante.

Em vigor até 31 de dezembro, o Peac-Maquininhas emprestará recursos com juros de 6% ao ano. Os financiamentos têm 30 parcelas e seis meses de carência, com o tomador começando a pagar a primeira parcela apenas no sétimo mês, totalizando 36 meses. A instituição financeira não poderá cobrar quaisquer tarifas, encargos ou emolumentos para a concessão de crédito no âmbito do Peac-Maquininhas.

O MEI, os micro e pequenos empresários poderão pedir empréstimos a partir de quinta-feira (1º) em qualquer canal de atendimento das instituições financeiras habilitadas a participar do programa. Além disso, as próprias instituições participantes do programa poderão oferecer o crédito diretamente na máquina de cartão de crédito e de débito.

A lista das instituições financeiras habilitadas ao Peac está disponível na página do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) na internet. O banco de fomento é o agente operador do programa.

Por R7

Ao lado do povo, LedaTorres começa campanha com força total com aprovação do povo

A Região da Trizidela, foi o local escolhido por Leda Torres para dar o pontapé inicial de sua campanha ao  legislativo municipal. Acompanhada de sua equipe, Leda visitou os povoados da Santana do Machado,Anjico e São Bento.

“Queremos avançar para garantir um futuro melhor para o povo de Codó. Tenho dito que esta é a eleição mais importante que enfrentamos. E a eleição onde nós estamos do lado do futuro e da modernidade, lutando contra a representação do atraso, do retrocesso e da perseguição.” disse Leda Torres.